Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Reflexão do dia

por Pedro Correia, em 28.07.14

«Não sabia que a CPLP tem por vocação evitar o isolamento das ditaduras criminosas internacionais. Não sei, nesse caso, porque é que a Coreia do Norte não há-de fazer parte da CPLP. Uma vez que ser ditadura não impede de pertencer à comunidade e não falar português também não impede, não sei porque é que não convidamos a Coreia do Norte. Também há grandes interesses económicos da Coreia do Norte que certamente vão além de cem milhões de euros investidos no Banif. (...) Não acredito que tenhamos vendido a lusofonia por cem milhões de euros: embora o País seja pequeno, a nossa dignidade não deveria ser assim tão barata. Mas houve uma falta de pudor total. Assistimos em Díli a um dos actos mais vergonhosos de toda a nossa história diplomática. É bom que os portugueses tenham consciência disso: foi um acto que só nos pode envergonhar. Gostaria de ouvir a oposição socialista dizer que, se for governo amanhã, expulsa a Guiné Equatorial da CPLP, como deve.»

Miguel Sousa Tavares, há pouco, no Jornal da Noite (SIC)


12 comentários

Sem imagem de perfil

De sampy a 28.07.2014 às 23:44

Caramba, por pouco o cronista comparava Obiang ao Pinto da Costa...

Mas parece que está encontrado manancial para um Ecuador II.
Sem imagem de perfil

De William Wallace a 29.07.2014 às 02:49



Assim fala uma pessoa sem argumentos válidos

Aliás neste caso (como muitos mais) só se pode apelar a algum tipo de argumentação quem seja intelectualmente desonesto, mas o problema maior é que andam por aí muitos e muitas.

--------------------------------------------------------------------------------------------------


Ou então deve ser quadro do Banif quiçá até com responsabilidades na gestão do banco.

------------------------------------------------------------------------------------------------

Escolha a resposta que mais lhe convier


Sem imagem de perfil

De sampy a 29.07.2014 às 12:15


Os meus argumentos, já os tive oportunidade de apresentar noutros lados. Sobre a sua validade, aceitam-se alvíssaras.

Se me vens pedir meças sobre desonestidade, descansa que já ganhaste.


Gerente de conta de algum teu familiar. Quiçá.

Destroça, filho.
Imagem de perfil

De Mário Pereira a 29.07.2014 às 00:25

Eu por acaso, como já estou habituado ao servilismo dos governantes portugueses face aos dos outros países, nem me indignei muito com o facto de o nosso País ter sido representado na cimeira de Díli pelo presidente da República e pelo primeiro-ministro, enquanto os apoiantes da Guiné Equatorial Brasil e Angola o foram apenas pelo MNE e pelo presidente do parlamento.
Mas, se realmente se queria marcar uma posição, ainda que sem ser de ruptura ou de oposição frontal, por que raio lá foram os dois? A ânsia de passear é assim tão grande, ou eles simplesmente não tinham nada mais importante para fazer?
De qualquer forma, como gosto de contraditórios, sugiro por exemplo este:
"Orgulhosamente sós."
http://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/orgulhosamente-sos-6551926
Além da ironia, tem três ou quatro aspectos que talvez valha a pena considerar...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.07.2014 às 12:58

Obrigado, meu caro, por apresentar como contraditório a um texto deste blogue... um outro texto deste mesmo blogue.
Eu por acaso já sabia, mas é bom haver leitores que reconheçam o carácter plural do DELITO.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 29.07.2014 às 01:00

Fui ao dicionário procurar Democracia e foi difícil entender o conceito vago que presentemente é o seu significado. Todos entendemos um pouco de tudo, mas o que está na base de tudo, se for não vago que chega a ser quase nada, não faz sentido porque o perdeu.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.07.2014 às 13:03

No dicionário, ditadura surge atrás da democracia. Faz sentido. Para alguns, pelo contrário, vem antes e está acima. Vá-se lá saber porquê.
Sem imagem de perfil

De Alexandre Carvalho da Silveira a 29.07.2014 às 01:06

Luis Meneses Leitão, com quem muitas vezes estou em desacordo, tem na minha opinião posto este episódio na perspectiva correcta.
A mim não me repugna absolutamente nada que a Guiné Equatorial que, como LMLeitão lembra muito bem, foi uma colónia portuguesa até ao sec. XVIII, faça parte de uma comunidade de estados que tem que ser mais do que um conjunto de países que falam a mesma língua.
A Guiné Equatorial é uma ditadura? então não foi a "descolonização exemplar" que deitou ao mundo uma data de "democracias" onde os votos eram, e são ainda em alguns casos, contados com a ponta dos canos das Kalashnikov?
Algum dos paises africanos da CPLP pode ser considerado um estado de direito onde a Democracia, tal como a entendemos, funciona e é respeitada?
Este "orgulho nacional ofendido" faz-me lembrar as cenas ridiculas que aconteceram em Portugal há cerca de 125 anos a propósito do Ultimato Inglês: é tudo fogo de vista!
Os que andam a bater no peito como Miguel de Sousa Tavares, são os mesmos que dizem que Angola é uma cleptocracia.
MSTavares também acredita que José Sócrates foi o melhor 1º ministro português do regime saído do 25 de Abril de 1974. Não é para ser levado a sério.
Sem imagem de perfil

De Duarte a 29.07.2014 às 18:05

Isto depende muito da loja a que pertençam.
Os maçons de Coimbra estão contra, os de Lisboa estão a favor. E Lisboa manda nos partidos políticos (PSD, CDS e PS).
Também tem de se contar com a maçonaria regular, de direita, e católica, igualmente interessada em servir os interesses da maçonaria brasileira.
Para já, parabéns aos maçons de Coimbra.
http://www.dn.pt/politica/interior.aspx?content_id=4039134
Sem imagem de perfil

De William Wallace a 29.07.2014 às 22:40

.........olhe que os ventos mudam.........................

Noutras paragens e sítios prima pela atitude bronca de afagar sem pudor a mão que manda, aqui e por pudor tem uma atitude igualmente serviçal mas mais requintada.

Traidor nada mais do que isso e uma vez traidor sempre traidor.......
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.07.2014 às 01:08

Ó Sôr Pedro Correia, mas que descaramento e falta de chá.
A partir de hoje quero vê-lo a publicar aqui, entre aspas e sem mais, as opiniões de MST que ficamos agora a saber tanto valoriza.
Sabe porquê que os blogues morreram? Olhe que não foi por causa do Facebook.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 29.07.2014 às 13:01

Não sei a que blogues se refere. Este, ainda há dois dias, teve mais de seis mil visualizações em 24 horas. Se isto é estar "morto" vou perguntar à D. Lili Caneças o que é estar vivo.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D