Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sobre Rosado Fernandes

por Bandeira, em 14.05.18

Na hora da sua morte, Rosado Fernandes vem sendo referido sobretudo como “fundador da CAP”. É certo que o foi e que cada época tem as suas prioridades. Também o epitáfio no túmulo de Ésquilo gloriava o grande dramaturgo apenas enquanto ex-combatente em Maratona. E no entanto, sei que ninguém levará a mal se eu evocar aqui Rosado Fernandes, o classicista, porque é enquanto tal que a muitos de nós vai fazer falta.

Autoria e outros dados (tags, etc)


21 comentários

Sem imagem de perfil

De António a 14.05.2018 às 16:03

Lamento saber do falecimento de Rosado Fernandes. Não lhe conhecia a faceta classicista, mas a CAP que ele fundou foi a entidade que se interpôs, corajosamente e com grandes riscos físicos, ao PCP e à roubalheira descarada que foi a “reforma agrária”. Só por isso merece lugar de honra na memória dos verdadeiros democratas.
Sem imagem de perfil

De Manel a 14.05.2018 às 16:26

"Só por isso merece lugar de honra na memória dos verdadeiros democratas." Ou o contrário, depende do ponto de vista. Como sabe bem, existem muitos cidadãos que na classificação do Snr António serão falsos democratas. Daí a polémica.
Sem imagem de perfil

De António a 14.05.2018 às 19:24

Polémica?
Sem imagem de perfil

De Josefa a 14.05.2018 às 22:25

Unanimidade?
Imagem de perfil

De Bandeira a 15.05.2018 às 09:33

A faceta das barricadas é a que vem sendo mais citada. Eu apenas quis lembrar que Rosado, como os romanos, também tinha a faceta das pontes.
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 14.05.2018 às 16:13

Li André de Resende através de Rosado Fernandes!! Plínio, no campo português, entre serras, por Rosado Fernandes. E muito e mais.
Obrigado Prof. Rosado Fernandes!!
Imagem de perfil

De Bandeira a 15.05.2018 às 09:17

O Tucídides que aqui tenho em português, edição da Gulbenkian, foi traduzido do grego original por ele. Só isso já não seria coisa pouca.
Sem imagem de perfil

De passante a 15.05.2018 às 09:36

Vinha agradecer o post eminentemente civilizado, e levo esta nota sobre um dos meus livros favoritos de oferta ;-)

Obrigado duas vezes.
Imagem de perfil

De Bandeira a 15.05.2018 às 09:40

Quem agradece sou eu, passante. :-)
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 15.05.2018 às 14:55

Um grande bem haja, a todos!!
Imagem de perfil

De Sarin a 14.05.2018 às 16:22

Curiosamente, prefiro recordá-lo como classicista. Um dos Grandes.
Imagem de perfil

De Bandeira a 15.05.2018 às 09:17

Plenamente de acordo, Sarin.
Sem imagem de perfil

De Meister Von Kälhau a 14.05.2018 às 16:22

"Não sou um anticomunista primário. Sou um anticomunista universitário"

https://www.wook.pt/livro/memorias-de-um-rustico-erudito-raul-miguel-rosado-fernandes/187249

Rouba-se tanto, em Portugal, e fala-se tão pouco de casos reais de vigarice e roubalheira quando o roubo é perpetrado por quem tem gorda influência!
Neste livro, contra a corrente dominante, o autor faz isso mesmo: conta um episódio verídico, vivido por um seu amigo, o Parvo, que, preso numa traiçoeira rede tecida por burlões de alta estirpe, pode afinal legitimamente considerar-se vítima da esperteza de um sistema político, judicial e financeiro que cuida dos poderosos e abandona ou saqueia os que de seu apenas têm a capacidade de trabalhar.

https://www.wook.pt/livro/o-diabo-o-banqueiro-e-o-parvo-r-m-rosado-fernandes/15021606
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 14.05.2018 às 16:57

Muito bem, Zé. Muito bem.
Imagem de perfil

De Bandeira a 15.05.2018 às 09:19

Obrigado, Pedro. Um abraço
Imagem de perfil

De João Pedro Pimenta a 14.05.2018 às 22:15

Muito bem lembrado. Para além de ser um académico, um classicista e um homem fortemente ligado à agricultura (características que raramente combinam, mas cuja combinação nem é descabida), Rosado Fernandes deixou-nos também um conjunto de episódios picarescos, reveladores de uma personalidade forte e original. Alguns estão nas suas "Memórias de um Rústico Erudito", que o nosso comentador Von Calhau também traz à baila. Recordo-me sobretudo de o ver vestido de romano, fazendo de improviso um discurso em latim num programa apresentado unicamente por mulheres, de reagir ao estalo a uma acusação infame de um eurodeputado dinamarquês, e da revelação sobre a verdadeira última frase de Sidónio Pais ao morrer (o avo de Rosado estava lá).
E também defendeu o Marquês de Pombal no concurso dos Grandes Portugueses.
Sem imagem de perfil

De Costa a 15.05.2018 às 00:42

Memórias de um Rústico Erudito. A reler. Pena lá regressar por este pretexto.

Costa

Imagem de perfil

De Bandeira a 15.05.2018 às 09:23

Não vi o desempenho dele como orador romano, mas deixou-me com água na boca...
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 15.05.2018 às 21:11

"um classicista e um homem fortemente ligado à agricultura (características que raramente combinam, mas cuja combinação nem é descabida)"

O fanatismo político,social é que rejeita o mundo físico. Implicaria para eles reconhecer outro Poder.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.05.2018 às 10:39

Um grande Homem, cuja vida honra a terra onde nasceu.
R.I.P, Professor.


JSP
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 16.05.2018 às 05:04

Também aprecio o seu testemunho.
Eu que devo a Helena Rocha Pereira os saberes de gregos e troianos e descendentes como os do Café do Euclides.Quando porá estes em livro?
Um abraço estimado Bandeira.
Ainda não consegui ir ao Rissol em horário laboral,no Sábado de glorificação
Portista estava fechado.
Tiudózio

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D