Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Voto secreto e consciência livre

por Pedro Correia, em 28.05.18

3ce103687d963fbb71dd58ee15f8e91a[1].jpg

 

Não sei quem faz assessoria de comunicação a Rui Rio, mas não está a resultar. Alguém lhe soprou ao ouvido que é necessário "aparecer", para dizer não importa o quê. É um péssimo conselho.

Há uns dias, o líder do PSD insurgiu-se contra o facto de o policiamento dos estádios ser pago com "os impostos dos portugueses". Estava mal informado pelo tais que lhe sopram ao ouvido. Esse policiamento é assegurado pela Federação Portuguesa de Futebol, entidade autónoma do Estado, financiada em larguíssima medida pela UEFA.

Hoje voltou a errar o alvo. Mas com maior gravidade. Ao defender o "voto secreto" no hemiciclo na apreciação dos quatro diplomas sobre a legalização da eutanásia que amanhã estarão em debate no Parlamento. Para Rui Rio, os deputados devem "agir em função da sua consciência" e, para o efeito, terão de sentir-se "completamente livres" neste processo de decisão - algo que, no seu entender, apenas o voto secreto assegura.

Extraordinário raciocínio, nada lisonjeiro para os 89 parlamentares do PSD. Rio, que não tem assento na Assembleia da República, entende que um deputado só se sente "completamente livre" quando decide por voto secreto, sem se submeter ao escrutínio da opinião pública em geral e dos seus eleitores em particular, passando incólume pelos pingos da chuva.

Eis uma amostra do tal "banho de ética" que o sucessor de Passos Coelho prometeu trazer à política portuguesa. Banho, sim. Mas apenas no sentido de meter água.


23 comentários

Sem imagem de perfil

De António a 28.05.2018 às 20:25

Não passa de mais do mesmo. Uma nulidade de político. Se Costa não o comer vivo come-o o eleitorado.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.05.2018 às 21:12

Costa papa-o de cebolada. Todos os dias, ao pequeno-almoço.
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 29.05.2018 às 10:59

Sim, concedo que tem sido uma tremenda desilusão!!
Sinceramente, não se consegue compreender um átomo de pensamento político deste PSD.
Parece-me que cairemos numa miasma política. Uma farsa de falsos consensos!
Vivemos, em Portugal, num universo paralelo, sem aprender ou perceber um milímetro do que se tem passado na Europa.

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.05.2018 às 15:20

Rio é o "opositor" de sonho a qualquer Governo.
Sem imagem de perfil

De Meister Von Kälhau a 28.05.2018 às 21:41

Adeptos deixam rasto de destruição na A2

https://www.rtp.pt/noticias/futebol-nacional/adeptos-deixam-rasto-de-destruicao-na-a2_d329596

Presumo que seja a FPF a pagar e a prestar apoio médico

Era ilegalizar esses índios!

Quanto ao voto secreto...olhe, acho muito bem...que já estou cansado de botar faladura...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.05.2018 às 22:27

Se for estabelecida relação causal entre o clube e os estragos, quem paga é o clube. Como é evidente.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.05.2018 às 21:42

Caro Pedro Correia.
Releve discordar de si, Costa nem precisa de cebolada, vai como está!
António Cabral
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.05.2018 às 22:28

Tem razão, António. Tenrinho como está, marcha sem molhanga.
Sem imagem de perfil

De O SÁTIRO a 28.05.2018 às 22:38

Rui Rio não tem a intuição política de um político "normal".
ganhou a Câmara do Porto pela imagem de incorruptível que manteve depois da vitória, apesar das bocas de Paulo Moraís.
A estratégia de comunicação tem sido um desastre.
Faz lembrar a célebre tirada de JJ sobre a estratégia de comunicação do SLB no seu tempo: de "anginhos". E tinha razão.
Talvez picado pelo L MM na SIC ontem, hoje falou grosso contra o país de maravilhas de Kosta...E fez bem.
Eu não menosprezo assim tanto RR.
Se nos lembrarmos que ganhou as eleições na CM Porto contra o ídolo dos fanáticos (Pinto da Costa) é porque o eleitorado vê algo.
Tem que aproveitar até à exaustão a embrulhada do P. Siza Vieira, mesmo do Kosta (tem muitos podres da Câmara de Lisboa...e bem graves, com participações crime , claro, em banho maria...), e muitas mais que irão aparecer
CORUPÇÃO está no ADN socialista.
Imagem de perfil

De Sarin a 28.05.2018 às 23:25

Podia listar os podres, conhecedor que é da sua existência e gravidade.
Não é especular, é divulgar factos:
-queixa crime n.N, apresentada na data tal no sítio tal por fulano contra sicrano por assédio/peculato/desacato/...
Assim ficávamos todos conhecedores da real existência das queixas e etc, exigiríamos mais da justiça e tiraríamos as nossas ilações.

Sobre a corrupção estar no ADN do socialismo, não sabia a corrupção hereditária; mas isso, a ser verdade, então explicaria os SS do famoso centrão PS-PSD.

Infelizmente, parece que não tem a ver com tendências ideológicas mas sim com características de personalidade, o que torna bem mais difícil a sua detecção. Era tão mais simples se usassem corzinhas...
Sem imagem de perfil

De O SÁTIRO a 28.05.2018 às 23:41

só um exemplo...(e ao nível do Sócrates)...não vou estar aqui a dar lições de processo penal.

a TORRE que está a ser construída no gaveto da av 5 de outubro com a av fontes pereira de melo, por uma multinacional.
o proprietário do terreno viu os seus projetos indeferidos pela CML para uma área de construção bem menor que esta.
Fez participação crime contra A Costa e outros
ele próprio explicou isso no facebook.......além de ter sido publicado no....."Público"..
Sem imagem de perfil

De Meister Von Kälhau a 29.05.2018 às 00:23

Esse indivíduo era o que queria forrar a fachada do prédio a Tapete de Arraiolos? Seu nome J. Pimenta, julgo
Imagem de perfil

De Sarin a 29.05.2018 às 01:24

Obrigada pela indicação, tentarei perceber melhora situação.
O dono da obra não é o proprietário do terreno? Queixou-se a que título? E a queixa deveu-se a quê, exactamente? Transitou para julgamento ou foi arquivada pelo MP? Desculpe, estou a tentar perceber os factos mais importantes. Porque qualquer um pode interpôr queixas-crime pelos motivos mais pueris ou escabrosos - o MP recebe a queixa, investiga, e arquiva ou transita para julgamento. E depois é outro mistério sem data...
No meio disto, apenas apurei que existe uma queixa-crime por causa de uma torre num gaveto da 5 de Outubro com a Fontes P. Melo.


Partilhe mais, quando oportuno. Sobre este caso e sobre os muitos outros que conhece.
Só devidamente informados podemos ter opinião esclarecida.
Sem imagem de perfil

De O SÁTIRO a 28.05.2018 às 23:47

sobre o ADN xuxialista, basta relembrar MÁRIO SOARES depois de ter visitado o seu grande amigo RICARDO SALGADO (primo do Salgado Vereador do Urbanismo na CM Lisboa), em prisão domiciliária:

RICARDO SALGADO ESTÁ CALADO E FAZ MUITO BEM..

Imagem de perfil

De Sarin a 29.05.2018 às 10:13

Mas o problema do ADN é que é partilhado com todos, o que significaria que todos estariam infectados. No PS e no PSD.

Eu acredito mais no contágio.
Sem imagem de perfil

De Bea a 28.05.2018 às 22:48

Pois deixe-me dizer-lhe que não sei se Rui Rio não terá razão.A disciplina partidária pode neste caso ser uma chatice. Não sei por que razão se estraga, com a sugestão de voto secreto, a impoluta vida dos senhores deputados. Talvez Rui Rio seja honesto demais para o cargo e o partido que lidera. Se for apeado, pode ser uma sorte. Costa pode saber muito mas faz pouco.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.05.2018 às 23:15

Os deputados podem e devem ser escrutinados. E o maior escrutínio é verificarmos como votam no plenário.
Não faz qualquer sentido o líder do partido - que nem é deputado - proclamar que o ideal era esconderem a opinião no segredo de um papelinho.
Faz ainda menos sentido sugerir que desse papelinho estaria dependente a "consciência" do deputado. Essa sugestão é afrontosa.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.05.2018 às 23:20

E faz ainda menos sentido que seja o líder a designar o deputado.que depois, "muito eufemisticamente" se diz eleito do povo!!!!
Sem imagem de perfil

De Meister Von Kälhau a 28.05.2018 às 23:57

Pedro se Rio tem os deputados contra ele é demonstração de coragem os mesmos poderem decidir por voto secreto. Além de ser um sinal de confiança no grupo parlamentar
Imagem de perfil

De Sarin a 29.05.2018 às 12:22

Coragem seria se impusesse disciplina de voto e apelasse ao voto secreto. (Não nesta matéria, obviamente)

Para mim é claro que o apelo ao voto secreto é um recado muito bem embrulhado para as bancadas que optaram por uma posição em bloco.
Duvido que não haja abstencionistas e acredito que haveria mesmo quem votasse a favor se não incorresse na ira dos aparelhos. Aliás, acredito que irão aparecer dois ou três candidatos a processos disciplinares, e se não aparecerem jogarei no Euromilhões - a racionalidade perdeu, aposte-se no acaso.
As ortodoxias à esquerda e à direita têm mais expressões do que as que o conservadorismo acredita, e não me esqueço dos contorcionismos recentes de alguns para conseguirem meter na mesma frase "cada um tem direito à sua privacidade e à sua sexualidade" e "o casamento homossexual é contrário à estruturação da família e da sociedade". Ao Estado o que é do Estado, ao indivíduo a liberdade de o ser.
Sem imagem de perfil

De Bea a 30.05.2018 às 11:22

É afrontosa. Pergunto-me é se não terá razão. Mas não há meio de o saber. Para isso teria de se submeter o mesmo grupo de deputados as duas situações, o que não me parece possível.. Mas a resposta está dada. E de braço no ar. É mais democrático, talvez. O assunto não está morto. Só adiado.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.05.2018 às 23:57

Apesar de eu ser de esquerda, há algumas coisas que tenho a aplaudir em Rui Rio: não é tão extremista como Passos Coelho, impediu Santana Lopes de se tornar líder do PSD e é a favor da despenalização da eutanásia.
No entanto, sugerir que os deputados possam votar em segredo é completamente descabido. Em teoria, os deputados não estão a votar por eles próprios mas sim pelas pessoas que os elegeram. E essas pessoas têm o direito a saber se podem ou não confiar nesses deputados.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 29.05.2018 às 11:04

Concordo 100% com o escrito neste comentário!
Sem imagem de perfil

De Meister Von Kälhau a 29.05.2018 às 15:58

Pelo mesmo raciocínio os deputados não poderiam votar em nada que fugisse ao seu programa politico.

Por exemplo:

Os deputados seriam impedidos de taxar as gasosas, uma vez que não constava do seu programa. A democracia pararia, perante a vertigem do acontecimento

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D