Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Respirar em águas revoltas

por Rui Rocha, em 22.01.20

Os comportamentos individuais devem naturalmente ser correctos e tratados de forma proporcional quando não são. Mas preocupa-me mais como cidadão uma polícia que não respeita garantias constitucionais e como liberal um Estado que exerce violência gratuita contra os indivíduos.


4 comentários

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 22.01.2020 às 12:57

Muito bem, Rui. Subscrevo por inteiro.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.01.2020 às 14:03

Jovem da dita mais bem preparada geração de sempre, que sorris, franzes o sobrolho ou fazes o manguito quando lês os comentários do DO e estás atento ao 1 de Abril governamental, não te esqueças:

- até dois mil e vinte e qualquer coisa a administração interna, palavra Cabrita, vai oferecer 10.000 (dez mil) lugares de trabalho nas forças de segurança. Não, não há erro jovem é mesmo trabalho, não é emprego.

É aquela oportunidade com que sempre sonhaste quando brincavas ao Superman, ao Spiderman, Batman, ... Deter e prender vilões - o Luther, o Octupus, o Joker e o etc. Se a tua inspiração foi o Mickey e o Cor Sintra, lamento dizer-te, mas não podes deter nem prender o Mancha Negra.

Jovem ... Ei jovem ... Olha, fez um manguito e carregou no 'home'!


Smoreira
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.01.2020 às 15:19

Sim RR, de acordo. Infelizmente o estado ao qual a sociedade chegou.
Haverá abusos das polícias. Permita-me.
Mas há também, sem dúvida, um óbvio desrespeito pela autoridade.

Por falta de adequada educação cívica, atempada, em casa e nas escola.
Por acrimónia em relação ao poder, incitada e politicamente motivada, em certas correntes sociais, por quem tem interesse nisso....
Uma sociedade já pouco coesa. Descrédito no poder. Porquê ?.

Não se reverterá, para melhor, esta má deriva só "corrigindo" um dos lados.
Trata-se de um fenómeno vasto, pendular, iniciado, por cá, há umas dezenas de anos... Apenas estamos a viver a resultante falta de prestígio e de autoridade: na rua, nos Hospitais, nos Tribunais, nos partidos da Assembleia da República(1) ... desde a rua até às sedes do poder político.
Afinal um próximo potencial (para breve?) muito poderoso futuro PM já foi eleito por uns escassos 16.000 votos. Tudo bem?. Os outros eleitores, os outros milhões de cidadãos, terão escolha?. E sobretudo: terão poder de fiscalizar, e reprovar, o poder?.
(1) - Desde um tosco lugarzinho no anfiteatro concedido, por muito favor, ao Deputado "...ora diga lá!". Até uma deputada ali a votar, inamomível, já sem o suporte, a autoridade (e os votos) do seu partido.
Imagem de perfil

De Cristina Torrão a 22.01.2020 às 19:03

Bem dito/escrito!

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D