Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Rapazes, lembram-se?

por Fernando Sousa, em 01.08.18

20180731_113355-1.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


28 comentários

Sem imagem de perfil

De Bea a 01.08.2018 às 07:31

Há raparigas que também se lembram:)
Bom Dia
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 01.08.2018 às 11:39

Ahahahahah, tem razão, Bea. Tem razão. De todo o modo pelo menos estes não conheço mais raparigas que os tenham lido. O que evidentemente quer dizer pouco.
Sem imagem de perfil

De António Maria a 01.08.2018 às 07:40

Muito bem lembrados na excelente série Os homens da Fronteira recentemente vista no canal História.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 01.08.2018 às 11:40

Que pena, António, não vi a série! Mas talvez ainda a consiga ver. Vou procurá-la.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.08.2018 às 08:22

"Rapazes, lembram-se"? -Só os rapazes?!
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 01.08.2018 às 11:43

Dou-lhe a mesma razão que dei (acima) à Bea. De todo o modo eu não vou pelo politicamente correcto. Raramente vou, ou nunca. Correndo assim o risco de reparos - justos - como o seu e o da Bea.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 01.08.2018 às 09:14

Eu o que me lembro é de uma enorme coleção antiga de revistas do Tio Patinhas e Pato Donald que as minhas primas tinham e que eu lia durante o verão.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 01.08.2018 às 11:45

Também li essas. E o que aprendi com elas! Tentarei trazê-las aqui um dia destes quando as encontrar, ainda que quase desfeitas pelo tempo, no meu sótão.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.08.2018 às 10:00

Então não me lembro? Gostava (e gosto) disso tudo. E do Ivanhoe e do Rob Roy e do Texas Jack e do Falcão e do Mandrake e do Blake & Mortimer.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 01.08.2018 às 11:52

Eh, pá, Pedro, que tempos, devorava-os a todos, entre limonadas e carcaças à sombra de uma figueira - que um dia cortaram, curiosamente no mesmo dia em que morreu o major Alvega. Estava a ler o livro e não acreditava a ver o homem a esbardalhar-se direito ao chão!... Foi nesse dia que compreendi que os heróis também morrem.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.08.2018 às 11:54

Que embrião de bela crónica estás aí a contar, Fernando...
As palavras são como as cerejas. E ainda bem.
Imagem de perfil

De José da Xã a 01.08.2018 às 11:31

Xiiiiiii. Do que se foram lembrar...
Há muuuuuuuuuuuuuuuitos anos que via estes livros.
Sabe bem revisitar o passado!
Obrigado pela oportunidade!
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 01.08.2018 às 11:55

Sim, Zé, o passado pode acalmar o presente desde que não queira trocar de lugar com ele. É curiosamente como geração a geração vamos precisando de heróis, sei lá porquê!
Imagem de perfil

De José da Xã a 01.08.2018 às 11:59

Faz parte da génese humana, Fernando.
Mas enquanto os heróis ficaram fechados nas páginas de um livro até que nem vai mal.
O pior são os heróis de carne e osso que por vezes vamos, erradamente, idolatrando.
Abraço.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 01.08.2018 às 12:03

Pois, penso que o entendo. Mas, Zé, enquanto precisarmos de heróis o melhor é saber escolhê-los. Tirando o melhor deles, sem idolatria, o que também é possível.
Sem imagem de perfil

De Gay Radiante a 01.08.2018 às 11:59

Eu nessa altura lia mais a Gina. Um jornaleco de costumes.
Sem imagem de perfil

De Gay Radiante a 01.08.2018 às 13:14

A revista Gina, publicada desde Setembro de 1974 até 2005, ao que dizem com um historial de 196 números, foi de imediato um estrondoso êxito e o preço inicial de 25 escudos (fica a dúvida se 25 ou 30) ia sendo alterado ao ritmo da crescente procura, galgando por aí fora até pelo menos aos 600 escudos. As tiragens de largos milhares suplantaram muitas das revistas populares da época.

A revista produzida pela editora Pirâmide, de Mário Gomes e irmão Acácio, tinham na essência conteúdos adquiridos ao já libertino e abundante mercado alemão e traduzidos ou adaptados com textos do próprio Mário, obviamente sem qualquer rigor literário. As capas regra geral eram púdicas, com rostos de mulheres larocas com ares de virgens inocentes, o oposto das cenas interiores. O papel era brilhante, com tons coloridos e algo resistente a humidades como convinha.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 01.08.2018 às 16:03

Obrigado, Gay, por toda a informação, que desconhecia.
Imagem de perfil

De ptc63 a 01.08.2018 às 15:09

As raparigas que, como eu, tinham irmãos mais velhos, também se lembram. Desses e muitos mais (A caminho de Oklahoma, Santa Fé ou Oregon, Geronimo, Cavalo Maluco, Bonanza, Ritintim, Fúria, e tantos, tantos outros!)
ptc
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 01.08.2018 às 16:05

Ui, ptc, a viagem que me deu a fazer! Obrigado, por ela.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.08.2018 às 17:15

Não esquecer Emilio Salgari...


JSP
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 01.08.2018 às 18:01

O Corsário Negro... Os Tigres de Mompracem... Obrigado, JSP.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 02.08.2018 às 01:45

Ora bem Sandokan.
Edições Romano Torres se bem me lembro.

Modesty Blaise no suplemento de sexta (sábado?) do Diário Popular. Mas aí já entramos na BD.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 02.08.2018 às 10:15

E lembra-se muito bem, Luckcky. Exactamente. Uma idade de sonho, paredes meias, sim, com a BD.
Imagem de perfil

De jpt a 01.08.2018 às 20:17

ai, que saudades, ai, ai (todos lidos e relidos)

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D