Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Reflexão do dia

por Pedro Correia, em 29.01.17

«Apesar das sugestões razoáveis que propôs, é lastimável que a nossa Academia das Ciências tivesse aprovado um péssimo acordo ortográfico que não acrescenta nada de bom à nossa História.»

Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto, no Correio da Manhã


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.01.2017 às 16:27

Estou farto de dizer (e daí?! - dirão) que, do ponto de vista estritamente linguístico, o AO é pouco mais que irrelevante, não justificando, por isso, tanta paixão, a favor ou contra.
E mais perplexo fico, quando, os mesmos apaixonados, não dão importância nenhuma ao exagero de anglicismos e, pior ainda, aos inúmeros e gravíssimos erros de sintaxe, que enchem os meios de comunicação e as bocas dos ministros, incluindo o da Educação, e que normalmente implicam erros de pensamento!
Somos mesmo gente desacreditada (a quem falta critério)!
João de Brito
Sem imagem de perfil

De Costa a 29.01.2017 às 17:00

Não consigo perceber (e daí?!, dirá o João de Brito) como se pode tomar por irrelevante uma coisa que cientificamente massacra com a sensibilidade de uma retro-escavadora raízes etimológicas (isso, pelo menos), culturalmente faz tábua rasa da evolução natural, historicamente sedimentada, da escrita de um povo e da sua unidade política, politicamente só se entende como um acto de submissão repugnante a interesses alheios, sociologicamente tudo reduz a uma lógica de números de mais que questionável legitimidade, intelectualmente institui a mais descarada primazia do facilitismo (e, em verdadeiro triunfo da mais arrogante mediocridade, valida quase tudo e o seu contrário e institui o reino da confusão), na prática (esquecendo que a escrita se não reduz à ortografia, havendo - que maçada - vocabulário e sintaxe) falha todos e cada um dos elevadíssimos objectivos que afirma pretender servir e juridicamente é insustentável à luz das leis feitas por aqueles mesmo que a impuseram (a sua aplicação é, pura e simplesmente, ilegal).

Quanto à recomendação da Academia de Ciências não vejo como a qualificar acima de um timorato gesto de apaziguamento de idiotas (os que com aquilo se bastem). Uma irrelevante cedência mascarando um abjecto colaboracionismo.

De facto gente desacreditada (este povo) aquela que toma por irrelevante - e largamente olha para a coisa com bovina indiferença ou imbecil aprovação - este trágico ataque a um dos mais preciosos bens de um povo, um estado, uma nação.

Costa
Sem imagem de perfil

De V. a 30.01.2017 às 14:05

Muito bem. Abolição do AO, já.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D