Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Quem será o Nobel da Literatura?

por Pedro Correia, em 09.10.19

              s-l300[1].jpg 2019-09-time-atwood-mbj-murphy-cover-flip_800x600[

 

Quem serão os contemplados com o Nobel da Literatura? Este ano deverão ser anunciados dois - não apenas o de 2019 mas também o de 2018, que não chegou a ser atribuído.

Faltam 24 horas para sabermos. Gostaria de perguntar aos leitores do DELITO em quem apostam. Pela minha parte, reitero desejos antigos: ver Milan Kundera ou John Le Carré distinguidos pelo Comité Nobel. Mas talvez o Nobel, desta vez, premeie uma mulher. A canadiana Margaret Atwood ou a norte-americana Joyce Carol Oates, por exemplo.

Seria justo.

Autoria e outros dados (tags, etc)


92 comentários

Imagem de perfil

De jpt a 09.10.2019 às 09:10

Por várias razões, e uma das quais é mesmo o processo que abalroou a Academia Sueca e levou ao adiamento da entrega do prémio no ano anterior, um dos premiados será uma mulher. Atwood seria uma boa favorita mas enfrentar o metoo não será o que a Academia Sueca fará neste ano.

Para mim o preferido seria Lobo Antunes. Milan Kundera e Cormac McCarthy encher-me-iam de satisfação.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2019 às 09:39

Também gostaria muito de ver o primeiro Nobel brasileiro. Rubem Fonseca, sobretudo. Mas presumo que seja politicamente incorrecto aos olhos dos académicos suecos.
Em escritoras, Lygia Fagundes Telles ou Nélida Piñon. Qualquer delas merece.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 09.10.2019 às 09:14

Milan Kundera está fora do baralho. Desde A insustentável leveza do ser, que já foi há dezenas de anos, os seus livros têm sido fracotes. Eu li-os quase todos e não tenho dúvidas, a sua fase de fulgor passou depressa, atualmente não passa de um professor de literatura, de escritor tem pouco e fraco.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2019 às 09:25

Você leu os livros dele "quase todos" sabendo que é "fraco".
Deve ter uma costela masoquista muito acentuada.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 09.10.2019 às 09:58

Não, os seus livros têm sido fracos somente depois da Leveza do Ser. Antes, eram fantásticos, muito bons.
Imagem de perfil

De jpt a 09.10.2019 às 14:30

Sim, o fulgor máximo do Kundera já foi há décadas.
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 09.10.2019 às 10:06

Tretas... A Valsa do Adeus, A Brincadeira Imortalidade..

Nos meus 20 e picos anos era o meu escritor favorito... Ia à Biblioteca buscá-los, excepto a Insustentável... que havia lá em casa.

Gostava que ganhasse Lobo Antunes
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 09.10.2019 às 11:24

A Valsa do Adeus e A Brincadeira são excelentes. Já A Imortalidade, é somente passável.
Imagem de perfil

De João Pedro Pimenta a 09.10.2019 às 23:17

Mas o Nobel também é um prémio de carreira. Não me importava que ele recebesse, mas ficaria admirado, já que o comité do Nobel prefere por norma maior "diversidade" geográfica.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2019 às 23:56

Politicamente incorrecto em excesso, creio, para o júri de Estocolmo.
Imagem de perfil

De jpt a 10.10.2019 às 00:18

não sou crítico literário nem grande conhecedor mas ... o trecho do comunismo como kitsch do "A Insustentável Leveza do Ser" já teve o seu Nobel, a própria História. Seria curial que lhe dessem o prémio, literalmente falando.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.10.2019 às 09:16

Javier Marías e uma qualquer escritora para que as feminazis não fiquem escandalizadas.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2019 às 09:31

Javier Marías seria um excelente vencedor. Mas é politicamente incorrecto, como as crónicas dele bem demonstram. E os tempos não são nada propícios à incorrecção política.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.10.2019 às 09:40

Concordo consigo Pedro Correia.
Mas seria um bom golpe contra a "tirania da maioria", como disse Stuart Mill.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2019 às 09:41

Pois seria. Mas esse golpe não poderá vir daquele conjunto de académicos de Estocolmo. Herdeiros dos que ignoraram Borges, Joyce, Kafka e Virginia Woolf.
Sem imagem de perfil

De Miguel a 09.10.2019 às 13:19

Creio que no caso do Kafka a culpa terá sido do Max Brod por não ter sido suficientemente lesto a enviar os manuscritos pelo correio...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2019 às 21:55

É certo. No caso de Kafka, há essa atenuante.
Imagem de perfil

De jpt a 10.10.2019 às 00:19

Joyce não sei, que foi bem antes, mas Borges, que foi no nosso tempo? Sem atenuantes ...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.10.2019 às 08:49

Sem atenuantes de espécie alguma. E outros: Greene, Nabokov, Conrad, Malraux, Yourcenar...
Imagem de perfil

De jpt a 10.10.2019 às 15:18

Conrad é muito recuado - em termos literários será incompreensível não o terem premiado mas não faço a mínima ideia de como seria a constituição e o conteúdo cultural dos juris desse tempo. Dos que foram nossos contemporâneos já será mais fácil ... surpreender-nos, dado que o Nobel é um prémio que se auto-assume (o seu juri, claro) como uma espécie de "campeonato mundial da literatura". Greene é mais compreensível que não tenha sido premiado, à luz de um conservadorismo avaliativo - não sendo um escritor de rupturas (às quais os juris não costumam ser muito sensíveis) - ele tem livros muito "ligeiros", e de sucesso comercial. Terá pesado para não o nomearem. Borges foi uma questão política, obviamente. Nabokov incompreendo mesmo, e só poderá ser o facto de ser uma espécie (muito peculiar) de "russo branco" que terá levado a isso. Agora Yourcenar? Vista de hoje, talvez com anacronismo, tinha tudo para ganhar o prémio - mulher, lésbica, auto-"exilada", valores "humanitários" inscritos nos seus textos (está no regulamento, pois o prémio não é apenas literário), etc. Nunca compreendi que não lho tivessem dado.

Ao comentar aqui perguntei ao senhor Google porque não ganhou Nabokov o prémio Nobel: deu-me isto, que tem alguma piada (e elenca vários autores que na época foram consdierados e desdenhados) - para que ganhasse em 1965 Sholokov (aquele do Don Tranquilo, uma pepineira) https://www.theguardian.com/books/2016/jan/06/borges-auden-nabokov-neruda-nobel-prize-literature-1965

e uma visão horrível do homem, que talvez não tenha ajudado aos que o gostariam de ver laureado https://www.bostonglobe.com/ideas/2016/12/02/nabokov-was-such-jerk/PLLEJmD9tqWgj5CSgDumrK/story.html

ou um texto mais interessante mas que mostra uma personalidade literária pouco cativante https://www.doppelgangermagazine.com/june/naben_ruthnum/

https://eyeoflynx.wordpress.com/2014/03/05/great-authors-who-didnt-win-a-nobel-prize-for-unlikely-reasons/ - ou uma lista de não premiados e as razões possíveis de Nabokov não ter ganho em 1974, tal como Greene que fora nomeado (ganharam dois suecos que ...faziam parte do juri: o clientelismo também existe no sacralizado Norte ...)
Imagem de perfil

De Vorph Valknut a 09.10.2019 às 10:08

Don DeLillo...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2019 às 21:57

Duvido muito. Se for um autor americano, será mulher. Não homem.
Caso contrário haveria levantamento de rancho MeToo.
Imagem de perfil

De jpt a 10.10.2019 às 15:18

Esse não, francamente
Sem imagem de perfil

De kika a 09.10.2019 às 10:25

Vou torcer pela Margaret Atwood porque gosto
de a ler ( seria merecido na minha modesta opinião) e porque não li Joyce Carol Oates .
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2019 às 11:23

Seria merecido, sem dúvida.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.10.2019 às 13:48

Kika, e porque não duas mulheres?
Em 114 anos de Nobel apenas 14 mulheres o receberam; os homens continuariam com uma vantagem ENORME e inultrapassável até ao século XXI...
Gosto de ambas, mas não acredito que nenhuma delas seja premiada.
Amanhã saberemos :)

Maria
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.10.2019 às 17:58

...até ao final do século XXI

Maria
Sem imagem de perfil

De kika a 09.10.2019 às 19:13

Nada contra . Só que também não estou de acordo que
prémios sejam atribuídos a mulheres unicamente por estarem
em inferioridade numérica. Para mim será sempre o talento que deverá
prevalecer. A Joyce Carol Oates já está na minha lista.
Aguardemos então 🌻
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2019 às 22:02

Eis uma das maiores injustiças do júri do Nobel literário: não terem premiado Karen Blixen, Virginia Woolf e Katherine Mansfield.
Sem imagem de perfil

De kika a 09.10.2019 às 22:34

Só li Virginia Wolf e confesso que foi um exercício difícil
para a minha pequena pessoa e a biografia curiosamente
tão ou ainda mais difícil.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2019 às 22:48

Sugestão de leitura de um dos melhores romances de Virginia Woolf:
https://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/4798564.html

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.10.2019 às 23:02

Completamente de acordo, Pedro.

Maria
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.10.2019 às 08:50

Faltou-me a Marguerite Yourcenar. Outra omissão imperdoável.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.10.2019 às 23:00

Também não estou de acordo que ganhem (apenas) por serem mulheres, mas o que não falta são mulheres a escrever muitíssimo bem por esse mundo fora :)
E até acho que cá em casa há mais livros escritos por homens... mas que seria muito engraçado se ganhassem duas mulheres, lá isso seria.
🍃🍁🍃
Maria

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2019 às 23:53

Por mim, nada a objectar. Antes pelo contrário.
Sem imagem de perfil

De Zé a 09.10.2019 às 23:33

"Em 114 anos de Nobel apenas 14 mulheres o receberam; os homens continuariam com uma vantagem ENORME..." É o que eu digo mais abaixo. Já agora, quantos escritores pretos foram contemplados? E gays etc.
Abandonamos definitivamente os critérios de mérito?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.10.2019 às 00:34

"Escritores pretos", Zé?
Se os brancos tivessem permitido que eles aprendessem a ler e escrever mais cedo teria certamente havido alguns.
Agora já há bastantes a ganhar prémios literários e não só.

"Gays"?
Dentro do armário, alguns.

"Critérios de mérito"?
O que é isso?
O que é bom para uns, será péssimo para outros... e não tem nada a ver com o género.
🍁
Maria
Imagem de perfil

De José António Abreu a 11.10.2019 às 16:39

Sobre Woolf:
https://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/do-principio-ao-fim-29-8886617

E, sobre Joyce Carol Oates, uma coisa longuíssima que, vá-se lá saber porquê, resolvi alinhavar há já 10 anos:
https://escafandro.blogs.sapo.pt/94630.html

Mas, claro, de momento a escritora a descobrir (para quem, como eu, não o tenha já feito) é Olga Tokarczuk. :)
Sem imagem de perfil

De kika a 11.10.2019 às 19:19

Sinceramente agradecida.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.10.2019 às 11:33

Apenas um lembrete
Em 2018 a Academia das Ciências indicou Agustina Bessa-Luís (e Manuel Alegre) para Prémio Nobel da Literatura.

Isabel
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2019 às 22:02

Agustina seria bem lembrada. Mas agora já não será possível.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.10.2019 às 22:44

Pois não.

Isabel
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2019 às 22:49

Ando para escrever sobre ela já há uns tempos. Continua na minha agenda.
Sem imagem de perfil

De Zé a 09.10.2019 às 12:28

Será que vão começar com as quotas no Nobel?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2019 às 22:03

Já começaram. No ano em que deram o Nobel a Toni Morrison.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2019 às 22:03

Estando vivos escritores como Norman Mailer, Philip Roth e John Updike.
Imagem de perfil

De jpt a 10.10.2019 às 00:21

As "quotas" (critérios geo-políticos-linguísticos) há muito que estão na agenda, bem para além desse caso que referes.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.10.2019 às 08:54

Roth já não faz parte do mundo dos vivos, Pedro.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 10.10.2019 às 08:58

Nenhum dos três que mencionei acima faz. Mas fazia quando o Nobel foi atribuído a Toni Morrison. O contexto da frase era esse.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.10.2019 às 12:46

Perez-Reverte (D.Arturo)...
Pero no hay huevos...



JSP
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 09.10.2019 às 22:04

No hay, no hay...
Sem imagem de perfil

De João Lisboa a 09.10.2019 às 12:56

O Nobel só é importante para as editoras livreiras. Com uma história recheada de nulidades https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_Nobel_laureates_in_Literature , não serve como medida da qualidade literária. Mas se eu votasse - Dog forbid!... - era no Alberto Manguel.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.10.2019 às 13:55

Também votaria nele.
Pelo que escreve e pelo que fez em jovem: seria assim uma espécie de homenagem ao Jorge Luis.

Maria
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.10.2019 às 13:46

Milan Kundera

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D