Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Rien ne va plus

por Paulo Sousa, em 05.11.20

Em Julho questionei-me aqui sobre qual dos grandes projectos deste governo, o do lítio ou o do hidrogénio, iria ser o primeiro a estar envolvido em suspeitas de corrupção.

Quem apostou no hidrogénio acertou.


9 comentários

Sem imagem de perfil

De singularis alentejanus a 05.11.2020 às 17:24

O Galamba está metido? 100% de certeza que há corrupção.
Imagem de perfil

De Costa a 05.11.2020 às 17:51

Tudo segue, portanto, em normal velocidade de cruzeiro. Não será isto que fragilizará o que seja. Talvez a COVID, se não se prosseguir metodicamente a estratégia de aterrorização e culpabilização das massas.

Mas haja bola, novela e "reality shows".

Costa
Sem imagem de perfil

De Bea a 05.11.2020 às 18:45

Tenho saudades do país que pensava que existia e dos democratas que esperei que existissem. Tenho saudades da esperança que hoje quase temo que não haja.
Perfil Facebook

De Manuel Sousa a 05.11.2020 às 19:27

Pelo Galamba ponho mãos no fogo. Facies e postura, irradia imagem de honesto entre os honestos. Bué da resiliente Vai longe. Força João, corre com eles todos !!!🥴
Perfil Facebook

De Manuel Sousa a 05.11.2020 às 19:28

ABRE & FECHA: arquive-se
Sem imagem de perfil

De António a 05.11.2020 às 20:33

Começa a ser monótono. Há suspeitas, há notícias, há investigações, há comissões de inquérito, há faltas de memória, há indignação popular, o tempo passa, e raramente alguém é julgado, quanto mais condenado ou absolvido.
É pena. Gostaria de saber, por exemplo, se Sócrates ou Salgado são culpados ou não. Reconheço que este limbo judicial favorece os culpados, e é terrível para os inocentes.
Dentro disto, desconfio das grandes obras, grandes projectos. Creio que são terreno fértil para desvios de verbas sem que se dê muito por isso. Principalmente se houver por parte do poder político vontade de limitar o escrutínio.
Perfil Facebook

De Antonio Vaz a 05.11.2020 às 21:07

Se a montanha não parir um rato e a Sábado, que até é conhecida por andar constantemente a parir ratos, lamentavelmente, nado-mortos, até voltarei ao seu suposto “não vos anunciei”...

É que, quando qualquer suposta “alternativa” de informação verdadeira e justa, necessária e essencial numa verdadeira democracia, insistentemente se confronta com a que apresenta o suposto criminoso, culpado por X ou Y, sem sequer mencionar a hipótese A, a da primeira letra do alfabeto, a da primeira hipótese que deve ser considerada, em qualquer estado de direito e por qualquer cidadão que defenda esse estado, inclusive os que escrevem em blogues, como o DO, a coisa até se apresenta desequilibrada e, infelizmente, a coisa continua a resumir-se à sua sentença acusatória de que «Se houvesse um totobola para estas coisas o melhor era apostar numa tripla»: e onde ficou a hipótese de se ser inocente enquanto não se for dado como culpado?
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 05.11.2020 às 21:59

Anti-patriotas e criminosos.
Não investir no hidrogénio verde é um crime contra Portugal.
Força, Galamba!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 06.11.2020 às 02:09

Estava a ver que não aparecia, ainda este ano, uma cena destas.
Grandes nabos, ou então 'quero lá saber' teriam pensado.
E vamos ter mais um para somar aos fogos, tancos, pedreira, família, covid agora.
Parece que quanto aos fogos há por aí um documentário estrangeiro sobre os grandes fogos florestais por várias partes do mundo, mas os de cá a culpa é outra.


Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D