Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Vós, benfiquistas

por Rui Rocha, em 19.12.16

Vós, benfiquistas, que continuais com piadas sobre Jesus para mais em plena quadra natalícia, vós estais a perpetuar a cadeia histórica de repetição das palavras que são a tradução da linguagem da desigualdade e da discriminação. Estais a aderir à tese da lei do mais forte. Dizeis que se trata apenas de liberdade de expressão. Mas a tese deriva de uma mais geral e que se aplica a todas as dimensões da vida. Se achais mesmo que a liberdade de expressão não deve ter limites e que não devemos ceder à autocontenção do discurso, tal não vos é proibido mas define-vos. Vós, benfiquistas, vós sois de direita.


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Carlos Faria a 19.12.2016 às 11:06

Somos de direita!? vermelhos por dentro e por fora!?
Quem diria que o clube das elites, dos nomes finos da Capital agora se sentisse das massas proletárias em luta!
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 19.12.2016 às 12:00

Repare, Carlos, que a tese não é minha. Foi a Isabel Moreira que me ensinou:http://expresso.sapo.pt/blogues/blogue_contrasemantica/2016-12-17-Sabias-que-es-de-direita-
Sem imagem de perfil

De Manel a 19.12.2016 às 14:21

Chapeau!
Imagem de perfil

De Rui Rocha a 19.12.2016 às 14:32

Obrigado, Manel.
Sem imagem de perfil

De Costa a 19.12.2016 às 14:34

O texto da senhora vale o que vale. Alastra a alegada "superioridade moral" dos comunistas à esquerda que (ainda) se não afirma comunista. Ou revela um passo na radicalização do Partido dito Socialista. Num caso ou no outro, não sei nem - confesso - me interessa particularmente saber como se sentirá o PC perante esta violação de uma sua patente. Em qualquer caso parece-me ser, no imediato, um ralhete doméstico, de modo que farão eles o favor de se entender.

Mas não deixa de preocupar que uma figura destacada do Partido dito Socialista o escreva. É que a pretexto de uma presunçosa lição sobre os malefícios de uma conduta liberal, vem - precisamente quando o P(d)S depende para manter o poder de quem não hesitará, chegada a sua hora, de severissimamente limitar e manipular a liberdade de expressão - invocar a igualdade como limite à liberdade.

Ora poucas coisas a experiência comunista, onde imperou e sobre quem imperou (e impera), já tornou tão claras quanto o insignificante valor da liberdade (de expressão e bem para lá dessa) quando a meta suprema é a igualdade forçada. Concede a autora que só não pode ser dito o que é crime dizer-se. Muito bem, no plano dos princípios e quando está em causa o elementar respeito pelo direito ao bom nome e pela verdade (e esta quando objectivamente apurável). Mas da desconsideração moral de uma liberdade ao que parece "de direita" (que fica de cátedra postulada no texto: já não é, então, coisa de gente mal-educada gozar por exemplo com a condição de deficiente, é coisa de - horror - "gajos de direita"), até à sua criminalização, não parece ir grande distância, neste texto tão preocupado com o supremo bem da igualdade. Basta, fica entendido, chegar o dia em que fique na mão da esquerda a definição do momento em que começa o "crime".

Há já muitos anos, terá entre nós Alexandre Herculano alertado para o perigo que a igualdade erigida em valor supremo representava sobre a liberdade. Mas também terá dito que "isto dá vontade de morrer". Bem vistas as coisas, o desabafo mantém-se actual.

Costa

Sem imagem de perfil

De Flic Flac a 19.12.2016 às 18:36

Eu, benfiquista, afirmo solenemente que não piadarei mais sobre Jesus, não porque deixe coartar a minha liberdade de expressão, descurando-a, não porque me envergonhe, por ser de direita. Simplesmente, Jesus piada-se por si.
Sem imagem de perfil

De Costa a 19.12.2016 às 19:25

E eu que me fartei de escrever ali em cima, esqueci (e é muito bem feito, sirva-me de lição!) o essencial para o superior interesse da Pátria - suponho que "pátria" já passou a conceito de esquerda, certo? Pode-se usar sem levar sermão da sra. doutora: se os benfiquistas, donde certamente o Benfica, são de direita, em que clubes e adeptos se deposita a esperança do heróico Futebol Progressista Português?

Bom era que um tal de Rui Santos (é o nome dele, certo?) se apressasse a iluminar as massas. O tema é importantíssimo! Eu sou analfabeto de bola, mas só pode ser...

Costa

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D