Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Subserviente

por Pedro Correia, em 29.01.16

No debate quinzenal desta manhã no Parlamento, Heloísa Apolónia, deputada de um partido tão subserviente ao PCP que nunca se apresentou a eleições com sigla autónoma, pediu a António Costa para não ser "subserviente a Bruxelas". Há coisas que ainda me fazem sorrir na política portuguesa.

Autoria e outros dados (tags, etc)


34 comentários

Sem imagem de perfil

De sampy a 29.01.2016 às 12:30

O PEV é tão-somente uma excrescência do PCP.
Não faz muito sentido acusar de subserviência algo que nunca teve existência autónoma.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.01.2016 às 13:17

Concedo. Os verdes estão para o PCP como a pevide está para a melancia. Farinha do mesmo saco.
Imagem de perfil

De José António Abreu a 29.01.2016 às 15:03

Olhando caritativamente para os 8,25% que a CDU conseguiu nas legislativas (em vez de para os 3,95% que Edgar Silva obteve nas presidenciais) creio que o PEV vale pelo menos os 0,25%. Talvez até 0,35%.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.01.2016 às 15:54

Inclino-me mais para os 0,35%, José António. Valerá talvez até cerca de 0,39%. O que coloca o PCP abaixo da fasquia dos 8%. Ou antes: colocava a 4 de Outubro. Agora, depois de ter perdido 263 mil votos em três meses num escrutínio em que pretendia "fixar o eleitorado", situa-se pouco acima dos 3%. O comunismo português "europeiza-se" enfim. Já era tempo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.01.2016 às 16:37

Olhe que não, olhe que não! Conheço alguns que votam sempre na CDU, mas nas Presidenciais votam onde acham que é útil. (a acreditar que falam verdade)!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.01.2016 às 17:22

Quer você dizer com isso que votar na CDU não é útil, camarada?
Sem imagem de perfil

De Dezmokracia a 30.01.2016 às 16:38

Pegando nos mesmos critérios de interpretação, diria que do lado ideologicamente oposto, o CDS está para o PSD como as sementes estão para o melão, uma fruta também da mesma época.

Na mesma linha de pensamento da suposta dependência, não deixa de ser curioso que o Bloco de Esquerda é ainda mais dependente do PCP do que na verdade Os Verdes.

Mas para um partido que só tem os tais 0,35 ou 0,45%, segundo a sua projecção, não deixa de ser curioso que os dois deputados que tem este partido, trabalhem tanto ou mais do que o conjunto dos 18 deputados do CDS-PP, um partido que também concorreu em coligação. Vejamos o trabalho nesta legislatura:

Perguntas ao Governo :
PEV (2 deputados) - 31
CDS (18 deputados) - 41

Iniciativas legislativas:
PEV (2 deputados) - 25
CDS (18 deputados) - 23

Se os eleitores votassem em consciência e não pela clubite, rapidamente o bloguista estaria a lamentar-se era do trabalho dos 18 deputados do CDS ou deputados laranjas que têm a mesma linha de trabalho, neste caso de pouco trabalho.



Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.01.2016 às 16:53

Dois deputados fazerem 31 perguntas ao Governo é "trabalhar"? Meu caro, não insulte os verdadeiros trabalhadores deste país.
Se os deputados vitalícios do PEV querem trabalhar, comecem por arregaçar as mangas e concorrerem a eleições, pela primeira vez desde 1982, sem andarem à garupa do PCP. Aí poderão mostrar o que verdadeiramente valem.
Sem imagem de perfil

De João Espinho a 29.01.2016 às 16:02

Os PEV's são verdadeiras melancias. Verdes por fora, vermelhos por dentro.

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.01.2016 às 16:13

Têm dois lugares cativos de deputados sem irem a votos, João. Proporcionalmente, o PCP devia ter quase cem. São melancias ao preço do caviar.
Imagem de perfil

De José Manuel Faria a 29.01.2016 às 18:02

Registar que o PEV também apoiou o Edgar. Sempre. Sempre ao lado do PCP.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.01.2016 às 18:30

PCP e Verdes lembram-me sempre aquela letra da Adriana Calcanhoto:
Avião sem asa,
fogueira sem brasa,
sou eu assim sem você.
Futebol sem bola,
Piu-piu sem Frajola,
sou eu assim sem você...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.01.2016 às 19:44

Que giro! Falam dos votos no PEV, esqueceram-se que o CDS foi coligado com o PSD. Se fossem sós, não teriam o número de deputados que têm hoje. Isto de apontar o dedo, só a uns e deixar outros, no limbo ou no paraíso, não vale porque assim não se é sério, mas é-se maldizente.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.01.2016 às 20:57

Tenha paciência. Casamento assim tão romântico, daqueles que duram a vida inteira, só mesmo entre os vermelhos e os "verdes".
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.01.2016 às 21:43

Se eles assim o querem que assim seja e nós não temos nada a ver com isso. Ainda há casamentos desses e muitos, anda desactualizado.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.01.2016 às 21:48

Eu sou a favor de casamentos indissolúveis. Acho uma coisa engraçadinha.
Sem imagem de perfil

De jo a 29.01.2016 às 18:12

Em contrapartida a Comissão Europeia é eleita por que votos?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.01.2016 às 18:27

É a obra-prima do mestre, que nada tinha a ver com a prima do mestre de obras. O seu comentário fez-me lembrar este trocadilho.
Sem imagem de perfil

De jo a 29.01.2016 às 19:00

Não me diga que se pode desvalorizar opiniões de uma deputada porque o seu partido não se apresentou a votos sozinho, mas já não se pode fazer notar que a democracia anda muito arredia das decisões económicas de Bruxelas?

Já agora a propósito da prima do mestre: Quanto valem em votos os deputados da geringonça PàF que se esfumou quando se verificou que não havia tachos para todos. Eu, pessoalmente tenho muitas dúvidas sobre o número de votantes que estão irrevogavelmente ligados ao CDS (que ora é PP oura não é).
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.01.2016 às 20:59

A camarada Heloísa, que é assim meio "engraçadinha", tem condições para se apresentar como candidata da CDU nas próximas presidenciais. A menos que o comité central do PCP, depois de fazer avançar um ex-padre, prefira em 2021 uma ex-freira.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.01.2016 às 21:54

Desculpe, mas isto não. Isto é tudo, menos um comentário, isto é má língua, deselegância, o que não se admite a alguém que se diz jornalista.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.01.2016 às 23:41

Chamar "engraçadinha" a alguém é "má língua"? Olhe, camarada, vá dizer isso ao Jerónimo.
Sem imagem de perfil

De William Wallace a 30.01.2016 às 01:38

O anónimo deve relevar a resposta do Pedro Correia, ele todos os dias vê o chão a fugir-lhe, sabe que a sua trupe em breve será apeada do PSD e o PP com a nova gerência já em funções (por aclamação) em breve reduzirá a cinzas o PP.

Resistir a Bruxelas é impossível, temos como exemplo recente o BANIF em que os "burocratas" que estão ao serviço da maçonaria internacional nos obrigaram a ficar com mais uma enorme divida para Portugal pagar. Como exemplo passado temos o 3º resgate Grego.

Obviamente que este orçamento é uma farsa como foram os anteriores (do PAF ) que nunca foram cumpridos porque existem poderosos interesses que dele vivem e que precisam que seja aprovado, mesmo que depois venha a ser rectificado para lixar o mexilhão.
Infelizmente muitos preferem fechar os olhos, a encarar os problemas de frente e acreditar em histórias da carochinha como se viu nos resultados das presidenciais em que 75% dos eleitores que votaram fizeram-no em candidatos comprometidos com o sistema.
Novo resgate a caminho e vai ser o mexilhão a pagar uma vez mais pois já se viu que existem classes que não são afectadas e ainda enriquecem com a crise como os números o provam.

Eu gostava era de ver um comentário do Pedro Correia sobre as falcatruas bancárias e afins e sobre a mais recente MENTIRA do Drº Passos Coelho ao não ter informado os Portugueses que os cortes de salários foram apresentados a Bruxelas como definitivos e não como transitórios.

P.S. - Os organismos dependentes directamente do OE são demais, os funcionários públicos (na generalidade) ganham demais, Portugal não produz riqueza suficiente para manter tanta gente e empresas privadas dependentes do OE . Concordo com cortes de salários e algumas pensões mas isso não poderá ser NUNCA dissociado de outras medidas de moralização, racionalização de gastos em todas as áreas do estado (a tal reforma de Estado que o Dr. Portas não teve coragem para apresentar).
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.01.2016 às 15:29

Parabéns, conseguiu ganhar o prémio da semana pela frase mais absurda:
«O PP com a nova gerência já em funções (por aclamação) em breve reduzirá a cinzas o PP.»
Vitória indiscutível. Com aclamação.
Sem imagem de perfil

De Fernando S a 29.01.2016 às 19:23

A Comissão Europeia, como qualquer governo nacional, não é directamente eleita.
Grosso modo, os comissários são propostos pelos governos nacionais (que são por sua vez formados a partir dos parlamentos nacionais eleitos), devem ser aprovados pelo Parlamento Europeu (que é por sua vez eleito pelo conjunto dos cidadãos europeus), e são nomeados pelo Conselho Europeu (formado pelos chefes de governo dos paises membros).
Há muito menos democrático !!...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.01.2016 às 21:00

Eles sabem, Fernando. Só querem desviar a conversa, nada mais.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.01.2016 às 19:19

Muito gosta de reduzir os verdes a nada, o que não lhe fica bem. Cada qual apresenta-se como quer, desde que a lei o permita e o Pedro nem ninguém tem nada a ver com isso. Em democracia todos os partidos deverão ser respeitados quer se goste ou não deles. Se formos por aí, o CDS, jamais estaria em exercício de funções governamentais porque a relevância que têm, é mínima. É triste que afirme que lhe faz rir que Heloísa Apolónia tenha pedido a António Costa para que não seja subserviente a Bruxelas o que mostra que ri de coisas sérias e isso é tudo menos sério. Afinal o que quer? Que sejamos espezinhamos por tecnocratas que o único fizeram foi: austeridade e com ela aumento da dívida, não analisaram a banca, imporem a venda de bancos e tudo que lhes dá na gana... Se é isto que defende, então gosta que o seu povo seja massacrado.


Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.01.2016 às 21:01

Eu é que reduzo os "verdes" a nada?!
Eles é que se reduzem a nada.
Basta lembrar que em 33 anos nunca se apresentaram com sigla própria a nenhuma eleição.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.01.2016 às 15:49

Eles nunca se queixaram e o problema é deles se é que há problema porque não há. Sorria da incapacidade dos que nos governaram e se vergam a uma UE e Eurogrupo, cujo presidente é holandês e que já afirmou que a dívida da Holanda é muito superior à da Grécia e no entanto ouve-se alguma coisa? Não, pois não. Já me esquecia que foi na Holanda que se formou o afamado Grupo Bidelberg que para quem não sabe põe e dispõe de todos nós.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 30.01.2016 às 15:54

Os "verdes" nunca se queixaram? Ora pois. Mas porque é que haviam de se queixar se, nada valendo em termos eleitorais, conseguem sempre "eleger" um "grupo parlamentar" à boleia de um partido-canguru que lhes propicia a bolsa marsupial?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.01.2016 às 22:54

Discuta assuntos sérios e deixe os verdes.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 31.01.2016 às 12:07

Os "verdes" não são sérios? Bem me parecia.
Sem imagem de perfil

De am a 29.01.2016 às 21:38

Ainda não ouvimos um debate entre os Verdes e deputado dos animais!

Pra quando?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.01.2016 às 21:41

Fauna & flora. Deve ser um debate interessante.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D