Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Uma lição diária de optimismo

por Pedro Correia, em 24.01.18

marcelo[1].jpg

 

Dizia Franklin Roosevelt de Winston Churchill, com aquela farta dose de cinismo que quase todos os políticos gostam de cultivar: "Tem cem ideias por dia. Quatro são boas; as outras 96, completamente perigosas."

De Marcelo Rebelo de Sousa - nativo de Sagitário, como Churchill - podemos também dizer, sem cinismo algum, que tem igualmente cem ideias por dia. Mas nenhuma delas perigosa.

Oxalá mantenha o ritmo, a pedalada e a transbordante energia que vem revelando no exercício da função presidencial para que foi eleito, faz hoje dois anos. E sobretudo que continue a insuflar de optimismo quotidiano este país tristonho, macambúzio e derrotista, que por vezes não merece o sol que tem. Um país onde os "vencidos da vida" pontificam e os profetas da desgraça imperam sem contraditório nas mais diversas tribunas da opinião.

Devemos-lhe sobretudo isto. E já é muito.

Autoria e outros dados (tags, etc)


52 comentários

Sem imagem de perfil

De Lucklucky a 24.01.2018 às 13:38

Um presidente que vai ao beija mão a um torcinário Comunista como Fidel Castro?

Que durante o seu mandato tem mais de 100 pessoas mortas em incêndios num ano?

Mas o pior -e que ajudou a construir o estado monstro incompetente- durante anos ajudou a construir este país que temos, hiper politizado?
Pois foi ele também ele que ajudou a construir uma sociedade doente onde objectivo primário é quanto mais se pode tirar ao vizinho.

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.01.2018 às 13:49

Pior - muito pior - foi esse monstro do Churchill.
Capaz de ter ido ao "beija-mão" do Estaline.
E que, "durante o seu mandato", viu 50 milhões de pessoas morrer na II Guerra Mundial.
Sem imagem de perfil

De Sarin a 24.01.2018 às 14:41

Não se esqueça de Galípoli, do arroz de Bengala e da sua tão amada eugenia.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.01.2018 às 19:21

Uma besta. Misto de Nero com Calígula. Do pior.
Sem imagem de perfil

De Lucklucky a 25.01.2018 às 10:04

Churchill precisava de Estaline, Marcelo não precisava de Fidel Castro, a não ser que consideremos que precisava para cair nas boas graças do jornalismo marxista tuga.

Churchill não criou a 2 GM , aliás foi um dos poucos que a poderia ter evitado por ser um militarista, por isso os milhões de mortos não lhe caiem ao colo.

Já Marcelo foi uma das pessoas que mais contribui para Portugal ser o que é e ter esta cultura:
Paternalismo de estado, discutir o dinheiro dos outros logo necessário a politização de tudo. Com o corporativismo a atingir o auge a cada narrativa de de jornal.
Agora entramos na fase de impedir a autonomia e liberdade do português para o proteger de si próprio.

Portugal hoje é um reflexo - parcial é certo - de Marcelo. E o resultado é desastroso. Um pais que forma incapazes ainda mais do que no tempo de Salazar e que se ainda não é, vai ser brevemente ainda mais proibicionista do que a Ditadura. Baixa natalidade, pobreza comparativa é só ver quantos países nos ultrapassaram em riqueza e uma cultura de ódio a quem cria e faz, inventa.

Marcelo é ainda uma das principais razões porque o PSD acabou. Já não existe , já não tem cultura que o diferencie. E isso assinala o fim da Democracia.
Tudo metido no bolo da União Nacional onde as arestas são limadas, os acordos são feitos atrás de portas e tudo se transaciona.

E ao contrário do que o diz texto Marcelo é um derrotista.
O optimismo não pode existe sem aceitar roturas. O motor de combustão destruí a vida economica e social de muita gente, o motor a jacto acabou com as viagens de navio... etc.

E aqui temos verdadeiro Marcelo. A união entre o Estado Novo e Estado do 25 de Abril. E como a Esquerda portuguesa - excepto uma reduzido número de republicanos verdadeiros - sempre admirou o poder que Salazar teve, a União far-se-á.


Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.01.2018 às 10:58

Parabéns. Você integra o lote dos 2% de portugueses que detestam Marcelo. Espécie protegida. Por estar em vias de extinção.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 25.01.2018 às 11:33

Lucky confira:

Os experimentos com sífilis na Guatemala foram experiências humanas conduzidas pelos Estados Unidos na Guatemala de 1946 a 1948. Foram realizados durante o governo do presidente Harry S. Truman e do presidente guatemalteco Juan José Arévalo, com a colaboração de alguns ministérios e funcionários da saúde guatemaltecos. Os médicos, geralmente estadunidenses, infectaram por inoculação direta soldados, prostitutas, prisioneiros e pacientes psiquiátricos com sífilis e outras doenças sexualmente transmissíveis, sem o consentimento informado das pessoas e trataram a maioria dos indivíduos com antibióticos com o propósito de comprovar a eficácia de novos antibióticos como a penicilina e outros tratamentos.Isso resultou em pelo menos 83 mortes. Em outubro de 2010, os Estados Unidos se desculparam formalmente com a Guatemala pela realização desses experimentos

https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Experimentos_com_sífilis_na_Guatemala

Deixe lá o Fidel. Está morto e enterrado.

"Um pais que forma incapazes ainda mais do que no tempo de Salazar"

Neste ponto concordo consigo. Já não se cava como antigamente. Esta malta de hoje nem sabe agarrar uma enxada.

Quanto à pobreza e natalidade:

Antes era absoluta. E a natalidade só era comparável à da mortalidade.

https://oinsurgente.files.wordpress.com/2010/12/mortalidade_infantil_portugal.jpg

Desculpe não responder ao resto, mas devo sair. Cumprimentos.



Sem imagem de perfil

De Lucklucky a 25.01.2018 às 16:08

Pedro Correia
Não tenho problema nenhum em ser parte de 2% ou 1% ou mesmo o único e apresentei os meus motivos.

Vlad.
Não me admira nada, a ala progressista nos EUA teve sempre um forte componente eugénico, aqui com investigação à mistura. A Califórnia sendo o estado que mais investiu na monstruosidade. Julgo que o mesmo aconteceu nos próprios EUA, e se bem me recordo foi feito principalmente em mulheres.

Mais uma vez se mostra a necessidade do direito a não fazer parte de. E isso implica reconhecer a individualidade.

Sobre o seu gráfico, note como a baixa da taxa de mortes infantis começa decrescer com o nascimento do SNS.

Em qualquer dos casos Fidel Castro estava vivo...
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 24.01.2018 às 13:42

Plenamente de acordo. Portugal não teve, não tem, nem terá quaisquer motivos para andar cabisbaixo.

Já dizia assim o meu Camareiro:

"Menino não ande assim que até os passarinhos se criam."

Segundo algumas fontes Marcelo será orador na próxima TED Talk. Penso que a Lua de Papel editora prepara um livro de Gustavo Santos em coautoria com Marcelo "Gabriel" de Sousa.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.01.2018 às 13:49

Um camareiro desses é Camareiro-Mor.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 24.01.2018 às 14:19

Queda da moeda do FMI dá borla de mil milhões a Portugal

Aleluia, Hossana
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.01.2018 às 14:34

A sorte dá muito trabalho, Vlad. Sem fazermos os trabalhos de casa a sorte jamais nos bate à porta.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 24.01.2018 às 14:51

Dinheiro traz Sorte. E a Herança, dinheiro, segundo Piketty.. ergo, Herança traz Sorte....quem trabalha é quem não tem sorte nenhuma, nem herança de ninguém

https://sol.sapo.pt/artigo/122855/o-regresso-da-heranca

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.01.2018 às 19:22

Muitos que não trabalham têm menos sorte ainda.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 24.01.2018 às 14:25

Pedro, que tal um postal sobre este cromo?

Justiça portuguesa deve saber até onde pode ir no que respeita a Angola, diz Ramos-Horta

“a Justiça não deve esquecer que faz parte do Estado, e além da Justiça há os interesses do Estado, os interesses nacionais, que é preciso preservar”.

https://www.msn.com/pt-pt/noticias/angola-mocambique-cabo-verde/justi%c3%a7a-portuguesa-deve-saber-at%c3%a9-onde-pode-ir-no-que-respeita-a-angola-diz-ramos-horta/ar-AAv6ddd?ocid=spartandhp
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.01.2018 às 19:22

Sou amigo dele. Nunca critico os amigos na praça pública.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 24.01.2018 às 21:35

Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 24.01.2018 às 21:57

Espero que seja café e não cha o que me oferece
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.01.2018 às 23:08

Café. Uma chávena do bom café de Timor.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 24.01.2018 às 23:15

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.01.2018 às 10:58

Soube bem, ao mata-bicho.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 24.01.2018 às 15:47

É um pesadelo para a segurança, isso já eu própria vi.
Um excelente Presidente e um ser humano espectacular. Espero que tenha sempre tempo para todos nós, como tem tido até agora. Às pessoas tristes falta-lhes respeito, aquele respeito que nos tem sido roubado pelos sucessivos governos e legislações que têm passado por S. Bento. O Sr. Presidente da República trata todos em pé de igualdade, conferindo a cada um a consideração e o respeito devidos.
Grande homem, excelente Chefe de Estado. Está de parabéns.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.01.2018 às 19:24

Há dois anos não faltavam as vozes agoirentas do costume antecipando os piores cenários de uma presidência Marcelo.
O dia está a chegar ao fim e ainda não ouvi nenhuma delas reconhecer que estavam enganadas.
Sem imagem de perfil

De FatimaMP a 24.01.2018 às 20:56

Também é o meu Presidente e confio que continue sendo, durante todo o tempo que for possível. Mais do que ninguém, é ele que está contribuindo para alterar o perfil deprimido do País, através da aproximação expontânea, afectiva, solidária, profundamente humana, às populações mais débeis, esquecidas, carentes e abandonadas. Ele está se esforçando por incluí-las no "sistema", seja lá o que isso for. E sempre com um sorriso, um abraço, uma selfie, uma graça, destruindo distâncias e formalismos. Há quem não goste? Pois ... habituem-se!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.01.2018 às 21:49

Há quem não goste, seguramente. Mas é curioso: dois anos depois, nem um sussurro de crítica.
Porque será?
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 24.01.2018 às 22:00

Penso que se hoje fizessem aquele programa do Português mais ilustre de sempre Marcelo ganharia a Salazar. Quem apresentaria o Homem?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.01.2018 às 23:10

Balsemão. Deve andar lelé da cuca.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 24.01.2018 às 23:17

É chato! Aquilo na Impresa também não está nada bem....o Espirito Santo, dá -me a impressão, fazia bem a muita gente. Benditos Impérios
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.01.2018 às 10:59

Está péssimo. Consta que vai haver ainda mais despedimentos.
Sem imagem de perfil

De FatimaMP a 24.01.2018 às 23:20

Uns não criticam (creio que a maioria) porque se encontram confortáveis, foram conquistados pelo Presidente e apoiam-no entusiasticamente. Outros (as franjas dos dois extremos, que prefeririam alguém mais à direita ou mais à esquerda) não criticam porque não é fácil contestar alguém que reúne uma tão grande popularidade e apoio explícito e que de sobra é inteligente, frontal e carismático. Os restantes, a generalidade do Governo, não direi todos, claramente gostariam de alguém mais discreto, tipo um actor secundário sem nomeações. Porém, embora o considerem uma pedra no sapato, porque lhes exige muita mão de obra, são sensatos o suficiente para o terem com eles e não contra eles. Farão tudo para sustentar "a relação" real ou aparente. Penso que é isso.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.01.2018 às 00:18

Nem nesta caixa de comentários aparece alguém a criticá-lo, Fátima. E no entanto há dois anos não faltava gente - até aqui - a profetizar as piores desgraças no cenário de uma vitória de Marcelo nas presidenciais.
As aves agoirentas têm sempre palco garantido entre nós.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.01.2018 às 19:54

Boa noite Pedro Correia.
Creio que pode esperar sentado, não aparecerá ninguém a reconhecer que se enganou. Votei nele, continuo satisfeito, lamento uns pequenos disparates dispensáveis, e acho estranho que se tenha calado quanto à pouca vergonha dos "Resultados" (!!!) acerca da telenovela Tancos.
António Cabral
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.01.2018 às 20:17

Espero sentado, sim, António. Já sei o que as várias casas gastam...

(Recebeu o convite que lhe enderecei há umas semanas?)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.01.2018 às 20:25

Um futuro caso de estudo.
Imbecilmente catalogado por um alto dirigente político do PSD como cata-vento.
Um emérito professor e comunicador.
Um Presidente para todas as horas.
Ainda assim, a dar azia à nacional clubite dominante nos pp.
Drama 17J-15O, com a tragédia dos incêndios.
Não tivesse sido a sua presença constante, o seu apoio psicológico aos atingidos... qual teria sido depois o estado de espírito daquela gente?
Como não poderiam ter sido depois e ainda hoje, as sua atitudes perante as calamitosas falhas dos órgãos do governo?
Uma certa salvação do Estado & governo actual.
A bem do Regime?

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.01.2018 às 20:39

Um futuro caso de estudo, sim.
Mas caso de estudo já hoje.
Não tenho dúvida.
Sem imagem de perfil

De CAL a 24.01.2018 às 23:46

Li apenas as gordas... mas fiquei com a sensação de que Sampaio da Nóvoa veio dar pública voz aos críticos do nosso estimado Presidente.

Subscrevo - como de costume - a análise que faz do trabalho desenvolvido pelo mais alto dignatário da nossa nação. :)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.01.2018 às 00:20

Obrigado, CAL. Tenho uma vaga ideia do ex-candidato Nóvoa: já mal me recordo dele.
Será aquele senhor que alguns juravam ser "imprescindível" para "regenerar" a nossa democracia?
Sem imagem de perfil

De Beatriz Santos a 24.01.2018 às 23:58

E viva o senhor Presidente Marcelo Rebelo de Sousa.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.01.2018 às 00:20

Faço minhas as suas palavras.
Sem imagem de perfil

De s o s a 25.01.2018 às 00:08

ok, ate é engraçado, essa de que marcelo nao tem nenhuma ideia perigosa.

No mais, se calhar o PC, que anda a ler os jornais estrangeiros, copiou para aqui coisas como "vencidos da vida". Que marcelo inspira otimismo, ate pode ser que sim, mas a quem e para quê. Nao conheço ninguem, que almoce e jante otimismo. . Ainda ontem ouvi esta sobre determinada tecnologia : os ricos que a podem pagar, nao precisam dela, os pobres precisam mas nao podem pagar. .

Só se o PC integra os profetas da desgraça, pois afirmar que reinam e sem contraditorio, se nao é delirio, entao é demasiado inteligente para a minha carroça..

Mais a serio, nao será o otimismo uma doença infantil, talvez um melhoral que nao faz bem nem faz mal... mas infantiliza. .

Só faltou dizer que os vencidos da vida é que entopem as urgencias hospitalares...Vai lá vai.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.01.2018 às 00:14

"Otimismo" não sei o que é.
Quanto ao resto, estimo as suas melhoras.
Perfil Facebook

De Carlos Alberto Ilharco a 25.01.2018 às 00:49

Consegue falar a toda a hora sobre tudo, menos quando o assunto é importante e perigoso.
Penso que foi ele que disse no Primeiro Grande Incêndio que estava tudo a ser feito como devia ser.
Repetiu depois a opinião sobre outra catástrofe.
Para ele o Governo está sempre bem, ainda agora no caso de Angola, pensa, acredita, está com muitas esperanças, felizmente não é mulher ainda paria outro presidentezinho.
Garantiu que seriamos esclarecidos sobre o caso Tancos.
Logo que tire a próxima selfie vai analisar o assunto.
Estou à espera que visite a Auto Europa, agora já não vale a pena ir à Triumph o assunto arrumou-se felizmente sem ele, onde aparece há sempre gente morta.
Votei nele, nunca me vou arrepender tanto de uma coisa nem que viva até aos 500 anos.

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.01.2018 às 01:24

Vê-se bem que você não reside em nenhuma das zonas gravemente afectadas pelos incêndios, felizmente.
Porque os residentes nessas zonas sabem muito bem qual foi o único político que nunca os abandonou, que fez tudo para manter a questão na agenda mediática, que não descansou enquanto as indemnizações não começaram a ser pagas e as reparações a ser feitas, e que abriu a porta à demissão da incompetente ministra da Administração Interna.
Esse político foi o Presidente da República.
Tudo isto, pelos vistos, lhe passou ao lado. É bom sinal. Quer dizer que não foi directamente afectado pela tragédia que enlutou o nosso país.

P. S. - A frase "onde aparece há sempre gente morta" deixa transparecer que o seu filme preferido é 'O Sexto Sentido'.
http://www.imdb.com/title/tt0167404/
Também gostei. Mas não confundo filmes com a realidade.
Perfil Facebook

De Carlos Alberto Ilharco a 25.01.2018 às 12:19

Muito obrigado.
O que eu sei, pelos jornais e televisões, é que ainda não se fez quase coisa nenhuma.
O que eu sei é que também não se está a fazer pevide para que não volte a acontecer.
Também sei que as dificuldades burocráticas qie aplicaram aqueles desgraçados são kafkianas.
Também sei que o pobre do Marcelo para lá de selfies, beijos e abraços tem poder absolutamente nenhum.
Fica bem para os ingénuos como aqueles que recebem o telefonema de valor acrescentado e desatam a dizer obrigado aos locutores da televisão ou aqueles que vão ao Preço Certo e agradecem ao senhor Presidente da Junta o empréstimo do autocarro.
O meu filme preferido é este http://www.imdb.com/title/tt0087843/?ref_=nv_sr_4
podia passar-se em Portugal.
Sem imagem de perfil

De JD a 25.01.2018 às 07:40

Felizmente que há sondagens e eleições com todos os votos devidamente contados,senão pensava que estava tudo louco. Os cidadãos que julgaram o mandato como negativo é de 2%. Há sempre em democracia quem sofra e viva revoltado
Há que respeitar e ajudar. Ao Presidente Marcelo,pela sua competência,por Presidir de facto a República Portuguesa, Obrigado!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 25.01.2018 às 10:59

Os 2% são espécie protegida. Ameaçada de extinção.

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D