Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Leitura recomendada.

por Luís Menezes Leitão, em 11.05.19

Quando descubro que bancos concedem empréstimos de centenas de milhões de euros aceitando leite de pomba em garantia e que no parlamento deputados confundem hipoteca, penhor e penhora, permito-me modestamente recomendar a leitura do meu manual sobre Garantias das Obrigações, que já vai na sexta edição, e onde se encontram explicados os conceitos elementares sobre as diversas garantias e a sua eficácia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mais um tiro no pé.

por Luís Menezes Leitão, em 07.05.19

5ad7a87a5124c9ae76c62838-750-468.jpg

Está explicada a proximidade de Rui Rio com António Costa e o alinhamento que tem tido com este governo. Já sabemos também que o actual PSD pretende passar a ser a muleta do PS. Não venham é dizer que isto é o pensamento de Sá Carneiro. Sá Carneiro, num período em que a direita era fortemente atacada, quis demonstrar que a mesma podia ser governo. Fez uma coligação com esse propósito e chegou a primeiro-ministro. Rui Rio com estas declarações cada vez mais se afasta desse objectivo. O problema é que parece que não lhe faltam balas para continuar a dar tiros nos pés.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Not for turning.

por Luís Menezes Leitão, em 05.05.19

Nesta semana em que faz quarenta anos que Thatcher subiu ao poder cabe recordar uma das suas mais célebres afirmações: “The Lady’s not for turning”. Rui Rio e Assunção Cristas que ponham os olhos neste exemplo em vez de andarem numa corrida a ver quem mais recua.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dois coelhos com uma só cajadada.

por Luís Menezes Leitão, em 05.05.19

cristas_vs_rio41451d30_base.jpg

Parece que os líderes da oposição andam a fazer concorrência a ver quem é que recua mais depressa perante os ultimatos de António Costa. O resultado da sua vergonhosa jogada política vai ser gabar-se de ter apanhado dois coelhos apenas com uma só cajadada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os zigue-zagues do PSD.

por Luís Menezes Leitão, em 05.05.19

Se o anúncio da demissão de António Costa foi uma jogada política vergonhosa, estes zigue-zagues do maior partido da oposição também não lhe ficam nada bem. E como é que se compreende que o líder do partido diga que não conhece um texto com esta importância? Não o pode receber por e-mail e ver no telemóvel? Será que os deputados do PSD andam em roda livre no parlamento e não prestam contas ao líder?

Autoria e outros dados (tags, etc)

A direita acéfala.

por Luís Menezes Leitão, em 04.05.19

mw-860-1.jpg

Ao contrário do que aqui se afirma, esta foto não demonstra que a direita perdeu a cabeça. Na verdade, a direita em Portugal não perdeu a cabeça porque nunca a teve, estando há muito tempo completamente acéfala. Os actuais líderes do PSD e do CDS não são de direita: são de esquerda. É por isso que nunca resistem a estes cantos de sereia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hergé já o tinha previsto.

por Luís Menezes Leitão, em 01.05.19

revolution1FR.jpg

revolution2FR.jpg

revolution3FR.jpg

revolution4FR.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Os atentados no Sri Lanka.

por Luís Menezes Leitão, em 21.04.19

map_of_sri-lanka.jpg

Visitei o Sri Lanka em 1997. Nessa altura o país vivia imerso num conflito de décadas entre o Governo da maioria budista e o movimento separatista hindu Tigres de Libertação do Tamil Eelam que defendia a criação de um Estado separado “eelam” no território Tamil no Nordeste da Ilha. Por isso as deslocações dos turistas eram feitas sob rigorosas medidas de segurança com detectores de metais em todos os sítios turísticos.

Colombo-Skyline-Aerial.jpg

images-2.jpg

Apesar disso passei a considerar o Sri Lanka o melhor destino turístico que já visitei. Pode passar-se de uma metrópole magnífica como Colombo a uma cidade tipicamente inglesa na montanha como Nuwara Elyia. Pode fazer-se um safari fotográfico na selva ou subir às ruínas históricas de Sigiryia no alto da montanha. E pode-se ver a herança portuguesa em Galle no litoral.

GettyImages-550859245_full.jpg

1508905854329.jpg

No Sri Lanka o Islamismo e o Cristianismo são religiões sem grande representação. Alguma coisa muito séria se passa por isso quando existe um ataque desta ordem por parte de um movimento islâmico ao cristianismo neste país. Assiste-se hoje a uma escalada preocupante nos conflitos religiosos a que urge pôr termo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Citação a propósito do dia de hoje.

por Luís Menezes Leitão, em 17.04.19

images-1.jpg

"Há um caos total debaixo dos céus. A situação é excelente".

Mao Tsé-Tung.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Paris já está a arder.

por Luís Menezes Leitão, em 15.04.19

82228602_Smoke-and-flames-rise-during-a-fire-at-th

A destruição de Notre Dame por um violento incêndio representa o dobre a finados da civilização ocidental. O que nem Hitler conseguiu fazer, é agora conseguido em pleno séc. XXI. Tenha sido isto o resultado de um acto terrorista ou da simples negligência daqueles a quem competia cuidar do monumento, neste momento não interessa. Uma das maiores criações do espírito humano, que inspirou o génio de Victor Hugo, desaparece hoje. É um dia triste para todos aqueles que lutam pela nossa civilização e pela preservação da memória da Europa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Blogue da semana.

por Luís Menezes Leitão, em 14.04.19

Esta semana o meu destaque vai para A origem das espécies do Francisco José Viegas. Aplaudo as suas tomadas de posição, como excelente editor de livros, contra o mundo em que actualmente vivemos. Um mundo em que os livros de contos infantis, que fizeram parte do nosso imaginário desde sempre, são agora escondidos nas bibliotecas públicas. Um mundo em que se pretende fazer inquéritos a perguntar às pessoas qual é a sua raça. Um mundo em que os livros são cada vez menos lidos. Um mundo em que o governo português coloca todos os familiares dos governantes em cargos públicos, causando escândalo mundial, enquanto no país se assobia para o lado. E finalmente um mundo em que um português pode ser proibido de entrar num país com quem Portugal tem relações diplomáticas apenas por ser humorista, sem que o governo português diga sequer que não achou graça a essa brincadeira. Pela defesa intransigente dos valores do nosso país, e pelo amor aos livros, que representam o maior tesouro da nossa civilização, escolho A origem das espécies como blogue da semana.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pensamento da semana.

por Luís Menezes Leitão, em 14.04.19

images.jpg

"Se vogliamo che tutto rimanga come è, bisogna che tutto cambi" ("Se queremos que tudo continue como está, é necessário que tudo mude"), Giuseppe Tomasi di Lampedusa, Il Gattopardo.

 

Este pensamento acompanhou o DELITO durante toda a semana.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A crise do Brexit.

por Luís Menezes Leitão, em 26.03.19

1547586227401.jpg

O Reino Unido está neste momento a atravessar uma crise constitucional sem paralelo desde a Revolução Gloriosa de 1688. Embora desde sempre o sistema de governo britânico tenha assentado na soberania do parlamento, a verdade é que essa soberania era delegada no governo e no gabinete, criando assim o que se convencionou chamar de parlamentarismo de gabinete. Nem na "hora mais negra", em que as tropas de Hitler arrasaram o exército britânico na Europa, ou durante a batalha de Inglaterra, em que Londres foi sistematicamente bombardeada, alguma vez o parlamento se imiscuiu nas competências do gabinete. Hoje, quando decide tomar o processo do Brexit directamente nas mãos, o parlamento britânico abandona o sistema parlamentar de gabinete para adoptar um sistema parlamentar de assembleia. É extraordinário é que a primeira-ministra se mantenha no cargo depois de ser desautorizada desta maneira.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nascidos a 5 de Julho.

por Luís Menezes Leitão, em 24.03.19

mov57.png

É evidente que a forma mais eficaz de derrotar a geringonça passa por uma união dos partidos de centro-direita. A mesma só pode, porém, fazer-se através de um acordo entre esses partidos, não através de movimentos inorgânicos, ainda mais patrocinados por quem promoveu cisões, o que só enfraqueceu o combate político do centro-direita à geringonça. Para além disso, remeter para o saudosismo de uma aliança partidária constituída há quarenta anos, e várias vezes replicada não é seguramente a melhor forma de apresentar algo novo aos eleitores. A designação dos Nascidos a 5 de Julho só faz lembrar o filme Nascido a 4 de Julho. Se bem me lembro o protagonista tinha um triste destino.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O gato Brexit.

por Luís Menezes Leitão, em 19.03.19

SbyWPVX.gif

Parece que a Ministra francesa para os assuntos europeus decidiu chamar Brexit ao seu gato porque ele mia desesperadamente para o deixarem sair, mas não se atreve a atravessar a porta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aplauso.

por Luís Menezes Leitão, em 16.03.19

cataluna.jpg

Para este corajoso texto de Pacheco Pereira, a denunciar a vergonha que se está a passar aqui ao lado e em relação à qual a Europa pretende fechar os olhos:

"Em que países da Europa é que seria hoje possível fazer um processo por “sedição”? Dois: ­a Rússia e a Espanha. Neste momento estão a ser julgados em Madrid um conjunto de dirigentes políticos catalães eleitos, com funções na Catalunha durante o movimento pela independência, por “rebelião, sedição e peculato”. A acusação de “peculato” é ridícula, destina-se apenas ao esfregar das mãos dos seus adversários, dizendo que eles “roubaram” alguma coisa, quando a acusação diz respeito ao uso de dinheiros públicos, geridos pelo governo legítimo da Catalunha, para organizar os processos de referendo. Aliás, os argumentos jurídicos são a maneira neste caso de deixarmos de ver o essencial: estes homens foram eleitos para fazerem o que fizeram, contam com o apoio dos catalães e conduziram um processo pacífico destinado a garantir a independência da região da Catalunha, algo que não é alheio a direitos e garantias do próprio estatuto catalão e dos compromissos para a sua revisão. É um processo político puro, e os presos catalães são presos políticos puros.

A outra coisa do domínio do político é o silêncio cúmplice de toda a União Europeia, que não mexe uma palha perante o que se está a passar em Madrid, onde a comunicação social se comporta como partidária do “espanholismo” mais radical e mobiliza os seus leitores, ouvintes e telespectadores para exigirem a condenação dos catalães, como se de criminosos de delito comum se tratassem. Este silêncio cúmplice é mais uma pedra no abandono de valores da União, que se mobiliza para todas as causas longínquas e oculta as que estão bem dentro dela".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Augusto Cid (1941-2019).

por Luís Menezes Leitão, em 15.03.19

palhacos11884ed5.jpg

Augusto Cid vai fazer muito falta. Era um cartoonista com um traço perfeito e com um sentido de humor corrosivo, sendo absolutamente implacável para com os políticos, que arrasava nos seus cartoons. Cunhal era desenhado com traços vampirescos, Eanes parecia um militar sul-americano, e Soares era um bonacheirão, enquanto que Balsemão nem sequer tinha rosto. Mas especialmente Cid não hesitava em tomar partido por aquilo em que acreditava, como na sua batalha para tentar demonstrar a existência de crime em Camarate.

Muitas vezes a sua voz incomodava a classe política, mas Cid tinha sempre uma resposta demolidora. Lembro-me que uma célebre política o acusou de estar a prejudicar o combate político do PSD com as suas posições, embora reconhecendo-lhe o estatuto de melhor cartoonista português vivo. Ele agradeceu o estatuto, mas disse que via nesse elogio uma ameaça velada, parecendo-lhe que corria o risco de passar a ser o melhor cartoonista português… morto. Uma pena que Cid, a meu ver o melhor cartoonista português de sempre, tenha morrido precisamente nestes tempos do politicamente correcto em que os seus cartoons demolidores eram cada vez mais necessários.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A viagem de Fernão de Magalhães.

por Luís Menezes Leitão, em 13.03.19

250px-Ferdinand_Magellan.jpg

Dou o meu contributo para este debate, recordando o que no tempo do Estado Novo nos ensinavam na escola primária sobre Fernão de Magalhães: que tinha sido um traidor ao colocar-se por dinheiro ao serviço de Espanha, abandonando assim o seu país de origem, por conta do qual deveria ter feito a viagem, uma vez que, sem a experiência e os conhecimentos náuticos portugueses, a mesma não seria possível. No fundo Magalhães seria a versão antiga do "pesetero". Pelos vistos o debate em Espanha ainda anda nesse nível infantil.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sem intenção de ofender.

por Luís Menezes Leitão, em 05.03.19

A propósito disto, só me consegui lembrar deste célebre diálogo:

"Depois de jantar, Carlos vestia-se para ir à rua de S. Francisco - quando o Baptista veio dizer que o Sr. Teles da Gama lhe desejava falar com urgência. Não o querendo receber, ali, em mangas de camisa, mandou-o entrar para o gabinete escarlate e preto. E veio daí a um instante encontrar Teles da Gama admirando as belas faianças holandesas.

- Você, Maia, tem isto lindíssimo, exclamou ele logo. Eu pelo-me por porcelanas... Hei de voltar um dia destes, com mais vagar, ver tudo isto, de dia... Mas hoje venho com pressa, venho com uma missão... Você não adivinha?

Carlos não adivinhava.

E o outro, recuando um passo, com uma gravidade em que transparecia um sorriso:

- Eu venho aqui perguntar-lhe da parte do Dâmaso, se você hoje, naquilo que lhe disse, tinha intenção de o ofender. É, só isto... A minha missão é apenas esta: perguntar-lhe se você tinha intenção de o ofender.

Carlos olhou-o, muito sério:

- O quê!? Se tinha intenção de ofender o Dâmaso quando o ameacei de lhe arrancar as orelhas? De modo nenhum: tinha só intenção de lhe arrancar as orelhas!

Teles da Gama saudou, rasgadamente:

- Foi isso mesmo o que eu respondi ao Dâmaso: que você não tinha senão essa intenção. Em todo o caso, desde este momento, a minha missão está finda... Como você tem isto bonito!... O que é aquele prato grande, majólica?

- Não, um velho Nevers. Veja você ao pé... É Tetis conduzindo as armas de Aquiles... É esplêndido; e é muito raro... Veja você esse Deft, com as duas tulipas amarelas... É um encanto!

Teles da Gama dava um olhar lento a todas estas preciosidades, tomando o chapéu de sobre o sofá.

- Lindíssimo tudo isto!... Então só intenção de lhe arrancar as orelhas? nenhuma de o ofender?...

- Nenhuma de o ofender, toda de lhe arrancar as orelhas... Fume você um charuto.

- Não, obrigado...

- Cálice de cognac?

- Não! abstenção total de bebidas e águas ardentes... Pois adeus, meu bom Maia!

- Adeus, meu bom Teles...".

EÇA DE QUEIROZ, Os Maias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O melhor negócio do mundo

por Luís Menezes Leitão, em 02.03.19

mw-860.jpg

Dizia-se antigamente que os Bancos tinham o melhor negócio do mundo, expresso na fórmula 3-6-3: remunerar depósitos a juros de 3%, emprestar o dinheiro depositado a juros de 6% e fechar a loja às três da tarde. Agora os Bancos não remuneram os depósitos (ou até cobram comissões pelos mesmos) e investem o dinheiro em negócios muito mais lucrativos, mas onde também o risco é consideravelmente maior. Só que, ao contrário do empresário comum que, se fizer um investimento errado, corre o risco de ir à falência, nos Bancos é sempre o Estado, ou seja, os contribuintes, a pagar os prejuízos. Os lucros são assim privados, mas os prejuízos passam a públicos. Aí está outra forma de se conseguir ter o melhor negócio do mundo.

Adenda: As pessoas não percebem habitualmente o que está em causa quando se pedem mil milhões de euros. Para se perceber a diferença de dimensão relativamente a um milhão de euros, aconselho a conversão em segundos. Um milhão de segundos são 12 dias mas mil milhões de segundos já são 32 anos. É isto o que nos estão a pedir.

Autoria e outros dados (tags, etc)


O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D