Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Solidariedade muito selectiva

por Pedro Correia, em 23.11.19

mw-860[1].jpg

 

A propósito da indignação que ontem aqui expressei pela recusa da Assembleia da República em exprimir solidariedade a Bernardo Silva, jogador titular da selecção nacional injustamente acusado de práticas racistas pela Federação Inglesa de Futebol, recordo alguns votos solidários que o mesmo órgão institucional aprovou num passado nada distante:

- Solidariedade com a operária corticeira Cristina Tavares:

- Solidariedade com os presos políticos sahrauis;

- Solidariedade com os presos políticos palestinos;

- Solidariedade com Cuba, exigindo o fim do bloqueio comercial;

- Solidariedade com a "comunidade trans".

Para que os leitores ajuízem do contraste. Como se os deputados, em vez de representarem todos os portugueses nos termos em que a Constituição da República determina, representassem só alguns.

Azar do Bernardo, não ser operário corticeiro nem membro da "comunidade trans".


18 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.11.2019 às 11:19

Repugnante.



JSP
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 23.11.2019 às 12:46

Se a operária Cristina tivesse sido despedida por um empresário de etnia cigana, de que lado ficava o BE?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.11.2019 às 16:30

Se a Cristina fosse o operário Cristiano homem despedido por uma mulher de que lado ficaria o BE?


lucklucky
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 23.11.2019 às 12:52

Não deixa de ser curioso como mais vozes (até vozes capazes) vieram em defesa do cr7 no caso Mayorga do que neste.
O delito de opinião (neste caso nem opinião era) é tão desvalorizado...
O mais interessante na pena é o curso que é obrigado a tirar. Relembra campos de reeducação. Ou o Laranja Mecânica.
Já esteve mais longe o dia em que o Parlamento seja obrigado a pedir desculpas àJoacine, em nome do país, pelos crimes contra os seus antepassados.
Imagem de perfil

De Paulo Sousa a 23.11.2019 às 13:29

E também o apoio que veio até do papagaio grande, ao caso da menina Mayorga vs CR7.
Esse será o caso mais comparável e mesmo assim não deixa de ser o poder legislativo a meter o bedelho no poder judicial de outros países.
Continuo a achar que tinham outras coisas melhores para fazer.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.11.2019 às 16:58

A federação inglesa de futebol não é "poder judicial", Paulo.
Ainda não, creio.
Imagem de perfil

De Paulo Sousa a 24.11.2019 às 05:25

Referia-me ao caso da menina Mayorga. Essa era judicial de facto.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.11.2019 às 18:46

Não me lembro de o parlamento se ter pronunciado sobre isso. A menos que a tal menina fosse moradora na Faixa de Gaza.
Imagem de perfil

De Paulo Sousa a 24.11.2019 às 21:31

Sim é verdade, a tomada de posição foi do presidente, por não ter nada de mais importante para fazer, e não do parlamento.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.11.2019 às 21:45

O parlamento tem, de facto, coisas muito mais importantes a tratar. Como solidarizar-se com o povo palestino e o povo boliviano e o povo saharui (mas não com o povo cubano nem com o povo iraniano nem com o povo venezuelano nem com o povo norte-coreano nem com os estudantes que lutam pela democracia em Hong Kong).
Sem imagem de perfil

De Manel a 23.11.2019 às 15:05

"Azar do Bernardo, não ser operário corticeiro nem membro da "comunidade trans"."
Se eles fosse gay outro galo lhe cantaria.
Sem imagem de perfil

De V. a 23.11.2019 às 17:42

there's a joke lurking in there somewhere
Imagem de perfil

De Pedro Oliveira a 23.11.2019 às 15:22

Pedro,
Penso, tenho a certeza, que a assembleia da república tem temas mais pertinentes para apreciar e debater que aqueles que referes.
Solidariedade com Bernardo Silva?
Bernardo como todos nós tem de compreender a dimensão do privado e do público.
Se tivesse enviado um "e-mail" ao Mendy com o mesmo conteúdo era um assunto entre os dois.
Ao enviar o "e-mail" (no sentido figurado) para um milhão de seguidores do "twitter" colocou-se à mercê dos novos inquisidores do politicamente correcto.
Agora o que é aqui discutível é o castigo profissional de uma atitude tomada no âmbito da (falta de) cidadania.
Se Bernardo Silva e Mendy fossem varredores da câmara de Setúbal faria sentido a câmara suspender Bernardo, um dia sem poder varrer, por um twitter enviado fora do horário de trabalho, mais uma multa de 50 000 euros?
Agora um assunto que não abordas e que se deveria levar até às últimas consequências é que se o PS considera Bernardo Silva racista o jogador poderá continuar a representar a selecção nacional.
A bola está do lado do PS que na minha opinião terá de tomar uma posição inequívoca sobre isto.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.11.2019 às 17:00

Espera sentado, Pedro.
O combate ao racismo, com ou sem aspas, só acontece quando dá jeito.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.11.2019 às 15:26

Nunca participou nos acampamentos da encenadora virtual, catarina........

São mesmo hipócritas e nazistas/comunistas do piorio .....

A.Vieira
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 23.11.2019 às 16:09

Tem toda a razão.

E quando perceberem que ninguém escapa ao absurdo persecutório e não há puros, será tarde demais. Já terão sacrificado uns tantos de fomentado a pior das reacções.
Sem imagem de perfil

De Forrest, Forrest Gump! a 23.11.2019 às 19:24

E depois ficam admirados quando o Ventura duplica as intenções de voto. Acho que as pessoas têm de começar a ser devidamente informadas... por jornalistas isentos. Vejam aquela do aproveitamento político do Ventura na manifestação dos polícias... então o homem aproveitou-se? O homem apenas veio apoiar e solidarizar com um tema e com uma comunidade, cumprindo com a sua linha de atuação. Os polícias sempre foram uma das suas bandeiras... nunca os diminuiu, nunca os ofendeu. E apenas falou porque milhares lhe pediram para falar.
Aproveitamento é o bloco de esquerda, que veio mostrar o seu apoio, mas que no fundo deviam ter vergonha de tanta hipocrisia. Quer dizer... à um ano o mamadou ba veio ofender os polícias e a polícia e ninguém do bloco veio publicamente reprovar aquelas tristes declarações... e agora vêm dar apoio à manifestação, tentar convencer os desgraçados que gostam muito deles.
É isto que temos... o politicamente correto de esquerda, enraizando-se no mundo à dez anos e só agora é que as pessoas começam a dar fé da pancada.
Perfil Facebook

De António Vaz a 23.11.2019 às 22:29

Há sempre quem durma bem depois de defender em blogues proto-puritanos, o habitual caldo de legalidades constitucionais, regras de jogo democráticas, silenciamento de vítimas perante as aberrações de evidentes génios e demais causas com ecos no passado, a partir dos cataventos políticos e ao serviço de uma anterior ordem supostamente superior e, até acabe a descobrir que um indivíduo que não cumpriu as regras a que ele era obrigado – e que não, nunca o ouvi a reclamar delas/contra elas! Apenas o li a lamentar o que tinha feito, no que interessava de facto – é apresentado, se não como (mais) um verdadeiro exemplo de vítima, pelo menos de vítima igual à Cristina Tavares (embora esta nem tenha lamentado nada de nada)!
Eu até poderia dizer que o “politicamente incorrecto” anda desnorteado mas, em abono da verdade, isso é uma impossibilidade: isso seria dizer que “ele”, “Era uma vez”, até foi norteado… e para isso teria de dizer que, se ele alguma vez até teve um Norte, ele apenas se situou exactamente lá para o Norte, para os polos arianos que, ao longo da História, vão descobrindo arianismos e necessidades políticas de, a qualquer custo, os manterem como tal.
Claro, o CDS reduzido a 5 deputados, precisa de erguer moinhos contra os quixotes do IL e do Chega e até se tem destacado como o verdadeiro Quixote… não sei é se não vem um pouco atrasado…

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D