Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Uma pequena diferença

por Pedro Correia, em 14.01.18

Notícias do PSD: o candidato que se propôs viabilizar um Governo minoritário do PS liderado por António Costa acaba de derrotar o candidato que também admitiu viabilizar um Governo minoritário do PS mas sem António Costa.

O primeiro recebeu 22.700 votos (54,3%), o segundo reuniu 19.100 votos (45,7%). Costa, compreensivelmente, já felicitou o vencedor.

Autoria e outros dados (tags, etc)


22 comentários

Perfil Facebook

De Rão Arques a 14.01.2018 às 07:28

Santana grande combatente, vai continuar a andar por aí.
Felicitar o vencedor em publico é da praxe, aconchegar o vencido fica para os bastidores.
Costa não é como o algodão.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.01.2018 às 09:31

A geração dos 40 ficou no sofá. Alguns deles, por excesso de calculismo, perderam de vez o comboio.
Quando quiserem, já entretanto a actual geração dos 30 se chegou à frente.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 14.01.2018 às 09:43

Pedro, no caso de Pedro Duarte não foi por excesso de calculismo. Faltaram-lhe os "apoios". No caso do Rangel foram as suas Dietas Calvinistas.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 14.01.2018 às 09:38

E recordar é viver:

https://youtu.be/UMIONxU0Mls

Parabéns a todos os que votaram Rui Rio.

A ver vamos.....
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.01.2018 às 11:50

As bases do PSD estavam com Rio e isso provou-se.
O Pedro Correia não pode reduzir as diferenças entre os dois candidatos no post que fez ou está a chamar ignorantes a todos os militantes do PSD que votaram.
Rui Rio venceu porque é melhor, conhece Portugal e não é um catavento, desejo-lhe a melhor sorte a bem da Nação.

WW
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.01.2018 às 13:28

Rio andava a preparar a candidatura há dois anos. Tomou imenso balanço. Findo este tempo, com Passos a facilitar-lhe a vida ao sair de cena, ganha o partido com 54%.
Parece-me curto, à partida, para ganhar o País.
Mas ainda bem que há gente cheia de fé, como é o seu caso.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.01.2018 às 13:58

Em primeiro lugar Rui Rio tera de limpar o PSD dos carreiristas , depois unir o partido na causa maior que é Portugal e em seguida convocar para o partido os quadros independentes que têm verdadeiro Amor pela Nação , ganhar as eleições e finalmente fazer as reformas que se impõem acabando de vez com os comunas de direita e de esquerda que vivem pendurados no Estado .

WW
Perfil Facebook

De Carlos Alberto Ilharco a 14.01.2018 às 14:06

Nem mais
O PSD tem que sofrer um parto difícil.
A parte de direita que há lá ( e também cá fora) tem que se desligar deste pudim Flan e assumir-se de uma vez para sempre.
Foi isso que perdeu Passos Coelho, ficou a meio caminho.
Podia ter sido o líder de um novo Portugal, assim regressou à sua casinha de Massamá.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 14.01.2018 às 15:08

É precisamente isso que distingue Rio, de Santana. Um prepara-se, o outro bolina.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 14.01.2018 às 16:28

Parece-me curto, à partida, para ganhar o País.

Em Portugal as eleições não se ganham, perdem-se.

Rui Rio não tem quaisquer hipóteses de ganhar o País enquanto o PS não o perder. E o PS perdê-lo-á se e quando a economia deixar de "bombar".

E o que vale para Rui Rio, valeria igualmente para Santana Lopes.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 14.01.2018 às 17:58

Nem só de Economia vive um país.
Até agora o PS não tinha oposição. ...a retórica era a do diabo.....e é pecado mortal invocar o nome de Belzebu em vão. Passos arde. Rezemos.

O país nunca esquecerá Pedrógão e o resto que há de vir a seguir....e há -de vir ,de Costa e sus muchachos, sempre alguma coisa. ...PGR? Financiamento partidário? Algum aumento salarial prometido, avariado? O PCP indignado? O BE queimado?

E quanto à economia é só esperar que o BCE deixe de bombar....a dívida é gigantesca e impagável....e aí acaba-se o silêncio comprado a salário.

Nem só do Estado vive o eleitor!
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 14.01.2018 às 18:10

Meu caro, Luís!
Agora os marxistas e trotskistas ao criticarem a plutocracia/mercados e a castidade de Bruxelas criticam automaticamente o governo através do seu ministro das Finanças e simultaneamente presidente do ECOFIN. Foi bom para Centeno, mas péssimo para o governo
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 14.01.2018 às 11:58

Não me parece que este podium traga ouro para Portugal. A ver vamos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.01.2018 às 13:28

A ver vamos. Como dizia o outro, que era "invisual".
Sem imagem de perfil

De V. a 14.01.2018 às 17:10

Quem, o Stevie Wonder?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.01.2018 às 17:33

E o José Feliciano e o Andrea Boccelli.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 14.01.2018 às 16:23

se propôs

Em rigor deveria ter escrito "admitiu".
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 14.01.2018 às 16:25

Mais um pontapé no berço do menino guerreiro.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.01.2018 às 17:13

Rio vai desaguar?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.01.2018 às 17:34

Num vasto oceano.
Sem imagem de perfil

De JS a 14.01.2018 às 19:56

Agora será o tempo de avaliar as resultantes de esta curiosa vitória do Norte, do regionalismo, e da correspondente derrota do centralismo lisboeta.
Será o tempo de avaliar a, presumivelmente diferente, conduta dentro de muros do maior partido político português e sobretudo fora, a conduta de este "novo" PSD na Assembleia da República. Numa hierarquia o Comando é tudo.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 15.01.2018 às 13:26

Rio na liderança do PSD é uma "vitória do Norte"? Curioso. Nunca ouvi algo semelhante relativamente a Sá Carneiro.
Um líder nacional é um líder nacional. Um líder regional não passa disso.

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D