Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Separados à nascença?

por João Sousa, em 13.05.19

berardo_joker.jpg


17 comentários

Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 13.05.2019 às 21:39

"O que não nos mata torna-nos...mais estranhos"

Joe Berardo, aka Joker
Imagem de perfil

De João Sousa a 14.05.2019 às 15:50

"Tentei ajudar os bancos."

Joker, aka Joe Berardo
Sem imagem de perfil

De xico a 13.05.2019 às 21:59

Já o Robin estava sentado no parlamento a fingir-se homenzinho e o Batman sabe mais do que diz… Uma grande farsa.
Imagem de perfil

De João Sousa a 14.05.2019 às 15:51

E o comissário Gordon a fazer de conta que policia aquela gente.
Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 13.05.2019 às 22:09

nop. o da direita é o que é.
o outro. é uma coisa em forma de.
Imagem de perfil

De João Sousa a 14.05.2019 às 15:53

Cristina: aguarde a indignação das coisas em forma de por se verem assim comparadas a tão ilustre personagem...
Sem imagem de perfil

De Cristina M. a 14.05.2019 às 17:08

aguardo, então.
Sem imagem de perfil

De V. a 13.05.2019 às 22:45

O verdadeiro problema é que nunca estiveram separados — Sócrates e os seus esbirros (ainda estão lá todos) é que fingiram que não viram a semelhança.
Imagem de perfil

De João Sousa a 14.05.2019 às 16:00

Estão lá quase todos: só lhes falta o Vara, que está em retiro espiritual.
Imagem de perfil

De Corvo a 13.05.2019 às 22:59

Melhor era impossível!
Só que um faz um papel fora da sua pele, e outro faz o papel de dentro da sua pele.
Imagem de perfil

De João Sousa a 14.05.2019 às 16:05

Berardo sempre mostrou, como diria o slogan publicitário, sentir-se muito bem na sua pele.
Sem imagem de perfil

De Vento a 14.05.2019 às 10:01

Muito bem caçada.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 14.05.2019 às 18:10

Mistura repugnante de chico-espertismo e boçalidade alvar : um dos palhaços (ricos) do regime.
Tudo ao "mais alto nível" político.
E "eles" lá continuam...
Ficamos mal, muito mal, no retrato, enquanto Povo..


JSP
Imagem de perfil

De João Sousa a 15.05.2019 às 09:39

O Povo, entidade abstracta e com conotação quase bucólica, enfia o nariz do carro num cruzamento sem prioridade para entrar à pressão e guarda o lugar nas caixas dos supermercados deixando as compras no tapete enquanto vai buscar mais algumas coisas de que "se esqueceu". É a mesma chico-espertice - na dimensão que lhe é possível.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D