Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




26 de Agosto de 1977


20 comentários

Sem imagem de perfil

De Cristina Torrão a 29.04.2014 às 18:45

Pela fotografia, eu diria que ele teve de criar mais um furo ao contrário... ;)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.05.2014 às 01:08

Nessa altura ainda usava cinto. Depois passou a usar suspensórios.
Sem imagem de perfil

De Alexandre Carvalho da Silveira a 29.04.2014 às 19:04

Como dizia o Poeta: "Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades". A vergonha é que é muito pouca, e um país que considera esta pessoa a sua maior referência politica depois de 1974, não pode ir longe.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.05.2014 às 01:08

Hoje critica outros com os mesmíssimos argumentos que noutros tempos eram usados para o criticar a ele. Tal e qual.
Sem imagem de perfil

De Maradão a 29.04.2014 às 19:18

O Bochechas já acha que o 28 de Maio de 1926 foi obra de um bando de neo-liberais...

http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=27&did=146616
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.05.2014 às 01:09

Toda a gente sabe que o Cabeçadas e o Carmona eram 'Chicago boys'.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 29.04.2014 às 20:07

Estranho este Socialismo do 25 de Abril que só pode existir segundo os próprios Socialistas de todos os partidos -e aqui no Delito também- com Défice e consequente Endividamento.
Ou seja o Socialismo não é redistribuição, é fazer dívida.

O Governo Passos na prática ao fazer os Portugueses pagar pelo Socialismo é mais Socialista que todos os Socialistas.
Ou por outras palavras a guerra política em Portugal é entre o Socialismo e o Populismo.
De um lado temos o Governo Passos, forçado pelas circunstâncias - não acredito que se pudesse fazer dívida como outros no passado se conseguisse controlar - a fazer os portugueses pagar o socialismo. E do outro: Soares, Pacheco Pereira, Manuela Ferreira Leite, Capucho, Freitas, etc. Que são os Populistas.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.05.2014 às 01:10

Contei, neste seu breve comentário, oito vezes a palavra socialismo e/ou socialista.
É um tema que o fascina.
Sem imagem de perfil

De am a 29.04.2014 às 22:04

A culpa não é dele ... é de quem ainda lhe passa cartão...

Nem reciclado vale um cêntimo... é uns dos maiores vigarista da história de Portugal, !

Artur Mendes

Av Dr Fernando R R. Leitão, 122 Massamá.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.04.2014 às 22:39

Assim se procura distrair as pessoas. Fala-se mal, mal, mal, nada se constrói, apenas se destrói, porque interessa que assim seja. Assim se passa o tempo, sacrificando aqueles que interessa matar antes do tempo. Nada, do que possam dizer, fará que seja esquecido, é que homens como ele, mesmo com todos os defeitos que tenham, não morrerão, mas ficarão imortalizados na história e ele, será um deles.
Sem imagem de perfil

De amendes a 29.04.2014 às 23:00


Tanta m**** que está (fica) na história!
Sem imagem de perfil

De rmg a 29.04.2014 às 23:18


Quem a História imortalizará não lhe cabe a si nem a mim dizer (História com "H" grande e não a história com "h" pequeno de que fala , se me permite corrigir a sua falta de cuidado) .

É que a História não "imortaliza" gente viva a pedido de outra gente viva , isso só os noticiários das 8 da noite conseguem .

Pode crer que bastante lastimo achar hoje que assim será porque bastante fiz ao longo dos anos para que assim não fôsse .

Mas ninguém perde tempo a tentar "matar" quem faz tudo para se "suicidar" .
Basta ír constatando o facto .

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.04.2014 às 00:13

Se por cá andarmos, veremos, se ficará ou não imortalizado!....... O ódio cega e é bem verdade!....Não vale a pena, acredite porque é tempo perdido.....
Sem imagem de perfil

De rmg a 30.04.2014 às 03:34


Vai ter que ficar para si com isso tudo da conversa dos "ódios" , mais os seus conselhos "paternais" sobre o meu tempo perdido , tudo isso é muito "primitivo" para o meu gosto , acho que isto não é caixa de comentários de um pasquim manhoso .

Pela minha parte não tenho ódio nenhum a Mário Soares , acompanhei-o e apoiei-o ao longo de mais de trinta anos e não foi só a ír pôr a cruzinha lá de vez em quando , como porventura terá sido o caso da maior parte das pessoas que agora acham lindo tudo o que ele diz só porque vem de encontro às suas próprias conveniências do momento .

É que isto de falar dos "desígnios da História" implica mais estudo cuidadoso e menos entusiasmo bacôco .

E é precisamente por lhe ter ainda algum apreço que bem lamento alguém que - com todos os seus defeitos e virtudes como todos nós - acabe a defender de modo totalmente acrítico e populista tudo aquilo que nos disse combater uma vida inteira .

Mas como se verifica V. nem leu nem respeitou o que eu escrevi no 3º parágrafo , o que diz bastante sobre o que cega ou deixa de cegar e quem .

De resto o "Anónimo" deve ser muito novinho (mais novo que os meus netos ...) para achar que ainda vai assistir a juízos da "História" sobre o que se passa em 2014 .
Só se forem juízos da "história" (como escreveu) , que são assim umas coisas com prazo de validade ao sabor da imaginação de cada um .



Sem imagem de perfil

De amendes a 29.04.2014 às 22:56

Foi este um dos ideólogos da descolonização...
E os "Capitães do 25 de Abril".

Entrevista de Almeida Santos ao jornal Publico 2004 ( parte)

" Os militares fizeram pressão para que houvesse descolonização rápida.
Também houve um ultimato de lá para cá, a dar cinco ou oito dias para o Governo entregar o poder ao PAIGC, sob pena de entregarem eles lá. Ficámos de mãos atadas. Não podíamos julgar centenas de militares, tinha sido um plenário de militares e não podíamos substituí-los.

- " Nem mais um soldado para o Ultramar" -- O Costa gomes e eu ficámos sem saber o que o que fazer e eu disse: - " Vou pedir a demissão, vou explicar porquê, não estou para aturar isto".
- ele disse" Ah senhor ministro, veja lá o que pode fazer, o senhor é tão hábil , tem resolvido tantos problemas, veja se resolve mais um"...

- Lembrei-me: " Vou chamar o Pedro Pires" Que era quem andava lá a fazer a propaganda revolucionária . Chamei-o e disse-lhe: " Você conhece este telegrama?." E ele" Conheço" e eu : " Então agora?". Ele diz:
" Vocês perderam a guerra nós ganhámos" . Que guerra é que vocês ganharam em Cabo Verde? Quantos mortos é que têm lá?"
Ele ficou um bocado chateado e diz-me: - " Você é que me chamou, tem que me dizer o que quer."

E eu disse: " O que quero é que você seja mais inteligente do que infelizmente alguns dos nossos moços que estão por lá em Cabo Verde e que aceite uma consulta popular. Vocês ganham a consulta popular e nós salvamos a face"

"O resto é mais indecoroso "

Foi assim em Cabo Verde, Angola e Moçambique!!!!!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.05.2014 às 01:11

Não conheço essa entrevista. Mas abriu-me o apetite para a ler na íntegra com esses excertos.
Sem imagem de perfil

De jj.amarante a 30.04.2014 às 00:58

Não me lembro de nenhum político português tão mentiroso como o Pedro Passos Coelho. De vez em quando ocorrem crises e é preciso apertar o cinto. O problema com o Pedro Passos Coelho é que aproveitou a crise para ganhar as eleições mentindo sobre o que se propunha fazer e aplicando doses exageradas e incompetentes de austeridade. Além de continuar um mentiroso compulsivo minando a confiança da sociedade, condição necessária para uma economia sã.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 30.04.2014 às 21:00

Eu lembro-me: Por exemplo Mários Soares, qualquer político Comunista quando diz defender a "democracia", o Sócrates, são alguns exemplos. Mas convenhamos que este está lá muito próximo.
Sem imagem de perfil

De Ó sr. Soares, desapareça! a 30.04.2014 às 09:02

É sempre bom lembrar:

http://www.sabado.pt/Multimedia/FOTOS/-spam---b--Politica---b----spam-/Crise--Quando-Mario-Soares-defendia-o-plano-do-FMI.aspx
Sem imagem de perfil

De Ó sr. Soares, desapareça! a 30.04.2014 às 09:04

Link corrigido:


http://www.sabado.pt/Multimedia/FOTOS/Politica/Crise--Quando-Mario-Soares-defendia-o-plano-do-FMI.aspx

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D