Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ainda há boas notícias

por Sérgio de Almeida Correia, em 22.04.16

dean_04.jpg

Ainda poderemos ter muitos anos pela frente até que se obtenham resultados com alguma expressão, mas o simples facto de haver uma possibilidade de não apenas se atrasar ou paralisar os efeitos da doença de Alzheimer, fazendo reverter os pacientes a uma fase anterior ao início dos efeitos do processo degenerativo da doença, podem vir a mudar a vida de milhões, dando-nos, mais do que a ilusão, a esperança de que os avanços da Ciência estão efectivamente ao serviço da humanidade e daquilo que esta tem de melhor.

A Professora Nancy Ip, responsável pelo departamento de investigação de neurociência molecular da Universidade de Hong Kong apresentou os resultados de uma investigação de três anos que são no mínimo surpreendentes. Em resumo, e de acordo com a notícia do South China Morning Post, o resultado a que se chegou consistiu em restaurar a memória das cobaias afectadas através da injecção de uma proteína. Se bem percebi, a IL-33 restaurou a memória para um nível normal. 

Num universo que já é actualmente de mais de quarenta milhões de doentes, que se projecta vir a atingir em 2025 mais de 131 milhões, os resultados revelados podem mesmo vir a ser mais do que uma janela de esperança. Dez anos é muito tempo, dirão alguns, mas ainda que esses dez se viessem a transformar em 15 ou 20 sempre teria valido a pena. E nada nos garante que a esperança trazida por Nancy Ip não venha, no final, a concretizar-se em menos de dez anos. Por agora, Nancy Ip será só Nancy Hope. Esperemos que em breve seja para muitos milhões e respectivas famílias Nancy Life. Nem tudo é assim tão mau neste mundo.

Obrigado, André

por Sérgio de Almeida Correia, em 02.11.15

12187748_10153810829018267_453220082856955564_n.jpFoi precisar esperar pela sétima prova do campeonato japonês de Super GT, corrida no autódromo de Autopolis, para se ficar a conhecer o novo campeão japonês de automobilismo da classe 300, o português André Couto.

Tal como já anteriormente aqui tínhamos dado notícia, o extraordinário campeonato que o André vinha fazendo ao volante do fabuloso Nissan GTR Nismo GT3, em condições normais e sem golpes de teatro ou de secretaria, só poderia terminar com o português, piloto número um do Gainer Tanax team, como campeão. É também o primeiro título para a equipa.

Confesso que foi com muita emoção que acompanhei a conquista deste título, cuja corrida completa pode já ser vista no YouTube. Pelo André, pelo Afonso, que a esta hora deve estar aos pulos, e por todos os que o acompanharam ao longo destes anos em que o André foi buscar forças a cada rosto, a cada sorriso, a cada abraço, nos melhores e nos piores momentos, para realizar um sonho que a todos enche de satisfação. O André triunfou na sua classe no mais rápido e competitivo campeonato de GT do Mundo.

Nesta corrida de Autopolis, o carro número 10 saiu do 14.º lugar da grelha de partida para terminar na 2ª posição. Quando ainda falta uma corrida para o final do campeonato, a qual terá lugar no próximo dia 15 de Novembro na pista de Motegi, o Japão tem um novo herói e os portugueses em todo o Mundo, em especial os que residem em Macau e que desde sempre acompanharam a carreira do André Couto têm hoje um motivo acrescido de satisfação. Uma performance notável de um piloto que finalmente pôde mostrar porque é de excepção.

Pela minha parte fico particularmente satisfeito com este resultado. Ainda mais por ter tido a felicidade de acompanhar o André e a equipa Gainer Tanax na segunda corrida de Fuji. Em meu nome, e penso que no de todos os que falando português gostam de automóveis e seguem os pilotos nacionais, envio desta tribuna um forte abraço ao Team Gainer Tanax e ao André, e agradeço-lhe aquilo que fez pela auto-estima dos portugueses espalhados pelo mundo.

Faço votos de um destes dias poder estar com ele em Le Mans e que a comunicação social portuguesa, por uma vez, lhe dê, como campeão, o destaque que merece.

12196286_10153810856383267_1764777545723011111_n.j

 


O nosso livro





Posts mais comentados


Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D