Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Uma luz que se apaga

por Pedro Correia, em 02.01.18

eva6606n.1133capa[1].jpg

 

O País na minha pré-adolescência nada tinha a ver com este. Era um país cinzento, governado por senhores muito idosos que apareciam sempre de fato escuro nos monocórdicos telejornais.

Nesse país irrompiam ocasionalmente focos de luz e de brilho e de beleza. Proporcionados por mulheres lindíssimas, por vezes ainda mal chegadas à idade adulta, mas já em destaque no nosso pequeno mundo do espectáculo, da televisão, do teatro e do cinema.

 

No meu tempo de teenager, havia pelo menos duas que se destacavam da mediana dominante. Eram a Guida Maria e a Helena Isabel - assim mesmo, actrizes com duplo nome próprio.

Inigualáveis, cada qual à sua maneira. E contrariavam em tudo aquela triste modorra num país de senhores severos e graves que pareciam vir da pré-história. Pela forma como falavam, como vestiam, como se comportavam. E pela estonteante beleza que exibiam, sem sentirem necessidade de pedir desculpa aos diáconos de turno, ofuscados com tanto brilho. Como se beleza fosse pecado em vez de bênção.

Sempre me senti fascinado por ambas. Pareciam estrelas de Hollywood caídas neste cordato redil lusitano, fora do tempo e fora do espaço que lhes couberam em sorte. Deslocadas daquela época.

 

Um dia, muitos anos depois daquele tempo cinzento a que aludo no primeiro parágrafo, era eu editor de um suplemento de histórias protagonizadas na primeira pessoa do singular quando decidi entrevistar a Guida Maria. Foi uma longa conversa ao telefone, pontuada por incontáveis gargalhadas dos dois lados do fio. Ela, com um sentido de humor desconcertante, correspondeu à elevada fasquia que lhe antecipara.

Hei-de reproduzir aqui essa entrevista, que hoje recordo ainda em choque, ao saber da notícia do seu falecimento. Há mulheres que nunca deviam desaparecer-nos do horizonte. Sou incapaz de imaginar a Guida Maria morta: ela, bela como poucas, que tantas paixões incendiou na minha imberbe geração. E que trouxe um toque de inesperado colorido a um país baço e chato e deprimido.

Foi uma orquídea rara antes dos cravos. Um raio de luz que emergiu das sombras. Nunca lhe saberemos agradecer por isso.

 

vip-pt-29366-noticia-ultima-hora-morreu-guida-mari


40 comentários

Perfil Facebook

De Cléo Mutter a 03.01.2018 às 12:27

Eu nasci em 1979 e sempre admirei a Guida Maria, como atriz, como mulher, como pessoa. Não conhecia a sua história de vida mas para se ser intenso como ela era só se podia ter vivido assim. Por favor, publique a entrevista tão breve quanto possível. Obrigada.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 03.01.2018 às 13:27

Assim farei. Bom ano.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 03.01.2018 às 15:07

Bom ano também para o Pedro e para o Delito!
Sem imagem de perfil

De Octávio dos Santos a 03.01.2018 às 14:57

Guida Maria (e o seu par de «A Promessa», Sinde Filipe) voltou (voltaram) a trabalhar com António de Macedo em «O Princípio da Sabedoria» e «Os Emissários de Khalom»; a filha de Guida Maria, Julie Sergeant, participou em «A Maldição de Marialva», também de Macedo. Este trabalhou igualmente com Helena Isabel, em «Os Abismos da Meia Noite» e «O Altar dos Holocaustos/O Segredo das Pedras Vivas».
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 03.01.2018 às 15:04

Confirma-se: isto anda tudo ligado.
Imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 03.01.2018 às 15:56

Post bem justo o teu. Guida Maria rompeu com alguns tabús do seu tempo e em certas ocasiões pagou caro por isso.
Helena Isabel é para mim a mais bonita de todas e é um doce de pessoa. Sou amiga dela e cada vez a admiro mais!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.01.2018 às 23:44

Sim, Helena Isabel é belle. Toujours.
Sem imagem de perfil

De Rui Bacelar a 03.01.2018 às 16:42

Da minha idade - uma jovem, portanto - bela e estonteante enquanto (mais) jovem.
Era realmente muito bonita e pelo que sei e li desassombrada e sem "papas na língua".
Com toda a certeza que já fez o S. Pedro rir às gargalhadas.
Um abraço e fique bem.
Rui Bacelar
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.01.2018 às 23:44

Um grande actriz. Uma grande mulher.
Sem imagem de perfil

De Makiavel a 03.01.2018 às 18:36

Em beleza, pode mencionar as duas que mencionou.
Em capacidade de representação e versatilidade, Guida Maria vários furos acima.
Lembro-me também de uma terceira pessoa, noutro registo fisionómico, que iniciou as suas lides de representação televisiva numa série juvenil no tempo do marcelismo. Henriqueta Maia de seu nome.
Perfil Facebook

De Fernando Santos a 03.01.2018 às 20:12

Quem é o Pedro Correia?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 03.01.2018 às 21:15

Embora mais novinha, habituei-me a ver naquela menina loirinha, cheia de graça e tão natural, uma menina diferente e p´ra frente. Na Parede, onde vivíamos, pudemos rir, rir muito, como se podia rir, sempre, ao pé da Guida Maria. Um beijo enorme, minha linda, nunca te iremos esquecer. Fobi
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.01.2018 às 23:45

Privilégio seu.

Comentar post


Pág. 2/2



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D