Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Senso comum

por Pedro Correia, em 08.07.15

Vital Moreira escreve  aqui sobre o óbvio ululante da Grécia pós-plebiscito. Elementar senso comum que alguns persistem em ignorar, cegos e surdos à realidade circundante.


6 comentários

Sem imagem de perfil

De jo a 08.07.2015 às 18:25

São argumentos de peso. No fundo diz-se que 18 países contam mais que um. Está certo.

Há outros argumentos que eu gostaria de ouvir.

Explicar porque razão a Grécia tem de seguir um plano de ajustamento que falhou, por ex.
Dizer porque milagre as imposições da troika fazem sentido, mesmo tendo tudo falhado.

É que se reparamos bem a responsabilidade pelo estado de colapso da economia grega (e respetivos planos de resgate falhados) cabe muito mais aos restantes governos do Eurogrupo do que ao atual governo grego.

Mas isso são conversas que não interessa ter. Como não interessa analisar se os objetivos dos restantes resgates foram alcançados.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.07.2015 às 18:37

Há quem defenda - invocando sempre as regras da democracia - que a "razão" de um só país deve sobrepor-se às dos outros 18.
A democracia só serve numas ocasiões. Noutras, pelo visto, não servem para nada.
Sem imagem de perfil

De jo a 08.07.2015 às 20:46

Está a citar o seu caso.

Porque a maioria está sempre certa. Menos se se tratarem de eleições gregas. Então também votam os outros povos da Europa, para equilibrar o lote.

Mas parece que o único argumento que têm é este.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.07.2015 às 21:57

Você só quer referendo na Grécia? Os outros povos europeus também devem pronunciar-se nas urnas sobre o terceiro pacote financeiro de emergência ao país da UE que até hoje recebeu maior auxílio externo.
Sem imagem de perfil

De jo a 09.07.2015 às 10:11

Quem impede, ou impediu, os assuntos da UE de serem referendados?

Não me lembro de ter votado nos tratados mais importantes da UE.

Este invocar dos eleitores por parte de quem sempre fugiu de eleições, e fez sempre pressão para as evitar (a estabilidade, menino, a estabilidade para não assustar os "mercados"), lembra-me a imagem do rufia que grita "delarguem-me que eu vou-me a eles".
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.07.2015 às 11:00

Ignorar os eleitores dos países da UE, excepto os gregos, não faz qualquer sentido. 85% dos alemães, segundo a mais recente sondagem, recusa contribuir para um novo fundo de resgate à Grécia. Tal como os habitantes da Eslováquia, da Eslovénia, da Estónia, da Letónia e da Lituânia (vários destes países, aliás, com PIB 'per capita' inferior à Grécia).
E sabe quem é neste momento o político mais popular na Alemanha? Esse mesmo: o ministro das Finanças. Com 70% de opiniões favoráveis.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D