Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




PS em congresso (10)

por Pedro Correia, em 30.11.14

António Costa falou bem a abrir e a fechar um congresso que pouco teve de empolgante - como era de prever, dadas as circunstâncias. É certo que quase nada detalhou das receitas que preconiza para o crescimento económico do País e a sua reiterada intenção de obter maioria absoluta nas legislativas parece um alvo inalcançável. Mas interpelou com vigor as forças à sua esquerda, exigindo que abandonem o gueto do protesto. Demonstrou sensibilidade social com a surpreendente homenagem às vítimas de violência doméstica. Declarou que continuará a celebrar com orgulho o dia da restauração da independência, que o Governo absurdamente riscou da lista dos feriados nacionais. E sobretudo vincou a sua autoridade, impondo que a questão Sócrates ficasse à margem dos trabalhos e dos discursos.

Este era o principal desafio e acabou por ser ganho - em benefício do partido e, por extensão, da democracia portuguesa. Porque um PS que permaneça órfão ou refém do rasto de Sócrates será incapaz de trilhar com sucesso as rotas do futuro.


6 comentários

Sem imagem de perfil

De IO a 30.11.2014 às 15:21

"sensibilidade social" ou o mais desavergonhado populismo?
Sem imagem de perfil

De Antipatizante a 30.11.2014 às 17:39

E o camarada Carrilho, que é feito dele, que ninguém o viu?
Sem imagem de perfil

De Rui Nuno a 30.11.2014 às 19:26

Um PS refém do rasto de Sócrates e com governação idêntica à do PSD. O PS tem de mudar quer queira ou não, caso contrário estará à beira da destruição do mesmo.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.11.2014 às 23:16

o ps não tem nada de novo assim como esta maioria sempre os mesmos...Porra
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 30.11.2014 às 23:20

Fantástico texto a favor do mais repelente populismo.

Sem imagem de perfil

De Alter Ego a 01.12.2014 às 08:30

Caros amigos, cuidado com todo partido político que se diz socialista. Esses gastam todo dinheiro e numa eleição seguinte elegem um candidato de qualquer partido que a duras penas e com o povo revoltado é obrigado a acertar o "caixa" do governo que ficou sem nada. Não repitam, por favor, esse gravíssimo erro de avaliação. Não votem em nenhum candidato socialista. São péssimos administradores da conta pública. Votem em candidatos mais sérios. Portugal tem bons candidatos! Confiem! Eu confio!

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D