Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sortilégios

por Ana Vidal, em 17.02.14

 

Hoje subi à Pena. A serra está esplendorosamente verde, nebulosa e encharcada como nunca. Tudo cheira a terra e a primórdios. Escorrem mistérios de cada pedra, entre musgos e líquens. Seria capaz de jurar que ouvi, ao longe, uma cavalgada de valquírias ao som de Wagner. Assim que consegui livrar-me do encantamento dos sentidos desci depressa, quase de fugida, antes que me nascessem membranas entre os dedos ou me transformasse em árvore como uma Daphne tardia. Mas vim de lá revigorada, conciliada com o mundo. É bom viver na Atlântida.

Tags:


14 comentários

Sem imagem de perfil

De da Maia a 17.02.2014 às 20:29

... eh eh eh!
Sem imagem de perfil

De Vai dar banho ao c......o! a 17.02.2014 às 20:50

Valha-nos Nossa Senhora do Alzheimer.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 17.02.2014 às 21:39

As melhoras.
Imagem de perfil

De Manuel a 17.02.2014 às 21:59

Há gente que vive nesse ambiente e não dá nada por ele, mas fica fascinado quando vai à floresta de betão. Seja qual for o caso, nunca vi, nem sequer ouvi relatos de mutações fisiológicas.
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 18.02.2014 às 22:35

A sério? Que estranho, são tão comuns...
Imagem de perfil

De Teresa Ribeiro a 17.02.2014 às 22:45

Fiquei esplendorosamente verde... de inveja :)
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 18.02.2014 às 22:37

Vem cá ter comigo um dia destes e vamos as duas ouvir as valquírias. E prometo que fugimos antes de ficares verde definitivamente. :-)
Sem imagem de perfil

De Vento a 18.02.2014 às 11:47

Nãoãoãoãoãoãoão, doce Daphne, nãoãoãoãoão. Desta vez não permitirei que sejais transformada num loureiro.
Nãoãoãoãoão, não me contentarei com vossas folhas coroando minha cabeça. Antes um par de cornos de veado, que são belos, mas pesados. Mas também não os quero, nãoãoãoão, não os quero!

Aqui estou eu, Apolo, descido dos céus com a força de minha cavalaria para mandar chumbo em quem se atravessar em meu caminho impedindo-me que vos resgate definitivamente.
Aqui venho eu, doce Daphne, ao som das valquírias:

http://www.youtube.com/watch?v=yRaPV1b-KOs

P.S. Sabei, doce Daphne, que investi todo o meu orçamento no vosso resgate. Por favor, não me desprezeis! Se o fizerdes, o futuro é a ruína e o desalento. Óóóóóóó..., não o façais!
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 18.02.2014 às 22:46

Mas, caríssimo Apolo, se foi exactamente por vossa causa que Daphne se transformou em árvore... o melhor é aparecerdes como Vento, é o melhor conselho que posso dar-vos. :-)

Obrigada pelas valquírias, sempre electrizantes mesmo em versão alada.
Sem imagem de perfil

De Vento a 19.02.2014 às 12:02

Ó minha doce Inha,

a Daphne transformou-se em loureiro pelo pai dela. E sim, como acertei com uma seta de chumbo nela, ao invés da de ouro, provoquei-lhe ainda mais dores naquele coraçãozito.
Por isto mesmo agora queria acertar em todos, com chumbo, menos nela. É que andei estes séculos todos a treinar. Desta vez vai ouro para vós, Daphne, e também uma dourada Ventania que vos arrepanhará (será que há esta palavra?)a pele.
Óóóóóóóóóóóóóó......
Imagem de perfil

De Ana Vidal a 03.03.2014 às 14:47

Coitada da Daphne, entre dois ditadorzinhos: o pai e o Apolo. :-)
Sem imagem de perfil

De Dinis Lameira a 03.03.2014 às 11:08

O monte da lua... Que saudades...

:)

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D