Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A segunda volta das eleições brasileiras.

por Luís Menezes Leitão, em 12.10.18

bolsonaro_x_haddad.jpg

O que esta sondagem demonstra é que os brasileiros neste momento estão com mais medo do que pode trazer um outro governo do PT do que de Bolsonaro. Se defendesse efectivamente a democracia, Haddad deveria renunciar e deixar Ciro Gomes disputar a segunda volta. Este não tem anticorpos e poderia facilmente derrotar Bolsonaro, unindo à sua volta todos os seus opositores. Já se viu que Haddad não consegue fazer isso. Pelo contrário, aparece a dar entrevistas em que não é sequer capaz de criticar o que se passa na Venezuela e até chegou a propor eleger uma assembleia constituinte como Maduro fez. Isto num momento em que o Brasil assiste a uma verdadeira invasão de refugiados venezuelanos, em fuga do regime de Maduro. Com esse discurso e essa atitude, não me parece que Haddad consiga vencer Bolsonaro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Lula e Haddad.

por Luís Menezes Leitão, em 09.10.18

haddad-fernando-1.jpg

Tem havido grande comparação entre as actuais eleições presidenciais brasileiras e as presidenciais portuguesas de 1986, onde Freitas do Amaral, que tinha tido 46% na primeira volta, acabou derrotado por Mário Soares que conseguiu subir de 25% para 51% na segunda volta, unindo toda a esquerda em seu redor. Mas o grande feito de Mário Soares na altura foi ter conseguido ultrapassar Salgado Zenha, que tinha o apoio do Presidente Eanes. Soares estava com uma popularidade baixíssima, depois de um governo desastrado, e Eanes tinha níveis de popularidade estratosféricos. O problema foi que Salgado Zenha tentou colar-se demasiado a Eanes, dizendo constantemente que na presidência o iria sempre ouvir e seguir. Na altura a Associação Académica da minha Faculdade organizou uma sessão de esclarecimento em que os alunos faziam perguntas aos candidatos, sendo as perguntas arrasadoras. A Zenha um aluno perguntou-lhe apenas isto: "Se ele fosse eleito, Portugal iria ter um Presidente da República, na verdadeira acepção da palavra, ou iria ter um pau mandado?" Fiquei nessa altura convencido de que a candidatura de Zenha tinha acabado ali. E também me está a parecer que desta forma este não vai longe.

Autoria e outros dados (tags, etc)


O nosso livro




Posts mais comentados


Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D