Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Do baú de Zita Seabra (1)

por Rui Rocha, em 10.08.12

Zita Seabra denunciou, o DELITO DE OPINIÃO apresenta provas. Na imagem, recolhida em meados da década de 80 do século passado, elementos de célula comunista agindo com a cobertura de identidades falsas correspondentes às de normais trabalhadores da FNAC, instalam microfone em aparelho de ar condicionado de gabinete ministerial. Registe-se a sofisticada técnica utilizada, resultado de longas horas de instrução ministrada por especialistas da ex-RDA.

 

 

Do baú de Zita Seabra (2)

por Rui Rocha, em 10.08.12

Os instrutores eram da ex-RDA, mas muitos aparelhos tinham tecnologia soviética:

Do baú de Zita Seabra (3)

por Rui Rocha, em 10.08.12

Os ex-técnicos de ar condicionado da FNAC dão excelentes psicólogos. Basta dizeres o nome e eles sabem tudo sobre ti.

Do baú de Zita Seabra (4)

por Rui Rocha, em 10.08.12

Suspeita-se que as viaturas oficiais também estivessem sob escuta através da colocação de discretos e sofisticados dispositivos:

 

Do baú de Zita Seabra (5)

por Rui Rocha, em 10.08.12

A colocação de escutas era uma tarefa arriscada que, em certas circunstâncias, obrigava os elementos das células do PCP a recorrerem a avançadas técnicas de camuflagem:

Do baú de Zita Seabra (6)

por Rui Rocha, em 10.08.12

As equipas de ar condicionado da FNAC eram compostas por três elementos. Um escrevia, outro lia e o terceiro vigiava os dois intelectuais.

Do baú de Zita Seabra (7)

por Rui Rocha, em 10.08.12

A certa altura, os elementos do PCP deixaram de ter formação na ex-RDA. As equipas responsáveis pela instalação dos microfones passaram a seguir as instruções de manuais redigidos em chinês:

Do baú de Zita Seabra (8)

por Rui Rocha, em 10.08.12

Apesar das dificuldades, as técnicas de dissimulação utilizadas tornaram-se cada vez mais apuradas:

Do baú de Zita Seabra (9)

por Rui Rocha, em 10.08.12

Todavia, e apesar de todos os esforços das equipas que instalavam as escutas, os resultados obtidos foram escassos. Como sempre acontece com aparelhos comunistas, o som captado apresentava graves problemas de distorção.

Do baú de Zita Seabra (final)

por Rui Rocha, em 10.08.12

Uma coisa é certa. Nesta história há gato. E alguém pôs porcaria no ar condicionado.

 


O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D