Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Só se estragava uma casa

por Diogo Noivo, em 22.03.17

O Ministro que comparou a concertação social a uma "feira de gado" considera infeliz que o presidente do Eurogrupo tenha caracterizado os países do sul como gastadores em "mulheres e álcool". Nascemos para sofrer.

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Costa a 22.03.2017 às 00:00

Mas, evidentemente, o geringonçal ministro manteve todas as condições para continuar no cargo. Nascemos mesmo para sofrer.

Costa
Sem imagem de perfil

De Einstürzende Neubauten a 22.03.2017 às 09:24

Sobre Jeroen Dijsselbloem, nem uma palavrinha! O Costa decerto pensa o mesmo. (se quiser aprender alguma coia sobre a Embraer leia o que lhe deitei por aí)

Neubauten

Sem imagem de perfil

De Costa a 22.03.2017 às 16:04

Sobre Dijsselbloem, então e como você quer: a acreditar na tradução disponibilizada pelo Expresso (insuspeito, creio, de representar uma força ultra-liberal, da direita dos interesses e lacaio da Sra. Merkel), que só agora infelizmente vejo e que tem o mérito de contextualizar a coisa - o que é, a maior parte das vezes, uma chatice... - terá sido isto o que o homem disse:

"(...) Como social-democrata, considero a solidariedade da maior importância. Porém, quem a exige também tem obrigações. Eu não posso gastar o meu dinheiro todo em aguardente e mulheres e pedir-lhe de seguida a sua ajuda. Este princípio é válido a nível pessoal, local, nacional e até a nível europeu", (...)". Ver mais no "link" abaixo,

http://expresso.sapo.pt/internacional/2017-03-22-O-que-disse-exatamente-Jeroen-Dijsselbloem

Sustente-se, como já pude ouvir, que o homem está incomodado com o facto de Portugal (e Espanha) ter escapado com apenas uma espécie de pena suspensa a uma aplicação de sanções que a letra (e com toda a probabilidade) o espírito da legislação aplicável mandava aplicar. E os últimos a poder vociferar quanto ao assunto serão os nossos políticos (e sim, bem sei, os de pelo menos duas ou três das cores políticas mais relevantes; com generosa relevância para a presentemente de turno).

Admita-se como infeliz, de facto, a analogia invocada. Que afinal até foi cuidadosamente enquadrada como tal: a invocação de uma hipotética circunstância da vida pessoal, assaz verosímil, goste-se ou não da ideia, e passível de, "mutatis mutandis", ser transposta a níveis sucessivamente mais vastos, até ao de país. Mas, sim, admita-se a infelicidade, até mau gosto, do exemplo, atendendo ao momento e ao cargo de quem as proferiu.

Mas vir, a propósito disto - e veja-se como é bem mais moderada, até ver pelo menos, a reacção oficial espanhola -, gritar "ó da guarda" que é xenófobo, racista, sexista e sei lá que mais, é puro e baixo, muito baixo, rasca mesmo, oportunismo político.

Servido copiosamente a um auditório que de leituras se fica pelo noticiário de futebol e novelas. Que convém vá ficando assim, para que tudo funcione como pretendido. E funciona.

Temos então os governantes que merecemos, está visto.

Costa

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D