Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Santa Páscoa!

por Teresa Ribeiro, em 15.04.17

ostrich-large.jpg

 

Dedico este post aos católicos que são assim, como a criatura de Deus que aparece na foto, quando vêm à discussão assuntos polémicos sobre a sua Igreja e que rilham os dentes quando lhes falam do seu Papa Francisco,"esse 'comuna' que só veio desestabilizar".

Em tempo de Páscoa, por favor meditem nas palavras do padre Anselmo Borges, que transcrevo a partir da entrevista que deu ao Expresso, para esta última edição, e cuja leitura integral recomendo:

"É evidente que Nossa Senhora não apareceu em Fátima"; "A Igreja é misógina"; "A Igreja não pode impor como lei aquilo que Jesus entregou à liberdade. É preciso acabar com as vidas duplas" (a propósito do celibato obrigatório dos padres); "A hierarquia vive na ostentação e não se bate pelos direitos humanos"; "Este Papa é um cristão no sentido mais radical, não é apenas baptizado, ele segue Jesus". 

São críticas velhas, mas quando vêm de um homem da ICAR com a sua envergadura intelectual, têm outro valor.


38 comentários

Sem imagem de perfil

De pita a 17.04.2017 às 13:24

Gostei de o ler. Mas nós, crentes, também temos de ler e de citar 'as bem-aventuranças' segundo Lucas: das oito, as últimas quatro são 'maldições'.
Sem imagem de perfil

De Vento a 17.04.2017 às 15:18

Não as vejo como "maldições", mas como consequências. São alertas. Para o bem e para o mal colhemos o que desejamos e optamos. Ainda que algumas opções sejam fruto da ignorância, da viciação do pensamento e da própria cultura. É o pecado original transversal a todas as gerações: pretender ser como deuses, viver como deuses e agir como deuses e senhores, determinando muitas vezes ou quase sempre quem deve viver e morrer. Quem deve ser incluído e excluído.
As profecias são uma antevisão do futuro precisamente porque tomam como base os comportamentos presentes. É a constatação da realidade presente que determina a consequência que se verte nessas 4 sentenças que Lucas refere.

A maldição tem uma conotação diferente. Ela é gerada no coração de um sobre o outro. As maldições são como um boomerang, regressam a quem as lança e por vezes perduram nas famílias e nas sociedades. Só as chagas de Jesus as podem vencer. A eucaristia é um sacramento de cura e libertação. O sacramento da penitência é também um sacramento de cura e purga o mal vivido e transmitido.
A grande diferença entre os cristãos reside precisamente no assumir e/ou desprezar a importância da transubstanciação da espécie. E muitas vezes a mesma, por displicência, é desprezada por quem dela comunga e em alguns casos por quem a consagra.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D