Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Reflexão do dia

por Pedro Correia, em 03.09.15

«A Alemanha percebe de refugiados. Em 1945, enquanto o III Reich se desmoronava, uma vaga de 12 milhões de civis germânicos (Gie Vertriebenen) foi expulsa do Báltico, da Polónia, da Checoslováquia, da Jugoslávia... Entre 500 mil e dois milhões terão perecido nesse ano, 'ano zero' da Alemanha. Também eles foram vítimas da criminosa desmesura hitleriana. Comparado com isso, a actual 'crise de refugiados' é uma coisa pequena e manejável. O governo de Merkel (sem esquecer a generosa Suécia) tem assumido as posições politicamente mais correctas e moralmente mais decentes sobre este assunto. Muitas são as variáveis (pode sobreviver uma UE sem polítca externa e de segurança?). Muitas são as incertezas (será legítimo distinguir entre um refugiado político e um económico?). Mas há dois absolutos: qualquer resposta deve assumir que a condição de refugiado é uma prova de fogo que separa a mentira da verdade em matéria de direitos humanos; e ela deve ter uma dimensão europeia, implicando partilha de valores e responsabilidades.»

Viriato Soromenho-Marques, no Diário de Notícias

Autoria e outros dados (tags, etc)


25 comentários

Sem imagem de perfil

De Vento a 03.09.2015 às 12:39

Viriato Soromenho Marques dá uma nota ética e moral num problema que foi originado por falta de ética e de moral.
Mas a questão dos refugiados, como eu referi aqui num diálogo com Pedro Correia, não é uma questão Europeia, isto é, eles não se dirigem para a "Europa". Assim dei nota ao Pedro Correia antes mesmo desta notícia fresca:

http://visao.sapo.pt/pm-hungaro-diz-que-crise-de-migrantes-e-um-problema-apenas-da-alemanha=f829468

A questão dos refugiados, que devem ser acolhidos, resolve-se através de uma cimeira internacional, RÚSSIA, CHINA, EUA e UE (Alemanha, Inglaterra e França) para estabilizar o médio e extremo oriente e devolver os refugiados em segurança às suas terras de origem.

Mas parece-me que para alguns será mais lucrativo manter as coisas como estão naquela região do oriente.
Sem imagem de perfil

De tric.Lebanon a 03.09.2015 às 12:57

Stop a migração islamica !!
Sem imagem de perfil

De William Wallace a 03.09.2015 às 14:07

Então e os gregos !
http :/ delitodeopiniao.blogs.sapo.pt /grecia-antiga-49-7594531
http :/ delitodeopiniao.blogs.sapo.pt /grecia-antiga-39-7560444
http :/ delitodeopiniao.blogs.sapo.pt /grecia-antiga-19-7431752

O Pedro Correia recorre facilmente á demagogia para tentar fazer passar que aquilo que defende é o correcto indo ao ponto de citar directamente aqueles com os quais gozou (até há 4 semanas) por defenderem ideias que são absolutamente defensáveis e responsáveis.

Em relação á reflexão piedosa para os alemães, só mostra um frágil raciocínio pois uma coisa é receber pessoas que partilham Cultura e Valores ancestrais outra bem diferente é receber pessoas que nunca quererão deixar a sua cultura e os seus valores e INTEGRAR-SE A 100%.

Mas como já disse e muitos mais dizem, primeiro é preciso que ninguém tenha medo em apontar o diagnóstico correcto (Destruição de Estados Soberanos por por potências estrangeiras - Inglaterra, França, Itália, Alemanha e os USA), para depois de irmos todos à procura de soluções.

A Europa já tem guetos a mais, além de que no meio de toda esta vaga de refugiados vêm muitos radicais islâmicos dispostos a tudo para semear o caos na Europa.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 03.09.2015 às 14:18

"Gozou"? Colocar aqui citações de textos alheios é "gozar"?

Nesse seu dogmatismo fanático, com ar de quem acaba de descobrir a pólvora, você é incapaz de perceber que podemos concordar e discordar de ideias expressas pela mesma pessoa sobre temas diferentes e em tempos diferentes.

Da minha parte esta posição não é de agora. É de sempre.
Tome lá isto para colar na sua caderneta de cromos:
http://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/reflexao-do-dia-6018798
http://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/reflexao-do-dia-6674952
http://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/reflexao-do-dia-6880314
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 03.09.2015 às 16:01

Ninguém destruiu "estados soberanos" a não ser os próprios:

O Socialismo de Assad, o Socialismo de Kadhafi , o Socialismo de Saddam todos armados por Moscovo e apoiados pelos compagnos de route da Esquerda Marxista Europeia criaram estados sempre em guerra, sem futuro, sem esperança, sem "Homem Novo". Antes pelo contrário. Onde as pessoas retornaram à Religiosidade mais violenta para combater a violência do socialismo Árabe.

E para demonstrar a manipulação marxista de quem está nos jornais nunca se viu tamanha dor falsa pelos refugiados cubanos, nem uma fotografia de uma criança Cubana morta a fugir do paraíso Comunista das Caraíbas apareceu.

É isto o Jornalismo. Porque Jornalismo não existe. O que existe é só Política.
Sem imagem de perfil

De rui a 03.09.2015 às 14:57

Todos diferentes, todos iguais!...
-- > ; Isto é: TODAS as identidades Autóctones devem possuir o Direito de ter o SEU espaço no planeta!...
{nota: Inclusive as de 'baixo rendimento demográfico' (reprodutivo)!... Inclusive as economicamente pouco rentáveis!...}
-- > ; Uma NAÇÃO é uma comunidade duma mesma matriz racial onde existe partilha laços de sangue, com um património etno-cultural comum.
-- > ; Uma PÁTRIA é a realização de uma Nação num espaço.
Leia-se:
- os globalization-lovers ' que fiquem na sua... desde que respeitem os Direitos dos outros... e vice-versa!
.
P.S.
Nazismo não é o ser 'alto e louro', bla bla bla ,... mas sim... a busca de pretextos com o objectivo de negar o Direito à Sobrevivência de outros!
> ; Existem globalization-lovers '... e existem globalization-lovers ' nazis - estes buscam pretextos para negar o Direito à Sobrevivência das Identidades Autóctones.
.
P.S.2.
Devemos estar preparados para a CONVERSA DO COSTUME dos nazis made-in-USA [nota: estes nazis provocaram holocaustos massivos em Identidades Autóctones]: «a sobrevivência de Identidades Autóctones provoca danos à economia…»
[Nota: é preciso dizer não ao nazismo democrático e sim ao separatismo, isto é: é preciso dizer NÃO àqueles que pretendem determinar/negar democraticamente o Direito à Sobrevivência de outros.]
.
P.S.3.
http:/ separatismo--50--50.blogspot.com /
(antes que seja tarde demais)

Sem imagem de perfil

De Justiniano a 03.09.2015 às 17:33

Eu, caro Pedro Correia, ofereço outras palavras para idêntica reflexão. “Irresponsibility is the mark of every European politician who holds out the promise of a better life to immigrants and encourages them to leave everything behind and risk their lives in setting out for Europe. If Europe does not return to the path of common sense, it will find itself laid low in a battle for its fate.”
“Everything which is now taking place before our eyes threatens to have explosive consequences for the whole of Europe,” As palavras são de Victor Orban.
Sem imagem de perfil

De Jorg a 03.09.2015 às 17:47

O problema com esta "opinião" é o tergiversar temperado pelo irritante preconceito.
Invocar mais uma vez o III Reich para redimensionar (chegando à infeliz e completamente desfasada asserção de que "é uma coisa pequena e manejável") o que foi uma decisão politica decente (e exigente para o seu proprio povo) da Alemanha e saltar dai para o acenar, de dedo professoral, á exigência da 'dimensão europeia' para a generalidade da " partilha de valores e responsabilidades" é coisa de quem, para ser gentil, vive em redoma. Se quiser ser menos gentil, é de quem não concede, porventura por preconceito anti-alemão, alimentado ainda de recente pelas questôes financeiras da zona Euro, a minima vénia á Sra. Merkel - que parece ter sido, se calhar, 'ensinada' pela generosa Suécia, porque Ela ou os seus ministros, inclusive sei lá, os expoentes do SPD, não chegavam lá sozinhos!!! correndo-se, com a balda, o risco de ter, se calhar, um émulo do Sr. Schäuble em questões humanitárias a por o resto da Europa a encarreirar!
(ainda em Agosto, ouvi num canal de Notícias, o Dr. João Soares - sem menos rodeios, mas sempre acenando com Auschwitz e o horror, que os Alemães, sim senhora, tinham era que pagar (neste caso os dinheiros para a Grécia)!!)

Desde há meses que na Alemanha se discute e se prepara para a Emergência de refugiados, especialmente da Síria. A posição de firmeza da Sra. Merkel, secundada por todos os partidos com representação no 'Bundestag' resulta da consciência que a Alemanha iria assumir uma responsabilidade politica substancial na gestão desta crise - contra xenofobias e ressentimentos da propria população, contra os dilemas de quem se deve aceitar, no estabelecer de regras efectivas para lidar com estas emergências e na mobilização da sociedade alemã, que não só o Estado, para que tal aconteça de uma forma menos brutal e que vise a sua transicção integração para uma vida mais normal , principalmente para os que chegam.
Ou seja não foi assumir "posições politicamente mais correctas e moralmente mais decentes", foi trabalhar seriamente, de forma aturada e responsável para que a "correcção" e a "decência", e já agora a "partilha de valores e responsabilidades", coalesçam de forma minimente substantitva e deixe de ser uma especie de capote híperbolico para ajuste de contas de intelectualidade académica.
Sem imagem de perfil

De Costa a 04.09.2015 às 14:25

Certeiro. Sempre a necessidade da correcção política, da História feita pelos vencedores, de apontar a culpa alemã, hereditária, infinita, insusceptível de expiação. Os refugiados alemães vítimas também eles de Hitler: uma visão simplista das coisas e que no limite quase tudo explica, porque tudo ou quase mudou no mundo no pós-guerra, em resultado dela e ela, essa guerra, fruto de acção desse homem. Muito conveniente.

"At the Potsdam Conference in July 1945, British, American and Russian leaders agreed to '... recognise that the transfer to Germany of German populations ... remaining in Poland, Czechoslovakia and Hungary, will have to be undertaken.' They also specified that '... any transfers that take place should be effected in an orderly and humane manner.' The expulsions were, in fact, conducted in a ruthless and often brutal manner." Este fragmento encontra-se facilmente na internet.

Hitler já morrera quando a esmagadora maioria dessas "transferências" foi feita. Mas era vivo, vivo e poderoso, um outro implacável ditador: Staline. Tão, todas as contas feitas, ou mais assassino do que o alemão (ou austríaco). Mas, evidentemente, integrou os vencedores. E ainda hoje é perfeitamente aceite que se lhe cantem hinos e se passeie a sua imagem em bandeiras, camisolas, o que seja, juntamente com outros intocáveis santos do comunismo.

Costa
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 04.09.2015 às 15:27

E nem vamos falar de como os Ingleses e Americanos entregaram populações inteiras - como os Cossacos - de volta aos Comunistas Soviéticos para serem massacrados. Ou como se bombardeou Zara até até destruição e favorecer a limpeza étnica dos Italianos de da Dalmácia e da Istria pelos Comunistas de Tito.
Italianos que sempre lá estiveram mesmo dentro do Império Austro-Hungaro.
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 03.09.2015 às 17:50

Lamento, caro Pedro Correia, mas continuo, neste campo como em outros, a não acompanhar o Soromenho Marques!!
Lamento, sobretudo, a crescente e incessante histeria e infantilização!! É impossível ouvir uma opinião estruturada e prudente por entre os gritos dos que se compadecem mais alto!! Este excesso expedito de compaixão expressiva, tudo derroga! Estados transformados histericamente em corredores de transumancia!! Um caos alimentado pela compaixão de levar na lapela! Uma tragédia anunciada com aplausos!!
Um bem haja,
Sem imagem de perfil

De queima beatas a 03.09.2015 às 19:31

SEM PREJUÍZO DE NESTA EMERGÊNCIA TODOS DEVEREM TRATAR DE CUIDAR DOS VIVOS NINGUÉM QUER REFLECTIR SOBRE QUAL SERÁ A CAUSA PRÓXIMA DESTA CALAMIDADE? PARECE QUE NINGUÉM SABE, OU SERÁ ASSUNTO TABU DE QUE TODA A GENTE FOGE A PÔR O DEDO EM FERIDA EXTENSA QUE CONVÉM CAMUFLAR? UI QUE MEDO HIPÓCRITAS!
Peço desculpa pelas maiúsculas mas já tinha escrito assim noutro local e foi só copiar.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 03.09.2015 às 21:52

Enquanto se partem os telhados de vidro do Intimíssimo shock and awe, hoje choramos, amanhã revoltamo-nos , depois meneamos negativamente a cabeça e seguidamente a vida continua como habitualmente, busyness as usual. Deixámos derramar o leite, para quê a indignação agora, quando a consciência sabe bem, bem lá no fundo o que todos sabemos há muito tempo?..Devíamos já nem ter dedos nas mãos de apontar culpados. Deviam cair, podres de hipocrisia.
Uma vez li em diversos textos em consequência das mesmas consequências aplicadas a outra realidade que "estavam a pedi-las"... Pelo amor de Deus.
Sem imagem de perfil

De Octávio dos Santos a 03.09.2015 às 22:52

Viriato Soromenho-Marques fala da «generosa Suécia»... sim, a Suécia é tão «generosa» que deu nisto...

http://www.breitbart.com/london/2015/07/29/warring-migrant-tribes-grenade-attacks-authorities-that-dont-give-a-damn-what-is-going-on-in-sweden/

http://www.gatestoneinstitute.org/5195/sweden-rape?anid=7

http://www.breitbart.com/london/2015/07/21/top-immigration-official-caught-praising-islamic-state/

http://www.gatestoneinstitute.org/6378/swedish-muslims-unbelievers?anid=7

http://www.breitbart.com/london/2015/07/21/christian-asylum-seekers-hounded-out-of-immigrant-housing-by-muslim-residents/

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D