Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Upstairs, downstairs

por Pedro Correia, em 19.12.16

Começo a convencer-me que é sina nossa: enquanto a sociedade puxa para cima, os decisores políticos insistem em puxar para baixo. Neste caso, fazendo coro com o sindicalista vitalício que lidera as corporações do sector em função dos interesses partidários.

E no entanto, apesar de uns e outros, lá vamos progredindo. Com reconhecimento internacional.


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.12.2016 às 19:55

Estas estatísticas não são nada porque se o fossem, veriam que são mundos completamente diferentes. Jamais podemos comparar os ensinos porque nada têm a ver. Na pública entram todos os alunos, bons, maus, pouco aplicados, rebeldes e muitos deles, só lá andam para perturbar. No privado entram meninos dum extracto social diferente e se não têm aproveitamento ou se tiverem mau comportarem são convidados a sair. Não podemos esquecer que há privados que inflaccionam as notas, como já está mais que provado. Isto é tão básico que só não entende quem não quer. Quanto ao sindicalista está a desempenhar as funções para as quais está incumbido, defender os professores, se não o fizer, é que não está correcto, pois os professores pagam-lhe para isso mesmo.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2016 às 21:16

O sindicalista que diz representar os professores apesar de não dar uma aula há um quarto de século é que está certo: ganha salário sem necessidade de trabalhar.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 18.12.2016 às 21:46

Para si os sindicalistas não trabalham! É grave o que afirma e parece desconhecer o que faz um sindicalista, o que ainda é mais grave. O sindicalista trabalha naquilo em que o colocaram que é defender os professores. Dar aulas nunca o poderia fazer porque ou fazia uma coisa ou outra, é que fazer as duas bem feitas, é quase impossível e para ser sindicalista não tem nada que dar aulas, pois fazê-lo, não lhe dá mais conhecimentos para o cargo que desempenha. Estamos ou não num Estado de Direito? Claro que estamos e se estamos, não temos nada que apontar o dedo, a quem faz o trabalho para o qual os seus associados pagam.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 18.12.2016 às 22:17

Grave é emitir opiniões sem assinar. Esperava um pouco mais de desassombro da sua parte, Mário Nogueira.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D