Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Relato de um jantar imperialista em modo autista

por João Villalobos, em 26.01.18

thumbnail_jantar%20delito%20jan%202018[1].jpg

 

Fui injustamente nomeado relator do jantar do Delito, que ainda decorre no Café Império, nesta altura em que escrevo do meu leito, qual Mark Twain. A minha saída logo após a sobremesa deveu-se ao facto de estar afónico, por um lado, e ao Alexandre Guerra ter pronunciado a frase "Houve uma coisa que há alguns anos ouvi o Pacheco Pereira dizer e tinha razão...", por outro. Nessa altura a mão tremeu-me, a mim que juro pela saúde do meu gato Beltrão que só bebi água o jantar inteiro. Falava-se de cultura, embora sem uma única menção à Supernanny. Temi ter dado um passo errado na carreira blogosférica ao imiscuir-me neste grupo de convivas.

Estavam onze homens e quatro mulheres, numa perigosa ameaça à paridade nos tempos que correm e entre as quatro constava a Ana Vidal, que levou um exemplar do seu mais recente livro, o qual se encontra à venda nas melhores livrarias (comprem-no!). Também se falou muito do livro do próprio Delito, que ainda não está à venda em livraria alguma (mas irá estar, depois de o comprarem também em modo crowdfunding). Consegui, a custo, perceber que terá um prefaciador e um pósfaciador e pouco mais, uma vez que o Luís Naves ao meu lado não parava de gritar que ele é que era o chefe da oposição neste blogue e iria tomar e assumir o poder, numa deriva alucinada em que incorporava o General Alcazar do Tintim em 'O Ídolo Roubado', enquanto o Alexandre Guerra e o José Navarro discutiam os limites da crítica literária nos jornais que nem um par de perigosos intelectuais bolcheviques.

Nessa altura, o Luís Menezes Leitão já tinha bazado para apanhar o seu avião até à Índia, mas não sem antes discutirmos o inevitável tema do alojamento local, contando com a participação bem informada do Adolfo que tentava debalde convencer-nos de que não escreve mais aqui porque não tem tempo.

Do outro lado da mesa, passaram-se igualmente diversas coisas dignas de menção e apreço mas que ignoro de todo, dado que, além de afónico, como nunca fui picado por uma aranha radioactiva não ouvi pevide.

O bife do lombo à Império estava tão macio quanto as minhas cordas vocais enervadas. As batatas deviam ser melhores. Os anónimos comentadores deste blogue idem. Bem feita não terem ido ao jantar, é para aprenderem. Se comprarem o livro do Delito...quem sabe, um dia...coiso e tal. 


22 comentários

Sem imagem de perfil

De Beatriz Santos a 27.01.2018 às 02:44

Melhorinhas ao doente.
Nem sei onde seja tal Café Império mas na net pareceu-me bem para estilo casamentos e assim.Também para jantares. Foi pena que o relato pouco se tenha dedicado às mulheres que talvez se encontrassem do outro lado da mesa e por via de não ser mosca (digo eu) nem aranha radioactiva (diz o senhor) nada delas se aproveitou para a crónica excepto um livro recente de título desconhecido.

Quanto aos comentadores anónimos que todos somos um pouco, olhe, eu bem queria ser melhor, mas cada um é para o que nasce e nem todos saímos a comentar no ponto. Paciência. O Delito tem de se haver com o que existe.
Não vale estar a ser vingativo mesmo de brincadeira. Jantares há muitos. E os do Delito não são interessantes para os comentadores anónimos que certamente desconhecem toda a gente. E portanto, do livro, logo se vê. Porque, em seu devido tempo, nós damos muita atenção a cada página e até lhe fazemos anotações pessoais. Que é que os senhores querem mais?! Que compremos. ah, pois é.
BFS
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 27.01.2018 às 09:18

Muito bonito tudo....o "falcão " Naves que assuma o controlo e boa viagem para o excelso Luiz Leitão.

Mas vamos ao que interessa:

Ementa e Carta de Vinhos e quem emborcou e enfardou mais?

Sem imagem de perfil

De Vento a 27.01.2018 às 11:59

Para um jantar imperialista, bife de lombo é pouca coisa. Valha-nos o "fílé-mignon", que é a Aninha Vidal, com quem estou de mal. Pois nunca mais veio aqui prosear com os modestos, humildes e sarnosos delituosos anónimos.

Se fosse eu a organizar o jantar, teria mandado vir representantes vestidos a rigor, nos trajes autóctones, da Índia, Cabo Verde, Guiné-Bissau, S. Tomé e Príncipe, Brasil, Angola, Moçambique, Guiné, Malaca e Macau. E nomearia o João, por estar afónico, o orador desse evento.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 27.01.2018 às 12:45

Plenamente de acordo...bife é coisa de snack bar "Pára Aqui"....

Para os deleitosos opinadores, fica aqui uma outra sugestão:

Sardinha, beringela, pimentos assados, pão seco, maionese de paprica fumada.
Lula, grão, tomate confit, acelgas e caldo de lula

Camarão vermelho, açorda, alface-do-mar, bisque emulsionada com erva-príncipe Veja dos Açores ao vapor, arroz de amêijoas à Bulhão Pato, codium

Pré-sobremesa Mar e citrinos, sorvete de yuzu, algas cristalizadas

Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 27.01.2018 às 13:50

Bife do lombo não tem muito sabor. Nada como um naco de posta Mirandesa! mas depois de ler o seu comentário Vlad, apeteceu-me ligar a TV e pôr a última temporada do "Chopped", que é o que eu vejo para disfarçar a tosta mista com queijo light ( blec...) em pão integral.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 27.01.2018 às 14:43

Andei um ano sob os ditames de uma dieta auto imposta. Neste momento acabei de enfardar dois hambúrgueres gigantes , mais sobremesa com bolacha Oreo. Fui magro, mas infeliz. À noite lá tenho que ir correr 10km....o problema é que ao jantar vou emborcar, e amanhã vou almoçar com amigos....para quê tanto sacrifício para acabar num cadáver perfeitinho?

Bom fim de semana
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 27.01.2018 às 16:08

Eu costumava dizer "quando morrer vou deitada" , não comia desalmadamente, mas comia ( e como!) muitas "coisas más". Tive um grande susto. Andei na linha em todos os sentidos durante alguns meses. Não dá. Não sou eu, fico rabugenta , fraquinha ( como o Obelix quando come apenas um javali) e não me sinto bem. Ná...
Bom fim de semana !
Perfil Facebook

De Ana Vidal a 01.02.2018 às 11:34

Oh, meu caro Vento, não esteja de mal comigo que uma das minhas promessas de ano novo foi voltar a escrever aqui. Nem que seja para "ouvir" alguém chamar-me filete mignon, e fique descansado que não o processarei por assédio.
(sem promessa de datas, sem stress, mas eu volto. Está decidido, apesar da minha inconstância irremediável).
Sem imagem de perfil

De João Espinho a 27.01.2018 às 14:58

Bife do lombo? Não haveria alternativa que fosse um verdadeiro delito? E o vinho, qual foi? Esse sim, revela a personalidade de quem aqui escreve.
Pronto, vou recolher-me nos delitos alentejanos.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 27.01.2018 às 15:46

Piteira Vinhas Velhas?
Sem imagem de perfil

De Lucklucky a 27.01.2018 às 15:15

É difícil encontrar batata frita de jeito - se foi de facto frita. Por vezes tem de se ir ao Mcdonalds para conseguir um ar de qualidade.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 27.01.2018 às 15:45

Porquê Mcdonalds? O Burger King é marxista?
Sem imagem de perfil

De Lucklucky a 27.01.2018 às 17:50

:) No Verão passado vi-me obrigado a comer no Burger King algumas vezes. O Mcdonalds é melhor mesmo neste tipo de comida que é mais difícil detectar variação.
Sem imagem de perfil

De kika a 27.01.2018 às 17:02

Seria interessante que me informassem por simples curiosidade
quem são esses anónimos ( para mim ) que tenho o prazer de ler
diariamente. Agradecida.
Sem imagem de perfil

De V. a 27.01.2018 às 17:47

Para a próxima o Vlad e eu vamos estar na mesa do lado e começamos a a atirar bagos de arroz e cenas malucas para a mesa do Delito — um processo quiçá mimético da dinâmica dos comentários do blogue, todavia, porém, absolutamente.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 27.01.2018 às 18:45

Atirar cenas malucas!!?? Do tipo daquelas dos macacos, no zoológico?
Sem imagem de perfil

De V. a 27.01.2018 às 23:08

Mimético mas não tanto!
Imagem de perfil

De José da Xã a 27.01.2018 às 19:51

Conheço o restaurante de outros "futebóis", mas reconheci na foto dois bons amigos. Imaginem quem são?
Espero que tenham escolhido bife da vazia mal passado. A cerveja costuma ser a melhor acompanhante nestes confrontos gastronómicos.
O prefácio do livro deveria ser de Cavaco Silva e o pósfácio de José Sócrates (que é homem para comprar uma série de exemplares).
A gente lê-se por aí!
Imagem de perfil

De José Navarro de Andrade a 29.01.2018 às 14:51

O quê!? Houve quem pedisse o bife de lombo em vez do sensato da vazia? Assim se cavam as desigualdades. Tovarich Alexandre, vamo-nos a eles que nem dois críticos pós-modernos.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.01.2018 às 15:31

Dos gajos, o mais fotogénico é o Frank Sinatra, em híper-jovem, pendurado na parede lá ao fundo.
As nossas meninas, pelo contrário, fazem ruborescer de inveja a Sofia Loren, também pendurada na parede, situada à extrema-esquerda.

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D