Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Um desastre.

por Luís Menezes Leitão, em 04.09.14

 

Para se ver o resultado da presidência de Durão Barroso na comissão europeia, basta comparar o que era a União Europeia em 2004, altura em que se deu o grande alargamento e tudo parecia possível, com o que é hoje dez anos depois. Nestes dez anos a comissão europeia, que tinha a função de guardiã dos tratados, apagou-se completamente e hoje a Alemanha põe e dispõe, levando a que no resto do mundo a Europa tenha passado a ser sinónimo de Alemanha. É por isso que a Europa mergulhou precipitadamente na questão ucraniana, uma questão que se sabia desde o início ser explosiva e que tinha que ser tratada por diplomatas experientes e não por políticos imponderados. Como se dizia na célebre série Yes, Prime Minister, na diplomacia pretende-se sobreviver até ao próximo século, enquanto na política se pretende sobreviver até sexta-feira à tarde.

 

Mostrando o jeito que tem para a diplomacia, apesar de ter sido Ministro dos Negócios Estrangeiros, Durão Barroso achou que podia divulgar uma conversa telefónica particular com Putin em que ele lhe terá dito uma coisa óbvia: que a Rússia, se quisesse, podia tomar Kiev em duas semanas. Aliás, desde os tempos da guerra fria que o exército russo tem condições de ocupar a Europa Ocidental até em menos tempo, só tendo sido travado pelo guarda-chuva nuclear americano. Não me espantaria nada, por isso, que Putin lhe tivesse dito que, se quisesse também podia ocupar Berlim, Bruxelas e até Lisboa, embora as consequências dessa iniciativa levassem necessariamente a um conflito nuclear com a Rússia, conflito esse que só a diplomacia pode evitar. Foi por isso muito pouco diplomático Durão Barroso ter ido revelar o conteúdo dessa conversa telefónica aos 28 membros do Conselho Europeu, sabendo-se evidentemente que estes iriam, como os doze apóstolos, espalhar a boa nova por todo o lado.

 

Putin é que não se ficou e ameaçou divulgar o conteúdo da conversa telefónica com Durão, que terá gravado, se este não se retratasse imediatamente. Durão Barroso foi por isso obviamente obrigado a engolir publicamente o que tinha dito. A aceitação pelo Presidente da comissão europeia de um ultimato da Rússia, numa altura em que a União Europeia ameaça a Rússia com sanções, constitui no plano das relações internacionais uma situação absolutamente ridícula. Justifica-se por isso que se questione o que terá sido dito nessa conversa, que pelos vistos era mais prejudicial a Durão Barroso do que a Putin.

 

Durão Barroso foi um desastre tão grande para a Europa que é possível que, nos últimos dias do seu mandato, ainda nos consiga fazer mergulhar numa guerra com a Rússia. Rezemos para que ele deixe rapidamente Bruxelas e regresse a Lisboa. Se isto demora muito mais tempo, ainda é capaz de vir com o exército russo atrás.


15 comentários

Sem imagem de perfil

De Alexandre Carvalho da Silveira a 04.09.2014 às 20:15

Outro galo cantaria se o Presidente da Comissão Europeia fosse um socialista: não foi António Vitorino o melhor dos melhores Comissários Europeus que Portugal já teve? não é Maria João Rodrigues a portuguesa que mais sabe de assuntos europeus e que devia estar no lugar do Moedas? infelizmente no melhor pano cai a nódoa, e o socialista-mór cá do burgo não conseguiu ser eleito Presidente do Parlamento Europeu sendo derrotado por uma obscura dona da casa de quem ninguém alguma vez tinha ouvido falar, e de que ninguém tornou a ouvir falar depois de lá sair.
Durão Barroso é igual a tantos outros: faz o que lhe é possivel. Acho uma especial piada quando o comparam com Jacques Delors: um foi Presidente da Comissão com 12 países, quando havia dinheiro a rodos para distribuir; o outro foi presidente com 28 países quando a Europa atravessa a maior crise do pós-guerra.
Mais uma vez se prova que "santos de casa não fazem milagres", e a Inveja é um dos Sete Pecados Mortais.
P.S. Conheço José Manuel Durão Barroso desde os tempos em que ele nem sonhava ser o que é, e como militante do PSD que era na época, não apoiei a sua eleição para presidente do Partido.
Sem imagem de perfil

De Valentia a 04.09.2014 às 20:15

Diz que Monsieur Hollande chama "desdentada" a Frau Merkel, o valente!
Sem imagem de perfil

De Carlos Cunha a 04.09.2014 às 20:48

mas,mas, mas...mas ia tudo muito bem até aquela parte do "deixe bruxelas rapidamente e regresse a lisboa".
mas, mas , mas...fizemos mal a alguém?
mas não se pode, sei lá, mandá-lo ver se já existem armas químicas de exterminação lá no iraque, ou como é que o sítio se chama agora?
isto porque parece que não se pode exterminá-lo, ao que oiço dizer.
Sem imagem de perfil

De Miguel R a 04.09.2014 às 21:30

Barroso é Barroso, mas «exército russo atrás» é um bocado exagerado, não?
Sem imagem de perfil

De Vento a 04.09.2014 às 22:35

Os europeus e a NATO, ingenuamente, pensam que a Rússia não tem capacidade para sustentar uma guerra na Ucrânia, na Síria e também contra o dito estado islâmico.
Eu rezo, sim, eu rezo, para que no meio de todo este imbróglio a Coreia não entre em cena. Quando estes entrarem, se entrarem, estamos todos embrulhados.
Rezem sim, rezem muito, muito mesmo.

Sem imagem de perfil

De Miguel a 05.09.2014 às 00:12

Pobre Durão Barroso; é a triste sina dos portugueses, sempre a gramarem ultimatos...
Sem imagem de perfil

De Bic Laranja a 05.09.2014 às 00:56

Retratasse? À lá minuta?!...
Imagem de perfil

De Sérgio de Almeida Correia a 05.09.2014 às 03:43

A Lisboa, Luís? Não haverá outro local mais apropriado para ele? Já chega de confusão.
Imagem de perfil

De Luís Menezes Leitão a 05.09.2014 às 11:07

Talvez Macau, caro Sérgio.
Imagem de perfil

De Sérgio de Almeida Correia a 05.09.2014 às 11:43

Livra!
Mas que mal fiz eu desta vez? :)
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 05.09.2014 às 22:38

"Aliás, desde os tempos da guerra fria que o exército russo tem condições de ocupar a Europa Ocidental até em menos tempo, só tendo sido travado pelo guarda-chuva nuclear americano."

Não tem mesmo a noção do que seria a Guerra na Europa. O Exército Soviético foi incapaz de ocupar o Afeganistão. Agora imagine-se a Europa.
E recentemente só para conquistar Grozny foram precisos vários ataques . Imagine-se na densamente povoada Europa. Seria um inferno.

E só para irritar os bem pensantes, lembrar as palavras de Sarah Palin :
“After the Russian Army invaded the nation of Georgia, Senator Obama's reaction was one of indecision and moral equivalence, the kind of response that would only encourage Russia's Putin to invade Ukraine next.

Aliás é interessante que o autor fale do desastroso Barroso - que não vale nada para o caso pois não comanda coisa alguma- mas não fale da desastrosa Administração Obama.
Imagem de perfil

De Luís Menezes Leitão a 06.09.2014 às 08:48

A densamente povoada Europa já foi ocupada pelo exército soviético até Berlim. E antes a mesma densamente povoada Europa foi ocupada pelo exército alemão desde os Pirinéus até Estalinegrado. O exército soviético também ocupou o Afeganistão, só tendo sido de lá expulso muitos anos depois pela guerrilha dos mujahedin.

Parece-me que é você que tem uma ideia muito romântica da guerra. Quando os exércitos avançam, as populações costumam fugir. Veja a Prússia Oriental, uma terra alemã durante séculos, de onde os alemães fugiram perante o avanço do exército soviético.

Quanto ao desastre da administração Obama, estou inteiramente de acordo. Mas acho que os europeus devem pedir contas é a quem os governa.
Sem imagem de perfil

De Vento a 06.09.2014 às 12:00

Fala-se da desastrosa administração Obama, mas parece-me que o mundo esquece que a Rússia já não é a da era de Gorbachov e que a América já não pode andar em roda solta como andou quando se tinha tornado a única potência mundial com a desagregação da URSS e que a Nato não é propriamente uma organização de gente fiável.

Por outro lado, esquecem que só existiu Europa de 1991 a 2008 e que actualmente o único país europeu em condições de caminhar de cabeça erguida e com crescimentos sustentáveis é a Polónia, sendo também este o único capaz e interessado em promover uma verdadeira parceria estratégica com os EUA e o único consciente que uma Rússia de cabeça perdida não só coloca a região do pacífico a ferro e fogo, com a China também ao seu lado, como toda a região do mediterrâneo.

Parece.me que anda tudo doido no que diz respeito à analise das capacidades Russas e sobre a geopolítica. E os ingleses não passam de uns vaidositos convencidos que são determinantes no xadrez mundial. Eles bem tentam.

Quanto aos alemães, acabou-se a era deles. A partir de agora é engolir as humilhações de que serão alvo por sua própria estupidez.
Sem imagem de perfil

De Vento a 06.09.2014 às 12:31

Permita acrescentar algo mais a meu anterior comentário. Até vem a propósito:

http://noticias.sapo.pt/internacional/artigo/coreia-do-norte-lanca-tres-misseis-de-curto-alcance-para-o-mar-do-japao_18201658.html
Sem imagem de perfil

De Carlos Cunha a 06.09.2014 às 22:35

estiva a repensar a minha opinião sobre o regresso do besunta do durão barroso a lisboa, e se calhar até não seria má ideia, se viesse para governador do banco de portugal. não por razões familiares, mas porque acontece que os últimos governadores são daquele tipo de gente que não consegue ver e obter provas das malfeitorias que por aqui andam, enquanto o besunta do durão é daqueles que consegue ver e obter provas de malfeitorias que não existem.
ora bem, para supervisor do sistema bancário prefiro alguém que veja falcatruas onde elas não existem a outro alguém que não as detecta, quando elas existem.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D