Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Face a alguma comoção gerada nas últimas horas relativamente aos critérios de atribuição de determinadas honras académicas, relembro  que o Lula é Honoris Causa pela mesma Universidade de Coimbra em que Boaventura Sousa Santos é Catedrático Jubilado da Faculdade de Economia.

lula honoris.jpg


17 comentários

Sem imagem de perfil

De Algarvio a 21.03.2016 às 11:49

Mais parece um desfile de carnaval
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 21.03.2016 às 12:15

Parece a capa do Sergeant Pepper's Lonely Hearts Club Band.
Sem imagem de perfil

De ariam a 21.03.2016 às 12:45

"critérios"... cada vez mais subjetivos e, nem vale a pena acrescentar mais nada...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.03.2016 às 12:51

Em caso de honrarias têm de ser mesmo subjectivos. Qual é o problema com a subjectividade?
Sem imagem de perfil

De ariam a 21.03.2016 às 17:34

"Honrarias", ou como lhe quiser chamar, tem a ver com valor, não com interesses de minorias, sejam grupos ou "grupinhos" e, realmente, se não percebe, a diferença entre um Lula, um Einstein ou de alguém que, por uma ação ou pelo seu percurso de vida, contribua, comprovadamente, para o bem da Sociedade Em Geral, daqui a nada, com tanta subjetividade, entrega-se um louvor, uma taça ou uma medalha, ao motorista da Carris que consiga chegar a horas, cumprindo o horário estabelecido e não nos faça "secar" à espera do autocarro. Podia dar outros exemplos mas, como hoje, até consegui apanhar "uma molha" enquanto "secava" à espera do autocarro, se calhar, na sua perspetiva e se não há problema na subjetividade, eu até merecia uma medalha, conseguir, simultaneamente, secar, molhar-me e, quem sabe, apanhar uma gripe ;)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.03.2016 às 21:33

" tem a ver com valor," Quem o define? Terão de ser grupos e grupinhos (ou .. Nosso Senhor para quem acreditar).
"eu até merecia uma medalha," bem, o problema está em encontrar um grupo ou grupinho que lha conceda. Eu acho que vai ter muita dificuldade em encontrar. Não é tão fácil como pensa.
A avaliação de uma obra de arte é sempre subjectiva. Mesmo assim é muito difícil chegar a Chopin ou a Toulouse-Lautrec,ou Goethe. E de uma obra no campo da Ciência? E da política? Por que critérios objectivos chegaram até aos nossos dias os nomes de Jesus Cristo e de Buda?
Sem imagem de perfil

De ariam a 21.03.2016 às 23:31

Eu não me importo de repetir:
"...se não percebe, a diferença entre um Lula, um Einstein ou de alguém que, por uma ação ou pelo seu percurso de vida, contribua, comprovadamente, para o bem da Sociedade Em Geral"
Nunca esquecendo que, o maior problema das "Honrarias", estará naquelas que são dadas, por aqueles que são subsidiados pelos contribuintes, porque é dessas que estamos a falar, não das que são dadas por organismos privados ou particulares. Porquê? Para não haver qualquer dúvida, para aqueles que só servem para pagar, porque, uma grande parte dessas tais "honrarias", já começa a parecer mais, andarem, à vez, na troca de "galhardetes" ou a "adoçar a boca" uns aos outros, acabando por desprestigiar quem, realmente, as mereceu.
Depois vem com arte, religião... já agora não se esqueça das Confrarias, como a dos nabos que fazem a promoção dos grelos de nabo, aí, só é sócio e paga quem quer, podem usar e abusar da subjetividade e até oferecer um grelo de ouro, ao maior nabo lá da terra.
Sem imagem de perfil

De V. a 21.03.2016 às 13:37

A trajectória de Portugal tem sido errada desde o mapa cor-de-rosa com as suas ligações preferenciais a um mundo de gente corrupta e a um afastamento do eixo norte-atlântico eticamente mais saudável. Essas permanentes ligações fazem de Portugal um país de 2ª categoria se não mesmo de 3ª que só se aproxima do mundo desenvolvido quando copia (ao invés de um período mais recente em que produzia inovação no seu interior) e copia mal, porque quer copiar os resultados mas não percebe que o que é necessário são os fundamentos.

Infelizmente, temos uma população mal informada que não consegue ter percepção de si e do seu lugar na história —até a direita (a que não pertenço, é demasiado estúpida e persiste neste mesmos erros)— e que defendem coisas erradas. Quem via Sócrates sabia o que ele é — porque votaram nele? Estupidez natural, presumo. Enquanto assim for não esperem grandes melhorias.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.03.2016 às 13:44

E... Que tem o Boaventura a ver com Lula? Quando foi atribuído o Honoris Causa ao Lula que sabia a UC dos devaneios do Lula? Para relativizarmos a importância das coisas, acabe-se com os Honoris Causa porque afinal já ninguém sabe quem é quem. É
o mundo que teimamos em querer construir, mas insistimos em destruir.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.03.2016 às 17:42

O polvo é o mesmo.
E os tentáculos chegam a todo o lado.
Enquanto houver vento e partidos...
a malta não vai parar.

João de Brito
Sem imagem de perfil

De AntónioF a 21.03.2016 às 18:12

Como imagina, Caro Rui Rocha, a UC terá muitos catedráticos.
Tem o professor que referiu assim como também tem o Professor Calvão da Silva, ministro do último governo PàF e docente da Faculdade que atribuiu o título ao ex-presidente brasileiro, ao invés do professor que refere.

Apelo, caro Rui, ao rigor dos seus textos, bitaites lêem-se em qualquer lado e eu não estou habituado a lê-los aqui!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.03.2016 às 21:25

Pois, até eu fui catedrático (agora aposentado) da Universidade de Coimbra.
Sem imagem de perfil

De ariam a 21.03.2016 às 22:16

Num outro poste do Rui Rocha em 04/03/2016 -Outro argumento irrefutável-, respondi a um outro comentário que, no fundo, era como o seu e, se ele queria que o Rui mudasse os textos, por uma questão de "gosto", o seu é "pelos bitaites" mas, no fundo, só vejo a mesma tendência, de todos os outros que até usam a nova tática do "politicamente correto" ou qualquer outra desculpa que se resume, a uma tentativa de controlar a liberdade de expressão porque, quem quiser, lê ou ouve e, quem não quiser debater o assunto, ou não gostar, segue em frente.

Curiosamente, esta nova moda, não é por acaso e será uma das coisas mais perigosas que, se andam a passar em vários países mas, neste caminho para um Governo Global Totalitário, é muito desejada por quem controla o dinheiro a nível Global, onde o 1% consegue controlar os outros 99%.
Com tantos a cair nesta nova armadilha, de quererem controlar o que os outros escrevem, nem vão precisar de policiar "as ovelhas", haverá os que, assumirão a função e, inventarão qualquer desculpa para tentar "encarreirar" os outros, distribuindo os "carimbos" que lhes apetecer ou meros conselhos que vão acabar por conseguir abafar, todas as opiniões divergentes ou conteúdos, até que todos sejam meras cópias, uns dos outros.

É uma receita muito antiga, só que agora, com a ajuda da tecnologia, já não são os antigos "bufos" da Pide num só País, passamos a ter um policiamento a nível Global. Isto não é exagero, já há quem seja castigado por uns dias ou cortado do Facebook, multado ou preso na Alemanha por, apenas dizer que não concorda com alguma coisa e, até já chegámos ao ponto, dos migrantes poderem violar e não serem presos mas, se uma rapariga usar gás pimenta para se defender, poder acabar na prisão. O Mundo parece andar, a ficar do avesso.
Basta olhar para todos estes sinais, alguns deles, de aspeto inocente mas, em número suficiente, para ver onde isto irá acabar.

Tantos sofreram e foram presos para poder haver liberdade de expressão, para agora, nem sequer, voltar ao mesmo mas, para ficar bem pior.
Será que estão a estupidificar tanto as pessoas que, elas, nem sequer reparam que andam a colaborar no seu próprio enclausuramento mental? O Dinheiro, é assunto resolvido, a grilheta está posta, agora, só falta, mesmo, pôr todos a pensar da mesma maneira e a balir a uma só voz.
Sem imagem de perfil

De AntónioF a 22.03.2016 às 09:10

Cara ariam,
o apelo que faço é unicamente ao rigor do autor do 'post'.
Ponto final parágrafo!
Qual é o interesse do Rui em querer associar um professor catedrático da Faculdade de Economia da UC, como compreenderá não é um professor qualquer mas sim alguém que gera anticorpos em alguma pseudo-intelectualóide lisboeta, a um evento académico organizado pela Faculdade de Direito da UC em que o protagonista é aquele que, actualmente, é alvo de uma grande atenção mediática?
Terá o rigor, a que apelo ao autor do 'post', a haver com aquilo que escreve, ou é precisamente o contrário?
Sem imagem de perfil

De ariam a 22.03.2016 às 15:11

"o apelo que faço é unicamente ao rigor do autor do 'post'.
Ponto final parágrafo!"
Não é a mesma coisa, se acrescentar:
"bitaites lêem-se em qualquer lado e eu não estou habituado a lê-los aqui!"
Devia ter ficado, no apelo ao rigor (ótimo como argumento) mas, me desculpe, o resto não se assemelha a um "Ponto final parágrafo" mas, até sei como é difícil, saber onde parar, naquele preciso momento, onde começa a liberdade alheia, no entanto, por experiência própria, é um bom exercício, a nível pessoal... não pense que, por vezes, para mim, seja fácil, resistir à tentação ;)

Devia ser algo tão natural como respirar, no entanto, andamos, novamente, numa fase de retrocesso. De qualquer modo, só assim, podemos ensinar os mais novos, através do exemplo e, será uma autêntica perda de tempo, tentar ensinar alguma coisa só com conversa e palavras vãs. Depois, ainda culpam os filhos e, alguns, até chegam ao ponto de os levar ao psicólogo. ;) Parece tolice acrescentar este ponto da educação mas, a maioria dos problemas atuais, têm tudo a ver com aquelas pequenas coisas que, ao longo de décadas, se vão descurando.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 22.03.2016 às 15:28

Alguém que fala em rigor quando fala de Boaventura Sousa Santos?
Sem imagem de perfil

De Maria a 23.03.2016 às 01:08

Muito bem observado. Adorei!

Valha-nos o seu humor.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D