Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sorolla em Lisboa

por Diogo Noivo, em 07.01.19

Joaquín Sorolla (1863-1923) é um nome maior da pintura espanhola, celebrizado pela reprodução magistral da luz nas praias mediterrânicas. A luminosidade, na sua infinita complexidade, e os reflexos tortuosos do brilho são retratados com uma qualidade fotográfica que não se limita ao real e apela à imaginação.

sorolla.jpg

Corriendo por la playa (Valência, 1908)

 

São igualmente admiráveis os retratos por ele traçados, uns por agradecimento a mecenas, outros por curiosidade, e outros por profunda ternura e amor – Clotilde García del Castillo, mulher de Sorolla, é uma constante nas várias fases do trabalho do pintor. Ficou para a História o retrato de D. Alfonso XIII, pintado ao ar livre na lindíssima Granja de San Ildefonso, na província de Segóvia. O monarca não é de boa memória – cedeu o passo a Primo de Rivera e enterrou o regime da Restauración –, mas o quadro é dos mais emblemáticos da época.

Alfonso XIII.png

Retrato del Rey Don Alfonso XIII con el uniforme de husares de Pavía (Segóvia, 1907) e fotografia do processo de pintura.

 

Não tenho especial sensibilidade ou apetência por artes plásticas, mas o fascínio pela obra de Sorolla já me fez correr meia Espanha e, naturalmente, levou-me ao Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa, à exposição “Terra Adentro”, a primeira monográfica do pintor em Portugal. O acervo exposto é menos célebre, porque mais telúrico. É, ainda assim, uma mostra a não perder: está bem organizada, a escolha das obras é cuidada e inteligente. Permite conhecer algumas das fases do prolífico Sorolla, pintor inexplicavelmente desconhecido por estas paragens.

IMG_20181208_144838.jpg

IMG_20181208_145515.jpg

(os quadros são notáveis, o fotógrafo é que nem por isso)

 

Para saber mais sobre Sorolla e sobre esta monográfica, que pode ser visitada até ao dia 31 de Março, recomendo a leitura deste artigo no Público e de este outro no Babélia, o suplemento cultural do jornal El País, escrito por Antonio Muñoz Molina.

 

Post Scriptum – lamento a demissão da direcção do Museu Nacional de Arte Antiga, cujo desempenho foi francamente positivo. A direcção cessante não pedia mais dinheiro, apenas mais autonomia. Parece que o Governo de turno, que se arroga o direito de definir o que é civilização e cultura, pretende dar continuidade a lógica omnipresente e omnipotente (e fortemente subsidiada) da gestão centralizada.


12 comentários

Sem imagem de perfil

De luis eme a 07.01.2019 às 10:01

(ele não se vai demitir. Acaba a comissão de serviço e sai...)
Imagem de perfil

De Diogo Noivo a 07.01.2019 às 11:01

Tem toda a razão, Luís. Falha minha. Eles (director e director-adjunto) manifestaram, de forma pública e sonora, a sua absoluta indisponibilidade para serem reconduzidos em funções (que desempenharam de forma francamente positiva) por se encontrarem em profundo desacordo com a política do Governo para os museus.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 07.01.2019 às 10:22

A minha mulher já me recomendou esta exposição. Mas confesso que este tipo de pintura, deveras antiquada, me desagrada.
Imagem de perfil

De Diogo Noivo a 07.01.2019 às 11:02

Não tenho o prazer de conhecer a sua mulher. Creio, contudo, que não errarei se disser que (i) é uma santa e (ii) tem bom gosto para as artes.
Imagem de perfil

De jpt a 07.01.2019 às 11:38

Sobre ii) nada avanço, não ponho em causa mas não será uma opinião avulsa que me permitirá uma opinião taxativa. Agora sobre i)? Estou completamente de acordo ...
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 07.01.2019 às 13:17

A primeira pintura parece muito boa, as cores e iluminação.Ok a partir de um .jpg de baixa resolução num ecran de computador...
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 07.01.2019 às 18:28

Obrigado pelo postal
Imagem de perfil

De Diogo Noivo a 08.01.2019 às 01:18

Às ordens. Se puder visite o MNAA.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.01.2019 às 21:44

Descobri Sorolla em Madrid aquando de recente estadia e, vivamente recomendo uma visita à sua Casa Museu, onde além das pinturas poderão também ser admirados os belos frescos da sua autoria aplicados nas paredes da sala de jantar, assim como o pátio Andaluz e os jardins com esculturas da autoria da filha de Sorolla, assim como um variado acervo de elevado valor artístico. Fica na General Martinez Campos,37 com entradas livres aos Sábados e Domingos das 14:00 / 20:00. Está fechado às 2as. feiras.
Imagem de perfil

De Diogo Noivo a 08.01.2019 às 01:19

Boa forma de tomar conhecimento do trabalho de Sorolla. Confirmo que vale a pena a visita.
Imagem de perfil

De Sarin a 08.01.2019 às 00:17

Texto interessante e boas ilustrações: um bonito postal.


Diogo, peço desculpa pela pergunta fora de contexto, mas como nem sempre tenho disponibilidade para acompanhar o DO aproveito o aqui e agora para tentar saber se já terá publicado o episódio 5 da mochila etíope.
Imagem de perfil

De Diogo Noivo a 08.01.2019 às 01:23

Obrigado, Sarin. Quanto ao último postal da série sobre a Etiópia: está pendurado - outros textos para outras plataformas e publicações têm assumido prioridade. Mas não está esquecido. Agradeço o seu interesse.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D