Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Reflexão do dia

por Pedro Correia, em 09.07.15

«O que vimos [na Grécia] foi um referendo trapaceiro. Sem uma verdadeira campanha. Uma pergunta opaca e incompreensível. Um apelo àquilo que não se sabia o que significava, pois do "não ao euro" dos primeiros momentos ao sim de domingo à noite, passando pelo não a umas propostas dos credores que ninguém explicava, [o Syriza]  mudou de direcção três vezes em oito dias. (...) De que democracia falamos? A União Europeia não é, apesar dos seus imensos defeitos, esse espaço pacificado no qual pouco a pouco aprendemos a substituir a eterna lógica do pulso pela negociação e pelo compromisso? Não é, apesar dos seus imensos defeitos, esse lugar de invenção democrática no qual, pela primeira vez desde há séculos, tentamos resolver as nossas diferenças através do diálogo e não da guerra política ou da chantagem? E em virtude de que perversão intelectual podemos ver um acto de 'resistência' nesse confronto perante 18 países, alguns dos quais atravessam situações não menos difíceis do que a Grécia mas nem por isso deixaram de assumir sacrifícios consideráveis para conceder-lhe, em 2012, por exemplo, um perdão da sua dívida no montante de 105 mil milhões de euros, apesar de que também eles terem de prestar contas aos seus povos? Desde domingo, toda a gente se comporta como se o senhor Tsipras fosse o último democrata da eurozona. (...) Os países da Europa Central que atravessaram o inferno dos dois totalitarismos, nazi e comunista, não precisam de receber lições de legitimidade - e muito menos dele [Tsipras].»

Bernard-Henri Lévy, no El País


28 comentários

Sem imagem de perfil

De :P a 10.07.2015 às 03:43

Básicamente a proposta é que, alguém/um país/uma comunidade, tendo sofrido por mor de qualquer coisa deverá exigir para que essa qualquer coisa se reproduza até ao fim dos tempos, que o facto de uns se vergarem implica que ninguém possa resistir ao que obrigou outros a essa posição de vergado. Há quem pense diferente:
http://www.levif.be/actualite/international/thomas-piketty-denonce-l-hypocrisie-de-l-allemagne-envers-la-grece/article-normal-404313.html?utm_source=Newsletter-07/07/2015&utm_medium=Email&utm_campaign=Newsletter-RNBDAGLV&M_BT=10297323311721 e http://www.noticiasaominuto.com/economia/417602/piketty-e-outros-economistas-apelam-a-merkel-para-que-mude-de-postura
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.07.2015 às 23:04

Pois enquanto esses falam, os gregos desesperam. E o Syriza deita borda fora todas as promessas eleitorais e age como se o tal plebiscito de domingo nunca tivesse acontecido.
Aceitando desta vez, em troca do tão ansiado dinheiro dos contribuintes europeus, cortes na despesa grega superiores aos que estavam em cima da mesa na semana passada:
http://www.elmundo.es/economia/2015/07/09/559ec0fd46163fdc728b4592.html
Isto constitui um marco na antologia da estupidez política difícil de ultrapassar.
Sem imagem de perfil

De Vento a 11.07.2015 às 00:43

Pedro, deixei um comentário ali no post de Luís Leitão a complementar outros dois comentários. Se o ler, depois de publicado, verificará, com base na proposta original que não é nada disso que referem. E a questão do aumento de IRC já eles vinham a defender anteriormente, só que tinham fixado o tecto nas empresas com lucros a partir de MEIO MILHÃO DE EURO.

Em Espanha, não se esqueça que, tal como em Portugal, há órgãos de informação e ou jornalistas em órgãos de informação, ligados à ideologia do governo, que desejam fazer passar a mensagem que a Grécia recuou para tentar enganar os eleitores no sentido de lhes demonstrar que as suas políticas erradas é que foram as acertadas.

Mas meu caro amigo, não quero partir para mais uma de minhas habituais ausências sem lhe deixar aqui um abraço e os votos para que brevemente nos possamos reencontrar por aqui.
Se tiver fé, ore também por mim.

PS: Vou ali acima deixar mais uma musiquinha como sugestão.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 11.07.2015 às 00:57

Espero que não seja o 'Zorba, o Grego', Vento.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D