Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Pensamento da semana

por João Sousa, em 18.11.19

C. disse-me certo dia que o meu pessimismo já era uma fé pessoal. Percebi onde ela queria chegar, mas expliquei-lhe onde estava o seu erro: fé é crença. Ora um pessimista não é um crente - é um descrente.

 

Este pensamento acompanhará o DELITO durante toda a semana

Temporariamente, frequentemente

por João Sousa, em 10.11.19

Hoje de manhã, por volta do meio-dia, estava este aviso num dos elevadores da estação de Metro do Chiado:

metro chiado 20191110.jpg

Considerando a regularidade com que encontro aquele elevador avariado, nuns dias com aviso e noutros sem ele, acho que mais valia o Metropolitano de Lisboa passar a colocar um aviso apenas quando o elevador está a funcionar. Algo como: "Equipamento temporariamente em funcionamento".

19 Ministros e 50 Secretários de Estado

por João Sousa, em 27.10.19

Hacker: Who else is in this department?

Sir Humphrey: Well briefly, sir, I am the Permanent Under Secretary of State, known as the Permanent Secretary. Woolley here is your Principal Private Secretary. I too have a Principal Private Secretary and he is the Principal Private Secretary to the Permanent Secretary. Directly responsible to me are ten Deputy Secretaries, 87 Under Secretaries and 219 Assistant Secretaries. Directly responsible to the Principal Private Secretaries are plain Private Secretaries, and the Prime Minister will be appointing two Parliamentary Under-Secretaries and you will be appointing your own Parliamentary Private Secretary.

Hacker: Can they all type?

Sir Humphrey: None of us can type. Mrs Mackay types: she's the secretary.

Yes Minister, Série 1, Episódio 1

Dois (mais um)

por João Sousa, em 27.10.19

Vou lendo por aí que os membros do governo, ontem, viajaram em dois autocarros da Carris (com um terceiro de reserva) fretados para tal acção de propaganda. Para transportar tanta gente, imagino que os autocarros usados tenham sido deste modelo:

autocarro da tomada de posse

Abstenção

por João Sousa, em 06.10.19

A SIC parece ser a única televisão cujas projecções apontam para a possibilidade de o PS chegar à maioria absoluta. A SIC era também aquela que previa a maior abstenção. Acho que as duas coisas não são coincidência. Ainda há um par de meses eu disse a um conhecido estar convencido de que, se Costa chegasse à maioria absoluta, isso resultaria mais da abstenção do eleitorado descontente dos outros partidos (os do PCP e Bloco descontentes com as cedências feitas, os do PSD com a excessiva complacência da oposição de Rio) do que de transferências em massa de outros partidos para o PS.

Sondagens

por João Sousa, em 06.10.19

A TVI começou por anunciar que a abstenção iria ficar entre os 35,41% e 39,41% (como ainda se pode ver pelo endereço do link). Agora mudou: já garante que irá estar entre 43,4% e 47,49%. Das duas, uma: ou alguém na redacção da TVI estava com falta de cafeína, ou alguém da Católica, preocupado com a diferença entre os números que apresentou e os das outras empresas de sondagens, telefonou à pressa para a TVI e inventou outros em cima do joelho para não destoar tanto.

Plausible deniability

por João Sousa, em 27.09.19

António Costa, jura-o, não sabia de nada.

Uma quantidade não negligenciável de material bélico foi roubada de Tancos; foi montada uma encenação para justificar a sua devolução (e com juros, uma espécie de campanha "roube 4 e devolva 5"); o ministro da Defesa, que antes, durante e depois multiplicou-se em declarações atabalhoadas sobre o assunto, sabia da encenação e nem teve, pelos vistos, pejo em confirmá-lo por SMS a um badameco deputado do PS; mas o mesmo ministro não achou por bem informar o seu chefe de governo dos progressos em assunto tão melindroso.

António Costa diz que não sabia de nada, não viu nada, não ouviu nada e ninguém lhe disse nada. E o aparelho de propaganda do PS, que não brinca em serviço, já fez chegar às redes sociais esta pequena gravação de um Conselho de Ministros da época na qual vemos Costa a dizer, explicitamente, isso mesmo - que não sabia de nada do que iria acontecer:

... e é isto.

por João Sousa, em 02.09.19

540.jpg

Desde pelo menos as cinco da tarde que um dos canais televisivos de informação vem apresentando, com regularidade, um programa onde cinco cavalheiros, sentados à volta de uma mesa, debatem ao minuto as peripécias deste último dia de transferências no futebol. Falam de jogadores contratados, recusados, dados, vendidos e emprestados - mas vendo o ar grave e concentrado daqueles cinco cavalheiros sentados à volta de uma mesa, pensar-se-ia estarem a comentar a invasão do Iraque.

Ridículo.

"É tão giro ter um mini!"

por João Sousa, em 26.08.19

Morris_Mini-Minor_1959_(621_AOK).jpg

Fez hoje 60 anos que o Mini foi apresentado oficialmente ao público.

(E nem sequer uma notazinha de rodapé nos jornais?)

Insónias

por João Sousa, em 06.08.19

rtp1 06082019.png

Liguei agora a televisão por puro tédio e fiz um zapping sem qualquer esperança. Na RTP1 estão José Castelo Branco e Iran Costa (sim, o do "Bicho"). É então este o tal "serviço público" pago pelo contribuinte...

Um autocarro

por João Sousa, em 04.08.19

RTP1, RTP3, Sic Notícias, CMTV, TVI 24 - todos estes canais estão a transmitir a viagem de um autocarro entre um hotel e um estádio de futebol. Isto explica muito do estado a que chegámos.

Aos amigos tudo...

por João Sousa, em 31.07.19

O filho do secretário de Estado da Protecção Civil é sócio de uma empresa que celebrou vários contratos com entidades públicas.

A Joule e a Joule Internacional, empresas detidas pelo pai, pela mãe, pelo irmão e pela própria ministra da Cultura, fizeram contratos com a Câmara de Lisboa e com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

O pai do ministro das Infraestruturas e da Habitação continuou, imparável, a celebrar contratos com o Estado apesar do filho fazer parte do governo.

O marido da ministra da Justiça assumiu publicamente ter deixado apenas de fazer contratos públicos com o Ministério onde a sua mulher exerce funções governativas.

Perante isto, Augusto Santos Silva, aquele que foi certo dia apresentado por um jornalista que o entrevistava como possuidor de uma "fina ironia", diz ser "um absurdo interpretar literalmente a lei de incompatibilidades". Diz isto mas não me parece ser um exercício da tal "fina ironia": é antes um corolário da frase que ficou colada a Almeida Santos "aos amigos tudo, aos inimigos nada, aos restantes aplique-se a lei".

Uma metáfora

por João Sousa, em 07.07.19

cais do sodré 06-07-2019

António Costa disse ontem "não se poder aceitar a ideia" de que "nada aconteceu" nos últimos quatro anos além do défice. Não é hábito, mas desta vez concordo por inteiro com ele: muita coisa - infelizmente - aconteceu nestes últimos quatro anos além da tal redução do défice. Até digo mais: a fotografia acima, que tirei ontem à tarde numa das salas de embarque da Transtejo no Cais do Sodré, é toda uma metáfora para o país em 2019.

Mordillo (1932-2019)

por João Sousa, em 03.07.19

Soube hoje que Mordillo morreu este Sábado. Foi um dos grandes, muito popular pelas suas micro-histórias de humor surreal que contava em cartoons sem palavras.

tennis.jpg

Verão?

por João Sousa, em 23.06.19

Ouço a força da chuva a bater nas janelas e fico a pensar se o governo, no seu zelo, também nos terá cativado o Verão...

O cobrador do fraque

por João Sousa, em 28.05.19

Escreveu Eça nas Farpas que "o Estado é considerado na sua acção fiscal como um ladrão e tratado como um inimigo". Quase um século e meio depois, temos isto:

«A Autoridade Tributária (AT), em colaboração com a GNR, está hoje de manhã a interceptar condutores em Alfena, em Valongo, no âmbito de uma acção que visa a cobrança de dívidas às Finanças.

Segundo fonte da AT no local, a iniciativa, denominada “Acção sobre Rodas”, passa por “interceptar condutores com dívidas às Finanças, convidá-los a pagar e dar-lhes essa oportunidade de pagarem”.

“Se não tiverem condições de pagar no momento, estamos em condições de penhorar as viaturas”, disse.

O controlo dos devedores está a ser feito através de um sistema informático, que se encontra montado em mesas em tendas colocadas na rotunda da Autoestrada 42 (A42), saída de Alfena, distrito do Porto.»

A desigualdade de meios entre o Estado e o Contribuinte comum já é mais do que suficiente para tornar a relação entre ambos disfuncional. Usar, em "acções" destas, a GNR como seu braço armado, faz a Autoridade Tributária parecer um rufia no pátio de uma escola.

Tags:

Pensamento da semana

por João Sousa, em 26.05.19

Olhemos bem para Vénus: tem uma atmosfera composta por 96% de dióxido de carbono e tão densa que, à superfície, a pressão é 92 vezes maior do que na Terra; está completamente oculto por um espesso manto de nuvens de ácido sulfúrico; o seu efeito de estufa é tão intenso que a temperatura média à superfície ronda os 460º C.

Dificilmente se conseguiria imaginar local mais hostil. Parece-me, por isso, uma estranha premonição que os Antigos, sem saberem tais factos, tenham dado a este planeta capaz de nos asfixiar, esmagar, corroer e queimar - o nome da deusa do amor.

 

Este pensamento acompanhou o DELITO durante toda a semana

Separados à nascença?

por João Sousa, em 13.05.19

berardo_joker.jpg

Luciano Barbosa

por João Sousa, em 06.05.19

Morreu Luciano Barbosa, vocalista e líder dos Repórter Estrábico.

Muitos, talvez enquanto folheavam o programa da temporada de concertos da Gulbenkian, terão feito um sorriso de escárnio ao ouvir o nome Repórter Estrábico. Mas quase aposto que, se não fossem estes, não teríamos a palavra "Mnemónica" no cancioneiro português, nem uma música "com letra de" Vladimir Nabokov.


O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D