Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Quem fala assim... (20)

Fernando Vendrell: «Irrita-me a burocracia»

por Pedro Correia, em 31.10.20

vendrell2b.jpg

 

«O meu maior pesadelo é trabalhar em cinema em Portugal»

 

Produziu Belle Epoque, a longa-metragem do espanhol Fernando Trueba que em 1994 ganhou o Óscar de melhor filme estrangeiro. E realizou ele próprio vários filmes, de Fintar o Destino (1998) a Aparição (2018). Fernando Vendrell começou a responder de forma lacónica mas foi-se soltando ao longo da entrevista.

 

Tem medo de quê?

Do cão.

Gostaria de viver num hotel?

Prefiro o hotel ao campismo.

Tem alguma coisa contra o campismo?

As formigas.

A sua bebida preferida?

Água.

Em qualquer estação do ano?

Há momentos em que prefiro o vinho.

Tem alguma pedra no sapato?

Tenho.

Não há maneira de sair?

Não depende de mim.

Que número calça?

40.

Que livro anda a ler?

Ando a ler vários. Destaco A Faca não Corta o Fogo.

Está a gostar?

É fabuloso. Só podia, sendo do Herberto Helder.

Tem sempre muitos livros à cabeceira?

Muitos. Entre cinco (mínimo) e dez.

E se a cabeceira fosse maior...

Teria 25 livros.

A sua personagem de ficção favorita?

Buster-Keaton: uma pessoa-personagem.

Rir é o melhor remédio?

Sim. É um dos melhores remédios. Mas há outros.

Lembra-se da última vez em que chorou?

Não me recordo. Se calhar, de propósito.

Gosta mais de conduzir ou de ser conduzido?

Normalmente gosto mais de conduzir. Mas pode dar-me grande prazer ser conduzido. Depende muito das circunstâncias.

É bom transgredir os limites?

Acho que se deve tentar sempre transgredir os limites.

Qual é o seu prato preferido?

Depende dos dias. Hoje o meu prato preferido é bacalhau com broa.

Qual é o pecado capital que pratica com mais frequência?

A luxúria.

A sua cor preferida?

Azul.

Costuma cantar no duche?

Não. No duche costumo ficar mudo. É o lugar onde se pode chorar de forma mais discreta.

E a música da sua vida?

São as Sonatas para Violoncelo, de Bach.

Sugere alguma alteração ao hino nacional?

Como todas as coisas, o hino também está sujeito a mudanças. Mas sou ainda mais radical: preferia uma boa alternativa de hino a modificar o que já existe. Devia ser considerada a hipótese de fazer um novo. O conteúdo bélico do hino não me satisfaz, embora respeite as condições históricas em que foi feito.

Com que figura pública gostaria de jantar esta noite?

Com Barack Obama.

As aparências iludem?

E de que maneira...

Qual é a peça de vestuário que prefere?

Um bom par de calças.

Qual o seu maior sonho?

Poder ser feliz.

O maior pesadelo?

É trabalhar em cinema em Portugal.

O que o irrita profundamente?

A burocracia, a hipocrisia e as pessoas que respeitam estas premissas.

Qual a melhor forma de relaxar?

Sentir-se livre.

O que faria se fosse milionário?

Faria o mesmo que faço agora, mas certamente conseguiria fazê-lo com mais meios.

Casamentos gay: de acordo?

Não tenho qualquer objecção.

Uma mulher bonita?

A minha mulher.

Acredita no paraíso?

Não. Mas acho que devia existir.

Tem um lema?

Não é um lema, mas é um axioma de Melville, que vem no Moby Dick: «Ó tempo, força de vontade, dinheiro e paciência.» É a expressão profunda da condição humana.

 

Entrevista publicada no Diário de Notícias (18 de Outubro de 2008)


14 comentários

Sem imagem de perfil

De V. a 31.10.2020 às 12:44

Mais uma criatura muito original que gostava de jantar com o Sr. Obama... Isto não faz sentido nenhum.

Sobretudo tendo em conta que onde Obama gosta de ir é ao McDonald's.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 31.10.2020 às 12:49

A Fotografia é do treinador Mourinho!
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 31.10.2020 às 15:02

Por acaso pensei o mesmo...
Sem imagem de perfil

De V. a 31.10.2020 às 18:05

O Mourinho apesar do nome é menos abdulá do que este..
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 31.10.2020 às 18:35

Desculpe, não percebi :-)
Sem imagem de perfil

De V. a 01.11.2020 às 01:23

ok eu traduzo: não tem as trombas de marroquino que este tem
Imagem de perfil

De Robinson Kanes a 01.11.2020 às 09:48

Mas tem por certo a herança genética, como o país que o viu nascer tem um forte carga cultural, humana e social dos "marroquinos"... Tomara muitos...

É a minha deixa para sair...
Over & Out...
Sem imagem de perfil

De V. a 01.11.2020 às 18:00

Mas tem por certo a herança genética, como o país que o viu nascer tem um forte carga cultural, humana e social dos "marroquinos"... Tomara muitos...

Não, não tenho. A herança genética desses povos invasores é mínima e manifesta-se parcialmente em cerca de 4% da população e a herança cultural limita-se a umas quantas noras puxadas por uma burra que já não se usam), açoteias no Algarve para secar as cuecas (que muitos não usam, especialmente no Algarve) e meia dúzia de azulejos com cornucópias que já só usam nas casas de banho. De resto não há mais nada — e ainda bem.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.11.2020 às 18:13

Não percebi quem é que não usa cuecas?
Sem imagem de perfil

De V. a 02.11.2020 às 20:15

Muitos, sei lá eu. A liberdade assume muitas formas.
Sem imagem de perfil

De Carlos Sousa a 31.10.2020 às 15:41

Mais um Don Quixote a lutar contra os moinhos de vento.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 31.10.2020 às 18:11

o abdulá
Sem imagem de perfil

De s o s a 01.11.2020 às 22:10

Ontem terá falecido um individuo, cujo nome nao fixei. Mas pela data da entrevista, agora aqui reproduzida, poderá ter sido este.

Assim sendo, já nao me permito perguntar, o porque desta entrevista.

Um entrevista mesmo fixe, pois com respostas assim curtinhas, a leitura é facil e rapida.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.11.2020 às 10:51

Entrevista airosa. Convenceu-me com o azul e com o Obama. Só faltou mesmo um suminho de laranja . Next!

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D