Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Reflexão do dia

por Pedro Correia, em 07.07.17

«Infelizmente, o Governo de António Costa tem dado muitos sinais errados. Nestes dois casos graves, por exemplo, já se percebeu que quer enveredar pela via do "fenómeno natural nunca visto" e do "nos outros países também roubam armas" - prevê-se, por isso, o pior em matéria de responsabilização (o maior incentivo para evitar erros futuros). Nas finanças públicas a história não é melhor. O Governo que usa a margem de não ter uma troika às costas e de ter vento a favor na economia para repor as 35 horas de trabalho no Estado ou baixar o IVA aos restaurantes mostra um entendimento sagaz das prioridades eleitorais, mas uma pobre leitura sobre as prioridades a dar ao dinheiro público (as cativações recorde, em despesas correntes que deixam serviços sem verba para gastos básicos, são mais um exemplo dessa má estratégia).»

Bruno Faria Lopes, no Jornal de Negócios

Autoria e outros dados (tags, etc)


13 comentários

Sem imagem de perfil

De rão arques a 07.07.2017 às 19:45

"O PS sobe nas sondagens" Destroçar e viva a peluda.
Sem imagem de perfil

De V. a 07.07.2017 às 21:51

"O PS sobe nas sondagens"

Em que pasquim do inferno leu tamanha inanidade — no DN, não?
Sem imagem de perfil

De rão arques a 08.07.2017 às 07:43

Vá desfolhando e verá que não lhe falta nada.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.07.2017 às 01:30

Falta de originalidade, chefe. Copia e cola os comentários ? Já li o PS , a peluda e o burro 3 ou 4 vezes. Não sabe dizer mais nada?
Sem imagem de perfil

De rão arques a 09.07.2017 às 08:20

Se ainda não aprendeu vou ter que repetir. E viva a peluda.
Sem imagem de perfil

De rão arques a 09.07.2017 às 08:23

http://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/o-comentario-da-semana-9391891
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.07.2017 às 12:47

Ate ha pouco tempo os comentarios da semana do DO queriam-se inteligentes e polémicos
Sem imagem de perfil

De rão arques a 09.07.2017 às 14:59

Até há pouco tempo, mas a sua contribuição tem sido bem visível pela nulidade de ideias ou argumentos, limitando-se a apoucar quem levanta o próprio machado de guerra sem se esconder na sombra. Não é fácil classificar anónimos que se encobrem uns aos outros, não se sabendo ao certo qual deles diz o quê. Um dois três diga lá outra vez, que eu vou dar-lhe outra não tarda.
Sem imagem de perfil

De rão arques a 09.07.2017 às 15:07

Leia aqui o que diz o Rão Arques sobre o tema e ficará mais uma vez enfastiado:
http://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/pensamento-da-semana-9392861
Sem imagem de perfil

De jo a 07.07.2017 às 20:14

Os comentadores amigos da TINA precisam urgentemente de arranjar um fio de discurso coerente.

Primeiro o governo era gastador e era evidente que a economia ia parar, os juros da dívida subir e o défice disparar.

Depois o diabo não veio porque o governo fez exatamente o que o anterior governo teria feito só que com a concordância da extrema esquerda (parece que uma política é má ou boa conforme tem a concordância da direita ou da esquerda).

Agora aconteceram catástrofes porque o governo não gastou onde devia.

Depois dos acontecimentos qualquer pessoa com meio cérebro inventa uma série de causas possíveis.

Não é sinal de muita inteligência.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.07.2017 às 23:03

E com demissões massivas tudo se resolve.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 07.07.2017 às 23:01

Sinto-me desmoralizada e sequentemente pessimista.
Infelizmente, apesar de Pedrógão não ser o Entroncamento, creio que a fenomenologia da superação traumática vai imperar se não houver homens de boa vontade e com muita vontade que não arredem enquanto a fuligem dos factos não for esmiuçada. Quanto a Tancos, foi uma sorte. Aquilo andou preso por arames durante meses e TODA A GENTE SABIA. Com um je ne sais quoi a inside job, quem quis lá ir , limitou-se a "ir ás compras" e levou uma data de carrinhos cheios. Foi uma sorte terem estudado bem o plano e os horários das rondas. Os miúdos que as fazem têm as armas seladas para evitar incidentes/acidentes... Eram mais uns quantos para juntar aos outros 64... acidentalmente.
Podemos fazer o quê ? Uma mega manifestação para obrigar a demissões e esclarecimentos ? Já participei na histórica. Foi lindo. Não adiantou nada.
Sem imagem de perfil

De am a 08.07.2017 às 12:47

Excelências Governantes / Excelência sr PR.

A minha pensão foi aumentada 6 euros mensais. Obrigado.

Cortaram a comparticipação em dois medicamentos que custam 36 euros. Obrigado. Os medicamentos (genéricos) são indispensáveis tomá-los mensalmente. Obrigado pelo "lucro" de 30 euros!

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D