Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Delito de Opinião

Um dos mais comentados

Pedro Correia, 14.04.24

Flag_of_Mali.svg.png

É já um dos dez postais mais comentados de sempre neste blogue. Este, sobre a louvável decisão do Governo de mandar às malvas o "criativo" logótipo que punha fim à bicolor bandeira portuguesa, tornando-a numa réplica quase perfeita da tricolor bandeira da República do Mali.

O autor da referida réplica que pretendia «renovar» o símbolo nacional lavrou em público o seu protesto, insurgindo-se abertamente contra a mudança. Com a mesma veemência que já havia usado antes, numa entrevista em que confessou: «Não me revejo na bandeira portuguesa.»

O senhor, que pela empreitada encomendada pelo executivo socialista recebeu 74 mil euros, merece ser ressarcido. Talvez com a oferta de um voo aéreo em classe executiva para o Mali. Com bilhete só de ida, para ali poder inspirar-se devidamente antes de executar novo trabalho "criativo". Aqui deixo a sugestão. Sem cobrar nada.

11.png

Entre os mais comentados

Pedro Correia, 02.04.24

Nos 21 destaques feitos pelo SAPO em Março, entre segunda e sexta-feira, para assinalar os dez blogues nesses dias mais comentados nesta plataforma, o DELITO DE OPINIÃO recebeu 21 menções ao longo do mês. Fazendo, portanto, uma vez mais o pleno.

Incluindo seis textos na primeira posição do pódio, cinco na segunda e seis na terceira.

 

Os 21 postais foram estes, por ordem cronológica:

 

Coragem (50 comentários)  

Nostradamus da Marmeleira (32 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

Podem chamar-lhe Lei Costa ou Lei Santos (38 comentários)   

O legado (28) (28 comentários, terceiro mais comentado do dia)   

Até parece que o PS vem da oposição (46 comentários, terceiro mais comentado do dia)  

Os pupilos do professor Marcelo (38 comentários) 

Indo direito ao assunto (92 comentários, o mais comentado do dia)  

Trinta razões para a dura derrota do PS (74 comentários, o mais comentado do dia)   

Bilhete para amigos socialistas (92 comentários, o mais comentado do dia)  

Estultícia e cinismo (64 comentários, segundo mais comentado do dia)

Legado positivo de António Costa (78 comentários, terceiro mais comentado do fim-de-semana)  

Pensamento da semana (54 comentários, terceiro mais comentado do dia)   

Votou nele próprio, longe do povo (56 comentários, terceiro mais comentado do dia)   

Penso rápido (105)  (40 comentários, segundo mais comentado do dia)   

Cá se fazem, cá se pagam (118 comentários, segundo mais comentado do dia)   

O novo Vítor Constâncio (104 comentários, o mais comentado do fim-de-semana)  

O PS a ser PS (42 comentários, segundo mais comentado do dia)   

Pensamento da semana (68 comentários, o mais comentado do dia)  

Com mil milhões de mil macacos (60 comentários, segundo mais comentado do dia) 

Arranca, arranca, arranca, arranca (70 comentários, o mais comentado do dia)  

E agora? (23  comentários) 

 

Com um total de 1265 comentários nestes textos. Do Paulo Sousa, do José Meireles Graça e de mim próprio.

Fica o agradecimento aos leitores que nos dão a honra de visitar e comentar.

Entre os mais comentados

Pedro Correia, 02.03.24

Nos 21 destaques feitos pelo SAPO em Fevereiro, entre segunda e sexta-feira, para assinalar os dez blogues nesses dias mais comentados nesta plataforma, o DELITO DE OPINIÃO recebeu 21 menções ao longo do mês. Fazendo, portanto, uma vez mais o pleno.

Incluindo dois textos na primeira posição do pódio, quatro na segunda e nove na terceira.

 

Os 21 postais foram estes, por ordem cronológica:

 

Animais (36 comentários, terceiro mais comentado do dia)  

O plural neutro (67 comentários, terceiro mais comentado do fim-de-semana) 

Pensamento da semana (38 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

Frases de 2024 (4) (52 comentários, o mais comentado do dia) 

O programa eleitoral pode esperar (46 comentários, terceiro mais comentado do dia)  

O legado (10) (56 comentários, segundo mais comentado do dia) 

Sob o signo do Cupido (26 comentários)   

Pensamento da semana (50 comentários) 

Ah emigram...?! Querem ver que... pronto, emigrem lá (32 comentários, terceiro mais comentado do dia)  

Um país de egrégios avalistas (27 comentários, segundo mais comentado do dia)  

O melhor deputado (30 comentários)  

Estaline ressuscitado em Moscovo (70 comentários, o mais comentado do fim-de-semana)  

Pensamento da semana  (80 comentários, terceiro mais comentado do dia)  

Outra derrota de Pedro Sánchez (56 comentários, segundo mais comentado do dia)  

A peixeirada (46 comentários)  

O MRPP está irreconhecível (50 comentários)  

O legado (17) (64 comentários, segundo mais comentado do fim-de-semana)   

As Forças Armadas na campanha eleitoral (37 comentários, terceiro mais comentado do dia)  

Da União Nacional ao Partido Socialista (50 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

«Atenta às questões dos trabalhadores» (42 comentários)  

Da defesa dos operários à protecção das focas: eis como Costa domou a esquerda (34 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

 

Com um total de 989 comentários nestes textos. Do Paulo Sousa, do Sérgio de Almeida Correia, da Cristina Torrão e de mim próprio.

Fica o agradecimento aos leitores que nos dão a honra de visitar e comentar.

Entre os mais comentados

Pedro Correia, 03.02.24

Nos 22 destaques feitos pelo SAPO em Janeiro, entre segunda e sexta-feira, para assinalar os dez blogues nesses dias mais comentados nesta plataforma, o DELITO DE OPINIÃO recebeu 22 menções ao longo do mês. Fazendo, portanto, uma vez mais o pleno.

Incluindo três textos na primeira posição do pódio, sete na segunda e quatro na terceira.

 

Os 22 postais foram estes, por ordem cronológica:

 

Os sem-abrigo (33 comentários)

Os cães e as pulgas (48 comentários, segundo mais comentado do dia) 

Liberdade sim, mas só para nós (40 comentários, o mais comentado do dia) 

Descubra as diferenças (24 comentários) 

Janeiro, o mês de Ianus ou Janus (56 comentários, o mais comentado do fim-de-semana)  

O diabo é a direita (29 comentários) 

Frases de 2024 (1) (24 comentários) 

Lápis L-Azuli (36 comentários, segundo mais comentado do dia)  

"Banho de ética" dos amigos de Rio (32 comentários, terceiro mais comentado do dia)  

Quem foram os melhores deputados? (54 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

Pensamento da semana (82 comentários, segundo mais comentado do dia)  

O legado (7) (16 comentários) 

Lápis L-Azuli (38 comentários)   

O trambolhão (55 comentários, segundo mais comentado do dia) 

"Banho de ética" dos amigos de Rui Rio (com dois novos capítulos) (76 comentários, terceiro mais comentado do fim-de-semana)  

Pensamento da semana (70 comentários)

O legado (8) (68 comentários, segundo mais comentado do dia) 

Inspirar com os expirados (41 comentários) 

Marxista no Chega, tendência Groucho (46 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

Tique de classe, nada socialista (92 comentários, o mais comentado do fim-de-semana

Os imigrantes (59 comentários, segundo mais comentado do dia) 

A dupla fuga de Montenegro (48 comentários, segundo mais comentado do dia)   

 

Com um total de 1067 comentários nestes textos. Da Maria Dulce Fernandes, do Paulo Sousa, do José Meireles Graça e de mim próprio.

Fica o agradecimento aos leitores que nos dão a honra de visitar e comentar.

Quinze anos

Pedro Correia, 05.01.24

15.jpg

O DELITO DE OPINIÃO festeja hoje o 15.º aniversário. Continuando a ser, como sucedeu logo a partir das primeiras semanas, um dos blogues com maior audiência em Portugal. E um dos mais comentados, mantendo a tradição que vem desde o início.

Os números dizem quase tudo: desde há um ano recebemos 379.540 visitas e registámos 973.493 visualizações (quase 70 mil por mês). Estes números contradizem os mabecos que se apressaram a decretar a morte da blogosfera.

Deixo aqui o vaticínio de que em 2024 - ano de grandes mudanças em perspectiva, a vários níveis - não só manteremos esta audiência como vamos ampliá-la.

Sem perder de vista os nossos objectivos, traçados no primeiro dia.

Parece que foi ontem e já passaram quinze anos.

Entre os mais comentados

Pedro Correia, 02.01.24

Nos 21 destaques feitos pelo SAPO em Dezembro, entre segunda e sexta-feira, para assinalar os dez blogues nesses dias mais comentados nesta plataforma, o DELITO DE OPINIÃO recebeu 21 menções ao longo do mês. Fazendo o pleno, uma vez mais.

Incluindo cinco textos na primeira posição do pódio, cinco na segunda e sete na terceira.

 

Os 21 postais foram estes, por ordem cronológica:

 

A dificuldade não está na rejeição (35 comentários, terceiro mais comentado do fim-de-semana)

Será um longo dia (42 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

Pensamento da semana (108 comentários, o mais comentado do dia) 

Marx, Hegel, Kant e Nietzsche (32 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

Por ocasião da data da Restauração (19 comentários) 

Nem bom senso nem bom gosto (54 comentários, terceiro mais comentado do fim-de-semana) 

Pensamento da semana (64 comentários, segundo mais comentado do dia)  

Não faz a menor ideia (96 comentários, segundo mais comentado do dia) 

Os rótulos fáceis do jornalismo preguiçoso (32 comentários, segundo mais comentado do dia) 

O que é que o país não dirá? (73 comentários, o mais comentado do dia) 

Memória cinéfila de Lisboa (76 comentários, o mais comentado do fim-de-semana) 

Pensamento da semana (30 comentários) 

É Natal. Pás na terra (33 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

Santos e Sócrates (38 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

Frases de 2023 (39) (18 comentários) 

Não, não e não... (38 comentários, segundo mais comentado do dia

Pensamento da semana (42 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

Outro grande filme de Nanni Moretti (18 comentários) 

Lápis L-Azuli (38 comentários, o mais comentado do dia) 

Na morte de Odete Santos (80 comentários, o mais comentado do dia)

Perdoem-me a imodéstia (44 comentários, segundo mais comentado do fim-de-semana)

 

Com um total de 1010 comentários nestes textos. Do Paulo Sousa, da Maria Dulce Fernandes, do Sérgio de Almeida Correia, do João Sousa e de mim próprio.

Fica o agradecimento aos leitores que nos dão a honra de visitar e comentar.

Perdoem-me a imodéstia

Pedro Correia, 30.12.23

ac jg.jpeg

 

Mas quase tudo já estava antecipado aqui:

 

15 de Novembro 2022:

«Isto está a degradar-se mais depressa do que parecia. Ei-los a descer a rampa, já em marcha acelerada.»

 

29 de Dezembro 2022:

«Um governo, paradoxalmente, em fim de ciclo quando as eleições legislativas foram apenas há onze meses.»

 

2 de Março 2023:

«A marca desta governação: poucochinha. Por isso a maioria absoluta adquirida há um ano já está em queda livre. Tem tudo para acabar mal. Mais cedo do que muitos previam.»

 

3 de Maio 2023:

«Marcelo Rebelo de Sousa não fará a vontade a António Costa: vai dissolver, sim, mas apenas no momento em que entender. Que será, não por coincidência, quando der menos jeito ao primeiro-ministro. (...) Costa pagará com juros a sua bravata de ontem, comportando-se perante os portugueses como se comesse Marcelo de cebolada a pretexto de segurar in extremis um dos ministros mais desacreditados do actual elenco, algo tão desproporcionado que soa a falso desde o primeiro minuto. Entrámos numa nova etapa, nada edificante: um dos piores conflitos institucionais de que há memória entre um Governo e um Presidente - logo este, que durante cinco anos quase levou o Executivo ao colo. Episódio digno de figurar em qualquer antologia da ingratidão. De Gaulle dizia que o poder usa-se, não se delega. Mas Costa é fraco aprendiz do velho general: a bravata irá sair-lhe cara. Mais cedo do que pensa.»

 

18 de Maio 2023:

«Isto já não é um governo: é uma opera buffa. Com final anunciado.»

Quatrocentos e cinquenta mil

Pedro Correia, 17.12.23

Ontem atingimos (e superámos) um número que merece ficar inscrito na rota deste blogue: 450 mil comentários aqui registados. Em quase década e meia de existência do DELITO. Integra um espólio cada vez maior e cada vez mais raro num percurso em que tantos outros títulos têm ficado pelo caminho. Década e meia que funciona também como testemunho factual e opinativo de tanta coisa que foi acontecendo, não apenas em Portugal mas no mundo inteiro.

História feita de muitas histórias - com luzes e sombras, desgostos e alegrias.

Como a vida, afinal.  

Entre os mais comentados

Pedro Correia, 02.12.23

Nos 23 destaques feitos pelo SAPO em Novembro, entre segunda e sexta-feira, para assinalar os dez blogues nesses dias mais comentados nesta plataforma, o DELITO DE OPINIÃO recebeu 22 menções ao longo do mês. Fazendo o pleno, uma vez mais.

Incluindo quatro textos na primeira posição do pódio, nove na segunda e cinco na terceira.

 

Os 22 postais foram estes, por ordem cronológica:

 

Frases de 2023 (32) (36 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Israel e Palestina, as causas de um conflito (50 comentários, segundo mais comentado do dia) 

Belles toujours (22 comentários) 

Marcelo e o Hamas (47 comentários) 

Sismo político em curso (88 comentários, o mais comentado do dia) 

Já em campanha (44 comentários, segundo mais comentado do dia) 

O diabo chegou mesmo: está já aí (48 comentários, terceiro mais comentado do dia)  

O lamaçal (81 comentários, segundo mais comentado do fim-de-semana) 

Pensamento da semana (50 comentários)  

Galamba: o naufrágio anunciado (44 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

O legado (1) (42 comentários)  

Uma revolução silenciosa (54 comentários, segundo mais comentado do dia) 

Está de chuva (60 comentários, segundo mais comentado do fim-de-semana) 

Pensamento da semana (28 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

Quase a bater no fundo (42 comentários, segundo mais comentado do dia) 

O fim do sonho em seis segundos (58 comentários, o mais comentado do dia

Lição de futebolês (para que saibam) (66 comentários, o mais comentado do dia) 

25 de Novembro, sempre (34 comentários, terceiro mais comentado do fim-de-semana) 

Pensamento da semana (80 comentários, o mais comentado do dia) 

Pedro Nuno Santos esteve bem (75 comentários, segundo mais comentado do dia)

A Lisboa que muda na Lisboa que fica (36 comentários, segundo mais comentado do dia)

Brilhante estratego, fraco profeta (44 comentários, segundo mais comentado do dia)

 

Com um total de 1215 comentários nestes textos. Do Paulo Sousa, do José Teixeira, do José Meireles Graça e de mim próprio.

Fica o agradecimento aos leitores que nos dão a honra de visitar e comentar.

Entre os mais comentados

Pedro Correia, 01.11.23

Nos 22 destaques feitos pelo SAPO em Outubro, entre segunda e sexta-feira, para assinalar os dez blogues nesses dias mais comentados nesta plataforma, o DELITO DE OPINIÃO recebeu 22 menções ao longo do mês. Fazendo o pleno, uma vez mais.

Incluindo quatro textos na primeira posição do pódio, sete na segunda e seis na terceira.

 

Os 22 postais foram estes, por ordem cronológica:

 

Pensamento da semana (82 comentários, terceiro mais comentado do fim-de-semana) 

«Sem ilusões não há frustrações» (80 comentários, segundo mais comentado do dia)

O preço do PAN no bananal laranja (22 comentários) 

O que vos diz esta imagem? (70 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

O país dos mamarrachos (41 comentários) 

Pensamento da semana (74 comentários, segundo mais comentado do dia) 

O grão-vizir que sonha ser califa (80 comentários, segundo mais comentado do dia)  

Aldeias com histórias: Juízo (39 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

Podiam mudar de nome para Pasquim (57 comentários, segundo mais comentado do dia)  

Como dizer pogrom em árabe? (39 comentários, terceiro mais comentado do fim-de-semana) 

Pensamento da semana (112 comentários) 

Portugal no seu melhor (42 comentários) 

O João e o Orçamento do Estado para 2024 (52 comentários, segundo mais comentado do dia) 

«Se há um judeu atrás da árvore, mata-o» (96 comentários, o mais comentado do dia) 

Quando um véu vale mais do que uma vida (64 comentários, terceiro mais comentado do fim-de-semana) 

Pensamento da semana (74 comentários, terceiro mais comentado do dia

Como engoliram a propaganda do Hamas (50 comentários, segundo mais comentado do dia) 

Será desta o fim do fogacho? (45 comentários) 

Palavra de António Costa - II (69 comentários, o mais comentado do dia) 

Consciência, consciência, quem és tu? (87 comentários, o mais comentado do fim-de-semana)

Pensamento da semana (106 comentários, segundo mais comentado do dia)

Os novos 'pogroms' (60 comentários, o mais comentado do dia)

 

Com um total de 1431 comentários nestes textos. Do Paulo Sousa, da Cristina Torrão, da Ana Cristina, do João André, da Maria Dulce Fernandes e de mim próprio.

Fica o agradecimento aos leitores que nos dão a honra de visitar e comentar.

Entre os mais comentados

Pedro Correia, 02.10.23

Nos 21 destaques feitos pelo SAPO em Setembro, entre segunda e sexta-feira, para assinalar os dez blogues nesses dias mais comentados nesta plataforma, o DELITO DE OPINIÃO recebeu 21 menções ao longo do mês. Fazendo o pleno, uma vez mais.

Incluindo dois textos na primeira posição do pódio, sete na segunda e dois na terceira.

 

Os 21 postais foram estes, por ordem cronológica:

 

O beijo (2) (30 comentários) 

Pensamento da semana (34 comentários)

O obsceno riso de Estaline (60 comentários, segundo mais comentado do dia) 

O beijo (7) (22 comentários) 

Dióspiros (29 comentários) 

Era uma vez... (64 comentários, segundo mais comentado do fim-de-semana) 

Pensamento da semana (28 comentários) 

Monarquia em alta no Reino Unido (52 comentários, segundo mais comentado do  dia) 

Veneno (72 comentários, o mais comentado do dia) 

Os cobardes (26 comentários) 

É mais fácil lutar contra as estátuas do que contra palermas (37 comentários, segundo mais comentado do fim-de-semana) 

Pensamento da semana (60 comentários) 

Frases de 2023 (28) (34 comentários, segundo mais comentado do dia) 

Frases de 2023 (29) (58 comentários)  

Almas gémeas (26 comentários) 

Quanto mais incompetente, melhor (60 comentários, terceiro mais comentado do fim-de-semana) 

Pensamento da semana (32 comentários

Syriza Goldman Sachs radical-chique (40 comentários, terceiro mais comentado do dia)  

Maldito corrector (32 comentários, segundo mais comentado do fim-de-semana) 

Os charlatães (52 comentários, o mais comentado do dia) 

Quais foram as praias da vossa infância? (104 comentários, segundo mais comentado do fim-de-semana)

 

Com um total de 952 comentários nestes textos. Do Paulo Sousa, da Maria Dulce Fernandes e de mim próprio.

Fica o agradecimento aos leitores que nos dão a honra de visitar e comentar.

Entre os mais comentados

Pedro Correia, 02.09.23

Nos 23 destaques feitos pelo SAPO em Agosto, entre segunda e sexta-feira, para assinalar os dez blogues nesses dias mais comentados nesta plataforma, o DELITO DE OPINIÃO recebeu 23 menções ao longo do mês. Fazendo o pleno, uma vez mais.

Incluindo dois textos na primeira posição do pódio, oito na segunda e quatro na terceira.

 

Os 23 postais foram estes, por ordem cronológica:

 

Solidário com as minorias (48 comentários, segundo mais comentado do dia) 

Alegria juvenil entre os velhos do Restelo (90 comentários, segundo mais comentado do dia)

As reacções às JMJ (31 comentários) 

Alegria, energia, cor, juventude e fé (22 comentários) 

Pensamento da semana (82 comentários, segundo mais comentado do dia) 

Há sempre alternativa (56 comentários, segundo mais comentado do dia) 

Lápis L-Azuli (31 comentários, segundo mais comentado do dia)

O Peregrino (48 comentários, terceiro mais comentado do  dia) 

Ler (25) (26 comentários) 

Pensamento da semana (30 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Arrancar - não sabem dizer outra coisa (38 comentários, segundo mais comentado do dia) 

Lápis L-Azuli (34 comentários) 

Que nome para a ponte? (124 comentários, o mais comentado do dia) 

Comer (11) (24 comentários)

A nova Europa (22 comentários) 

A mentalidade do não-vale-a-pena (44 comentários)  

Século XXI, às portas de Lisboa (42 comentários

O Dono do Tempo (79 comentários, o mais comentado do dia)  

A ler (101 comentários, segundo mais comentado do fim-de-semana) 

Pensamento da semana (48 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Pornográfico (34 comentários, terceiro mais comentado do dia)

O que sobra do "socialismo real" (62 comentários)

O beijo (1) (64 comentários, segundo mais comentado do dia)

 

Com um total de 2000 comentários nestes textos. Da Maria Dulce Fernandes, da Cristina Torrão, do Paulo Sousa e de mim próprio.

Fica o agradecimento aos leitores que nos dão a honra de visitar e comentar.

Entre os mais comentados

Pedro Correia, 03.08.23

Nos 21 destaques feitos pelo SAPO em Julho, entre segunda e sexta-feira, para assinalar os dez blogues nesses dias mais comentados nesta plataforma, o DELITO DE OPINIÃO recebeu 20 menções ao longo do mês. Fazendo o pleno, uma vez mais.

Incluindo três textos na primeira posição do pódio, quatro na segunda e sete na terceira.

 

Os 20 postais foram estes, por ordem cronológica:

 

De volta (64 comentários, o mais comentado do dia) 

O que se disse e escreveu há dez anos (38 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Frases de 2023 (18) (56 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

Parece ter sido esta senhora (50 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

E vão catorze (54 comentários, segundo mais comentado do fim-de-semana) 

Pensamento da semana (38 comentários) 

O catavento da RTP e o catavento socialista (18 comentários) 

Disparar com excesso de rapidez (72 comentários, segundo mais comentado do  dia) 

Frases de 2023 (19) (40 comentários, segundo mais comentado do dia) 

Vénias do Estado ao déspota cubano (66 comentários, terceiro mais comentado do fim-de-semana)

Jane Birkin (25 comentários) 

"É disto que o meu povo gosta" (32 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

Que Estado da Nação? (52 comentários, segundo mais comentado do dia) 

A culpa é do Passos (38 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Ler (24) (28 comentários) 

Pensamento da semana (26 comentários)  

Férias... (78 comentários, o mais comentado do dia

salve-se quem puder (44 comentários, terceiro mais comentado do dia)  

República de bananas (106 comentários, o mais comentado do dia) 

História, Escravismo e Racismo (33 comentários)

 

Com um total de 958 comentários nestes textos. Do José Teixeira, do Paulo Sousa, da Maria Dulce Fernandes e de mim próprio.

Fica o agradecimento aos leitores que nos dão a honra de visitar e comentar.

Entre os mais comentados

Pedro Correia, 04.07.23

Nos 22 destaques feitos pelo SAPO em Junho, entre segunda e sexta-feira, para assinalar os dez blogues nesses dias mais comentados nesta plataforma, o DELITO DE OPINIÃO recebeu 22 menções ao longo do mês. Fazendo o pleno, uma vez mais.

Incluindo cinco textos na primeira posição do pódio, sete na segunda e seis na terceira.

 

Os 22 postais foram estes, por ordem cronológica:

 

Saudosismo (69 comentários, o mais comentado do dia)

As melhores praias portuguesas (31) (18 comentários)

As melhores praias portuguesas (34) (26 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Penso rápido (102) (44 comentários, segundo mais comentado do dia)

Portugal no seu melhor (28 comentários, terceiro mais comentado do dia)

O Tanque (22 comentários)

10 de Junho (30 comentários, terceiro mais comentado do fim-de-semana)

Bem dito (41 comentários, terceiro mais comentado do  dia)

Quando havia mais liberdade... (80 comentários, o mais comentado do dia)

Outra "conquista" de Putin (38 comentários, o mais comentado do dia)

Seria "racismo" ou só "crime de ódio"? (52 comentários, segundo mais comentado do dia)

Momento patético de televisão (96 comentários, terceiro mais comentado do fim-de-semana)

As queixas dos portugueses (47 comentários, segundo mais comentado do dia) 

O Almirante (42 comentários, segundo mais comentado do dia)

As tripas no Porto (16 comentários)

A quase extinção do homem analógico (23 comentários

O feitiço volta-se contra o feiticeiro (70 comentários, segundo mais comentado do fim-de-semana)

Recortes do Canhenho (30 comentários, segundo mais comentado do dia)

A ponte 516 Arouca, passadiços, baloiços e afins (40 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Teme-se o pior (44 comentários, segundo mais comentado do dia)

O crime (86 comentários, o mais comentado do dia)

Um futuro cada vez mais quente (50 comentários, o mais comentado do fim-de-semana)

 

Com um total de 1000 comentários nestes textos. Da Maria Dulce Fernandes, do Paulo Sousa, do José Teixeira, do João Pedro Pimenta, da Ana Cristina, do João André e de mim próprio.

Fica o agradecimento aos leitores que nos dão a honra de visitar e comentar.

Entre os mais comentados

Pedro Correia, 03.06.23

Nos 23 destaques feitos pelo SAPO em Junho, entre segunda e sexta-feira, para assinalar os dez blogues nesses dias mais comentados nesta plataforma, o DELITO DE OPINIÃO recebeu 23 menções ao longo do mês. Fazendo o pleno.

Incluindo seis textos na primeira posição do pódio, nove na segunda e quatro na terceira.

 

Os 23 postais foram estes, por ordem cronológica:

 

Pensamento da semana (71 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Ler os outros (34 comentários, o mais comentado do dia)

A TAP é o maior partido da oposição (130 comentários, o mais comentado do dia)

O grande mistério (28 comentários, segundo mais comentado do dia)

Contributos de Belém para o epitáfio político do quase ex-ministro Galamba (50 comentários, segundo mais comentado do fim-de-semana)

"Eis" a televisão que temos (50 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Daqui a três sondagens (48 comentários, segundo mais comentado do dia)

A frase que falta (28 comentários, o mais comentado do  dia)

O pódio da vergonha (44 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Quiz anti-capitalista (43 comentários, segundo mais comentado do fim-de-semana)

Difamação (148 comentários, o mais comentado do dia

A coerência dos comunistas (34 comentários, segundo mais comentado do dia)

Lápis L-Azuli (14 comentários) 

"Opera buffa" (106 comentários, segundo mais comentado do dia)

Galamba até parece ser o adjunto dela (60 comentários, o mais comentado do fim-de-semana)

Pensamento da semana (14 comentários

A "verdadeira esquerda" (34 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Porque hoje é o Dia Europeu dos Parques Naturais (27 comentários)

A lei da rolha na Casa da Democracia (108 comentários, o mais comentado do dia)

Os símbolos da JMJ (44 comentários, segundo mais comentado do fim-de-semana)

Dez livros para comprar na Feira (36 comentários, segundo mais comentado do dia)

Vitaminas para o autoproclamado quarto pastorinho (53 comentários, segundo mais comentado do dia)

Há solução? (12 comentários)

 

Com um total de 1214 comentários nestes textos. Do Paulo Sousa, da Ana Cristina, da Teresa Ribeiro, da Maria Dulce Fernandes, do José Meireles Graça e de mim próprio.

Fica o agradecimento aos leitores que nos dão a honra de visitar e comentar.

Entre os mais comentados

Pedro Correia, 02.05.23

Em 20 destaques feitos pelo SAPO em Abril, entre segunda e sexta-feira, para assinalar os dez blogues nesses dias mais comentados nesta plataforma, o DELITO DE OPINIÃO recebeu 20 menções ao longo do mês. Fazendo o pleno.

Incluindo quatro textos na primeira posição do pódio, quatro na segunda e dez na terceira.

 

Os 20 postais foram estes, por ordem cronológica:

 

Trocar o real pelo digital (78 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Outra "gloriosa" conquista de Putin (58 comentários, terceiro mais comentado do dia)

O caviar da "verdadeira esquerda" (24 comentários, o mais comentado do fim-de-semana)

A resposta é sempre a mesma (56 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Lápis L-azuli (23 comentários, terceiro mais comentado do fim-de-semana)

Pensamento da semana (42 comentários)

Um amigo de Putin (106 comentários, o mais comentado do dia)

O passado não regressa (26 comentários, terceiro mais comentado do  dia)

Setas amarelas até Santiago (33 comentários, terceiro mais comentado do dia)

A verdade e a mentira (35 comentários)

Pensamento da semana (28 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Nem escravos nem vassalos (62 comentários, o mais comentado do dia)

Lula: o fascínio por ditadores (1) (44 comentários, segundo mais comentado do dia) 

Lápis L-Azuli (30 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Lula: o fascínio por ditadores (3) (34 comentários, segundo mais comentado do fim-de-semana)

Pensamento da semana (82 comentários, segundo mais comentado do dia

Os três Dês de Abril. E os outros três também (25 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Dois deputados que deixaram saudades (30 comentários, segundo mais comentado do dia)

A arbitrariedade do tipo disfarçado de árbitro (81 comentários, o mais comentado do dia)

Inteiramente de acordo (30 comentários, terceiro mais comentado do fim-de-semana)

 

Com um total de 940 comentários nestes textos. Do Paulo Sousa, da Maria Dulce Fernandes, do Luís Naves e de mim próprio.

Fica o agradecimento aos leitores que nos dão a honra de visitar e comentar.

Entre os mais comentados

Pedro Correia, 04.04.23

Em 23 destaques feitos pelo SAPO em Março, entre segunda e sexta-feira, para assinalar os dez blogues nesses dias mais comentados nesta plataforma, o DELITO DE OPINIÃO recebeu 23 menções ao longo do mês.

Incluindo quatro textos na primeira posição, oito na segunda e quatro na terceira.

 

Os 23 postais foram estes, por ordem cronológica:

 

Constituições do mundo (12) (38 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Em queda livre (108 comentários, o mais comentado do dia)

A implacável purga de palavras (114 comentários, o mais comentado do fim-de-semana)

É assim que nós estamos (39 comentários, segundo mais comentado do dia)

Facilitanço e afins (29 comentários) 

Hoje é dia de (24 comentários)

Ainda o Dia Internacional da Mulher (54 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Presidente rasga o Governo (48 comentários, terceiro mais comentado do fim-de-semana)

Pensamento da semana (134 comentários, segundo mais comentado do dia)

Como destruir o SNS devagarinho (34 comentários, segundo mais comentado do dia)

Seis amigos bastam (38 comentários)

Hoje é dia de (24 comentários)

Os tudólogos (38 comentários) 

Um off-load na Armada (62 comentários, o mais comentado do dia)

O que diz Alexandra Leitão (58 comentários, o mais comentado do dia)

Hoje é dia de (34 comentários, segundo mais comentado do dia)

O Zandinga da Marmeleira (40 comentários, segundo mais comentado do dia

A guerra da Rússia contra a Ucrânia (30 comentários)

Pensamento da semana (38 comentários)

Há quem lhe chame ministro (68 comentários, segundo mais comentado do dia)

O país das quatro mil taxas (44 comentários, segundo mais comentado do dia)

Elementar burrice (64 comentários, segundo mais comentado do dia)

Qual é a nossa mais bela praia? (112 comentários, terceiro mais comentado do fim-de-semana)

 

Com um total de 1272 comentários nestes textos. Da Maria Dulce Fernandes, do Paulo Sousa, do Sérgio de Almeida Correia, da Ana CB e de mim próprio.

Fica o agradecimento aos leitores que nos dão a honra de visitar e comentar.

Entre os mais comentados

Pedro Correia, 02.03.23

Em 20 destaques feitos pelo SAPO em Fevereiro, entre segunda e sexta-feira, para assinalar os dez blogues nesses dias mais comentados nesta plataforma, o DELITO DE OPINIÃO recebeu 20 menções ao longo do mês.

Incluindo dois textos na primeira posição, seis na segunda e cinco na terceira.

 

Os 20 postais foram estes, por ordem cronológica:

 

Em revista com vampiros (26 comentários)

Aqui não há transgénero (72 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Hoje é dia de (25 comentários)

Pagar 150 euros por colchão (158 comentários, o mais comentado do dia)

Horror: há uma cruz na bandeira (56 comentários, terceiro mais comentado do dia) 

Estátuas para derrubar (7) (44 comentários, segundo mais comentado do dia)

Estalinizar a Rússia (24 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Demotaduras ou ditacracias (58 comentários, segundo mais comentado do dia)

Talvez o maior escritor vivo (22 comentários)

Hoje é dia de (34 comentários)

Fugir das mulheres (60 comentários, segundo mais comentado do dia)

Qual será o próximo a sair de cena? (50 comentários) 

Constituições do mundo (10) (40 comentários)

Pensamento da semana (128 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Frases de 2023 (6) (50 comentários, terceiro mais comentado do dia)

Frases de 2023 (7) (18 comentários)

A saúde de Biden (62 comentários, o mais comentado do dia)

Reflexão do dia (74 comentários, segundo mais comentado do fim-de-semana

A força da falta de carácter (42 comentários, segundo mais comentado do dia)

De pé (48 comentários, segundo mais comentado do dia)

 

Com um total de 1113 comentários nestes textos. Da Maria Dulce Fernandes, do Paulo Sousa e de mim próprio.

Fica o agradecimento aos leitores que nos dão a honra de visitar e comentar.

Um ano depois

O que se escreveu no DELITO em 24 e 25 de Fevereiro de 2022

Pedro Correia, 25.02.23

tanquee.jpeg

 

NÓS...

 

Beatriz Alcobia: «Escolho as maçãs uma a uma e só trago as que gosto e me interessam. Deixo lá as outras que não me interessam. Assim também o faz Putin. Vai à História e tira um a um os acontecimentos que lhe interessam e ignora os outros.»

 

João Campos: «Sou insuspeito de nutrir alguma simpatia pelo actual Governo e pelos seus vários elementos - Augusto Santos Silva incluído - mas não posso deixar de aplaudir a sua resposta ontem, no Parlamento, à vergonhosa intervenção do deputado comunista João Oliveira. Ponderada, eloquente, sem meias-palavras e sem as insuportáveis adversativas que tanta gente usa para tentar "justificar" ou "compreender" a agressão de Putin à Ucrânia.»

 

João Pedro Pimenta: «Não faltam "quintas colunas" no Ocidente a favor de Putin. Em Portugal não serão assim tantas, mas temos à cabeça o inevitável PCP, sempre ao lado dos russos (ou melhor dizendo, contra o Ocidente), para quem a culpa é... da Ucrânia. Certamente pensaram o mesmo da Polónia na invasão alemã de 1939, de tal forma que a URSS entrou pelo outro lado. Mas mesmo fora do PCP encontramos outros idiotas úteis.»

 

JPT: «Vem constando que António Costa, reforçado pela maioria absoluta parlamentar, levará Fernando Medina para o seu próximo governo. Entregando-lhe, segundo os mesmos rumores, a importante tutela das Finanças. É uma boa notícia para o país, pois será garantia de uma boa relação com o regime russo

 

Luís Menezes Leitão: «A fraqueza da actual liderança dos EUA e a falta de preparação do Ocidente para suster a ameaça russa conduziu assim a Europa uma guerra que se pode revelar absolutamente dramática. E esperamos que isto não sirva de exemplo para outras potências procurarem também resolver pela força os conflitos que têm há muito congelados. Recorde-se a China em relação a Taiwan.»

 

Paulo Sousa: «Estamos quase incrédulos por, após tantos anos de estabilidade na Europa, existir um país que insiste em regressar ao mundo de antigamente, ao mundo do equilíbrio de forças, ao mundo onde importa contar o número de soldados, tanques, aviões e fragatas, sempre a olhar para os números dos seus vizinhos. A Rússia, liderada pelo filho da senhora Putina, não gosta do multilateralismo e comporta-se no palco internacional como um bully no recreio da escola. No mundo que ele tenta promover e em que gosta de se movimentar, os mais fracos têm motivos efectivos para temer os mais fortes.»

 

Sérgio de Almeida Correia: «Não se queira estabelecer qualquer comparação com a crise dos mísseis em Cuba. Nem a Ucrânia é um fantoche totalmente dependente e na órbita do Ocidente, como era o regime de Castro em relação à extinta URSS, como também não é menos verdade que não há, nem nunca houve, mísseis instalados à socapa e pela calada da noite que estivessem apontados a Moscovo, ou incursões desestabilizadoras no território russo, violando as fronteiras do estado vizinho e que tivessem sido estimuladas e pagas por exércitos de mercenários para conduzir acções de intimidação e de natureza secessionista em países independentes, por capricho próprio e para satisfação de egos doentios.»

 

Eu: «Putin ataca em larga escala a vizinha Ucrânia, despejando-lhe incontáveis mísseis de médio alcance, convicto da impunidade. Na certeza de possuir o maior arsenal atómico do planeta - exemplo supremo da razão da força, indiferente a qualquer força da razão. E tem a vantagem, relativamente ao genocida alemão, de estar sentado no chamado "Conselho de Segurança" da ONU, com direito de veto a qualquer decisão que possa lá tomar-se. Numa manifestação suprema de cinismo, aliás, invocou o artigo 51.º da Carta das Nações Unidas para ordenar a tomada da Ucrânia pelas armas. Imagine-se Hitler com idêntico poder formal de paralisar qualquer acção contra si próprio no inútil palácio de vidro em Nova Iorque...»

 

ucrania prédio.jpg

 

... E OS LEITORES

 

Alexandre Soares: «Não passarão.»

 

Balio: «Os EUA andaram desde 1990 a gastar o seu exército em guerrinhas no Iraque, Afeganistão e outros países de menor interesse. Agora têm o exército gasto, rombo. Se tentassem intervir militarmente contra os russos na Europa (em guerra não nuclear), seriam pulverizados. Os exércitos europeus sofreriam o mesmo destino.»

 

Francisco Almeida: «Em 2008 face a uma narrativa de ameaças da NATO, até hoje por concretizar, [a Rússia] entra no Cáucaso de onde nunca mais saiu. Em 2014, face a idêntica narrativa, anexa a Crimeia. Logo em 2015 envia tropas especiais para o Donbass mas mantém-nas em stand-by, não progredindo mas impedindo de facto que o exército ucraniano acabe com as secessões. Agora, em 2022 foi o que [se] viu. E, para os mais distraídos, lembro que uma operação desta envergadura necessita de semanas, se não meses, de planeamento.»

 

JF: «É lamentável ver que toda esta situação e intervenções militares que a Federação da Rússia se vê obrigada a concretizar, tenha sido despoletada pela Inglaterra, União Europeia, e a Organização do Tratado do Atlântico Norte, que efectuaram em 2014 um golpe de Estado liberal levando ao poder em Kiev forças/partidos políticos nacional-socialistas, em conjunto com a recusa do regime liderado pelo Sr. Zelenskyy em cumprir os Acordos de Minsk.»

 

Lucklucky: «A Europa tem mais culpas, afinal estamos no continente europeu onde está a ocorrer tal situação... Como a cultura do Ágora no Ocidente relativa à area militar é miserável devido à cultura pop de jornalistas e tutti quanti... a ignorância é "sistémica".»

 

Manuel Guerreiro: «Putin sabe perfeitamente que os dirigentes ocidentais são tão corruptos quanto ele, daí ele fazer o que está a fazer.»

 

Marques Aarão: «Cabe perguntar se ninguém previu que Putin, tal como o descrevem, não poderia sentir-se ameaçado e encurralado perante o concluir de um cordão com a adesão da Ucrânia à NATO. Seria assim tão difícil deixar para já em banho-maria essa possibilidade explicando que essa acção nas circunstâncias em presença poderia despoletar uma guerra de consequências mundiais imprevisíveis com um número de vitimas mortais avassalador?»

 

Vagueando: «Putin tem a Europa na mão e a Europa como projecto de paz em que acreditou piamente desfez-se e, infelizmente caminha para um futuro preocupante face ao crescimento dos seus próprios extremismos internos.»

 

Vento: «A Ucrânia, tendo um povo valente, jamais aguentará um ataque quer do fogo de artilharia de longo alcance russo, quer dos foguetes com uma capacidade absolutamente infernal que também têm, quer dos mísseis cruzeiro e balísticos, quer ainda da capacidade russa para deixá-los através de meios electrónicos sem capacidade para comunicar.»

 

jornais.webp

Sempre perto mesmo longe

Pedro Correia, 03.02.23

CT.jpg

CT2.jpg

 

Gostei de ver a nossa Cristina Torrão no 10.º episódio da série Duplas à Portuguesa, emitida esta quarta-feira na RTP2. Abordando um tema que conhece bem: o reinado de D. Afonso Henriques, que aqui faz dupla com o seu aio e mentor Egas Moniz, figura histórica que tem muito de lendário.

Os depoimentos são interessantes e é sempre bom ver a nossa História recordada num canal público que tem como missão específica transmitir estes conhecimentos. A realização em tom de passatempo infantil é discutível, mas o essencial fica cumprido em cerca de meia hora de programa. Com várias intervenções sérias, fundamentadas e esclarecidas.

Parabéns à Cristina, que está sempre perto mesmo estando longe.