Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Profetas da nossa terra (9)

por Pedro Correia, em 28.04.14

«Continuação da Portela é inviável. Aeroporto corre o sério risco de ser desqualificado como aeroporto europeu, num prazo de dez anos, por causa dos seus constrangimentos ambientais.»

Mário Lino, 21 de Julho de 2005


10 comentários

Sem imagem de perfil

De jj.amarante a 28.04.2014 às 20:31

Esta sua série é um bocado maldosa, ao expor o ridículo das afirmações peremptórias que quase constituem uma doença profissional dos políticos e de muitos comentadores, porque os ouvintes acabam por apreciar a assertividade dessas pessoas públicas. Mesmo assim exigem-se estudos e mais estudos à mínima dúvida manifestada.

Mas a mim, que sempre achei um enorme disparate a retirada do aeroporto da Portela (reconhecendo o conflito de interesses de morar nos Olivais Sul), é consolador ver a realidade a desmentir esta previsão!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.04.2014 às 20:50

Faço minhas as suas palavras relativamente à Portela. Repare: esta é uma frase de 2005, típica de uma época (que se julgava ser) de vacas gordas. Quase dez anos depois, o vaticínio do ministro das Obras Públicas está cabalmente desmentido pelos factos. E ainda bem que aquele desvario não foi por diante: seria mais uma PPP que andaríamos agora a pagar com dinheiro alheio acrescido dos respectivos juros. Em nome de uma necessidade virtual, não real.
Esta série é uma espécie de "recapitulação da matéria", no fundo um exercício jornalístico que devia ser muito mais frequente nos órgãos de informação. Mas não visa apenas políticos: os comentadores sempre cheios de certezas absolutas não ancoradas na realidade também estão aqui em foco.
Sem imagem de perfil

De rmg a 28.04.2014 às 21:54


Caro Pedro Correia

Ainda fiz um sorriso de orelha a orelha com a sua última frase .

Lembrei-me de algumas coisas que fui escrevendo ao longo dos anos e , claro , "touché" e bem "touché" .
Mas eu ao menos admito-o e ainda estou a rir-me de mim , o que é bem saudável.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.05.2014 às 00:53

Nada mais saudável, meu caro. Um abraço.
Sem imagem de perfil

De Carlos Faria a 28.04.2014 às 21:17

Lamento que, por norma, haja tanto tempo de antena para este tipo de profecias e se pretendem fundamentar asneiras, quanto maiores e populares, mais se replicarão nos mídia para preparar o terreno para se consumar o erro... tal como décadas de trabalho a analisar estudos já deu para perceber que estes existem quase em exclusivo para fundamentar a opção previamente tomada por um proponente (público ou privado) e não para expor uma análise custos benefícios isenta de quem os encomenda...
Pior, o que me dói na alma, é que como funcionário público dificilmente possa denunciar a falácia de muitos estudos, a não ser pondo mais questões, o que à partida já sei qual a resposta falaciosa que sairá e o que vingará.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.05.2014 às 00:53

Há estudos para todos os gostos, meu caro. É como as sondagens: tem muito a ver com quem as encomenda.
Sem imagem de perfil

De Alexandre Carvalho da Silveira a 29.04.2014 às 02:01

Esta "profecia" foi feita não apenas para justificar a saída do aeroporto da Portela, mas também a construção do novo aeroporto na Ota, com custos incalculáveis. O que a torna ainda mais grave.
Sem imagem de perfil

De Costa a 29.04.2014 às 10:26

Isso e o negócio dos terrenos da Portela, que entre a demolição da estrutura aeroportuária, a descontaminação e o caos urbanístico que se lhes seguiria (não seriam decerto destinados a um grande, frondoso e bucólico parque; nem à construção de uma zona habitacional cuidada, planeada e sem sobre-edificação), dariam muito dinheiro a ganhar aos de sempre.

Receio que seja uma questão de tempo, todavia. Este país confunde progresso com cimento, tijolo e alcatrão. E não é só na cabeça de quem alegadamente governa.

Costa
Sem imagem de perfil

De jamé a 30.04.2014 às 20:00

http://www.youtube.com/watch?v=YLKjGaZthCc
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 01.05.2014 às 00:55

Nunca a palavra jamais foi tão relativa como nessa época tão festiva.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D