Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Reflexão do dia

por Pedro Correia, em 01.02.16

«A esquerda marxista clássica lia os grandes livros. Pelo contrário, a nossa doméstica esquerda pós-moderna confunde a bruta e fera realidade, onde se joga o destino pessoal e colectivo de dez milhões de portugueses, com um teste à sua boa consciência. Nem a tragédia do esmagamento da Grécia do Syriza lhe parece ter ensinado a perceber a desagradável diferença entre virtude e razão de Estado.»

Viriato Soromenho-Marques, no Diário de Notícias


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.02.2016 às 18:58

Afinal onde está a virtude e a razão? Nos exploradores ou nos homens de bem? Na dignidade ou na soberba? Na vida ou morte. Não se esqueça que a austeridade provocou muitas mortes e a isso chama-se terrorismo.
Sem imagem de perfil

De fty a 01.02.2016 às 21:27

Se "A esquerda marxista clássica lia os grandes livros" não os compreendia. Ou não seria marxista.
Sem imagem de perfil

De Fernando Torres a 01.02.2016 às 21:29

Quem te avisa, teu amigo é!
Sem imagem de perfil

De JS a 01.02.2016 às 21:39

Mesmerisados por um poder que afinal nem deviam ter, não têm, nem jamais poderão ter (enquanto houver dívidas a saldar).

Se este comportamento não está afim com um comportamento louco ... o que é loucura?.
Sem imagem de perfil

De airam a 01.02.2016 às 21:45

O destino colectivo dos 10 milhões de portugueses:
Eternos Escravos de uma Dívida Imparável, já não temos salvação, muitos dos 10 milhões parece que continuam a não saber fazer contas porque isto de andarem a gastar à nossa conta, para enriquecerem "alguns", nem sequer é novidade, foi o que nos enterrou e, se leram a notícia:
"Governo apresenta amanhã plano de investimento de 300 milhões".
Andam por aí uns tolinhos a festejar "os amendoins" quando deviam começar a pensar na parte da Factura que, cada um, no futuro, irá pagar. Aposto que, muitos, nem sequer saberão dividir 300 milhões por 10 milhões...
Isto sem contar com as despesas dos Municípios, aqui em Lisboa isto, até parece que se anda a nadar em dinheiro... claro que, se não chegar, em vez de duplicar um imposto com um nome diferente, podem sempre triplicar ou quadruplicar...
Com tantos ignorantes e idiotas, até conseguem continuar a sugar um país, completamente à descarada... um filme de terror que se repete e, nem assim, a cegueira passa... depois aparecem, por aí, uns imbecis a queixarem-se da nossa subserviência aos credores... de onde pensarão eles que sai o dinheiro? dos bolsos do Costa ou do Centeno?
Isto em vez de País, parece mais uma enfermaria onde uma grande maioria deve ter sido picada pela mosca tsé-tsé... sonolência/ apatia/ coma... ou então, há muitos anos que já devem ter sido infectados pelo vírus Zica, uma microcefalia onde metade da caixa craniana deve estar, simplesmente, vazia...
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 02.02.2016 às 13:11

O Viriato que tecia loas ao Syriza ainda não há pouco tempo e chamava nomes a quem não concordava?
Ou seja, não se distinguia dessa esquerda pós-moderna?

Uma pessoa pode mudar de opinião, mas um pouco de pudor e assumir essa mudança não ficava mal.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D