Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Procura-se

por Pedro Correia, em 07.02.18

rui-rio[1].jpg

 

Vencedor das eleições no PSD a 13 de Janeiro. Não foi visto nem voltou a ser escutado desde então. Tem estatura meã e denota dificuldades de orientação, costumando trocar a direita pela esquerda. Paradeiro incerto. Amigos e apoiantes, preocupados, gratificam quem o encontrar: garante-se desde já uma subsecretaria de Estado num futuro Governo PS-PSD.

Autoria e outros dados (tags, etc)


32 comentários

Perfil Facebook

De Rão Arques a 07.02.2018 às 10:35

Foi eleito mas ainda não exerce, pelo que será prudente aguardar. Outro estilo é de quem mesmo perdendo tenha saltado não poucochinho para as luzes da ribalta.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.02.2018 às 10:40

É notório que não exerce. Estará num retiro espiritual?
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 07.02.2018 às 10:50

Pedro, ouviu o seu presidente falar no "Grupo do Café Império "?

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.02.2018 às 11:12

Eis o Grupo do Império, aqui imortalizado:
http://sporting.blogs.sapo.pt/momento-de-gloria-3741889

Quatro deles escrevem também no DELITO.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 07.02.2018 às 11:26

Imagem de perfil

De jpt a 08.02.2018 às 17:35

O DO é uma filial?
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.02.2018 às 17:49

Também reúne perigosamente nesse local. Com mais vinho e menos cerveja.
Perfil Facebook

De Rão Arques a 07.02.2018 às 10:57

Bom, há quem esteja em retiro espiritual mas em correria tipo papa-móvel.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.02.2018 às 11:10

Outros permanecem em ponto morto.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.02.2018 às 12:18

Não me incomoda o silêncio dos líderes partidários.
O que me incomoda mesmo é o contrário.
Quase sempre.
Por exemplo: preparam-se para discutir e decidir sobre a morte medicamente assistida.
Já não estou longe de poder passar por isso.
E não delego, de jeito nenhum, tal decisão nesses senhores, num assunto tão importante e tão pessoal.
Quem, informado e de boa fé, pode achar que tal gente é de confiança?!
Que me perguntem em referendo.
E eu decidirei por mim.
João de Brito
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 07.02.2018 às 14:25

Num referendo terá mais possiblidade de serem outros a decidir por si. Legalize-se e se chegar a hora decidamos nós...também não será muita a diferença. Muitos já nascem fingindo-se vivos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.02.2018 às 14:44

"E eu decidirei por mim." E é isso que a lei da Eutanásia lhe proporcionará.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.02.2018 às 15:42

Mas por que raio estão vocês a falar em eutanásia a propósito do desaparecimento do doutor Rio? Não consigo vislumbrar.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 07.02.2018 às 16:54

Pedro, já ouviu falar no termo literário, Fluxo de Consciência?

Voilá!

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.02.2018 às 17:33

Não só ouvi falar como pratico, sempre que posso.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.02.2018 às 17:35

Ou, como se diz em português erudito, "as palavras são como as cerejas".
Sem imagem de perfil

De Lucklucky a 07.02.2018 às 14:41

Não me diga que esperava que o Rui Rio fosse fazer política.
A política é feita nas redacções.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.02.2018 às 15:43

Esclareça-nos lá então em que redacção é feita a política do recém-eleito presidente do PSD.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 07.02.2018 às 16:56

Se me permite, Luck e Pedro:

Nas redacções marxistas.
Sem imagem de perfil

De V. a 07.02.2018 às 18:15

Mas olha que é mesmo. São todos um bando de esquerdimongas que nem dá para contar. O Lucky, muito bem, refere-se ao tipo de linguagem utilizada nos jornais (vem das escolas, na minha opinião — é muito bem inculcada à miudagem desde que começam a usar lápis de cores) e ao jargão do regime que até é utilizado por eminentes criaturas que se dizem de direita mas são de esquerda também porque são burros como um tamanco e nem se apercebem que já está tudo orientado para amacacar isto tudo desde o princípio. Tipo Marques Mendes. Uma pequena análise de conteúdo (contando os tropes, onde estão as acentuações e os temas fundamentais) demonstra que o seu pensamento está encravado nos finais dos anos 90, mas com e-mails. Numa espécie de tempo mitológico do regime onde o cabrão do Estado parece uma pessoa de bem (na verdade é um monstro filho da puta) e os comunas e os socialistas parecem gajos com que se pode conviver e dividir as coisas. Mas isso não é verdade. Querem tudo para eles. Basta ver o que o pessoal porreiro das esquerdas, com o seu sinistro capitão, faz no Inatel e outros institutos que todos pagamos para eles distribuirem regalias só por si. E é com a simpatia estúpida destes arlequims da gaita, que parecem ser o que não são, que estes crápulas têm conseguido enganar a populaça toda. Como dizia Pessoa: "... E só eu, que não queria achar, achei.". Eu e o Lucky.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 07.02.2018 às 18:50

Porra.....cravagem do centeio?

Mas concordo que um dos cancros do Estado a que chegamos provém, em certo sentido, da Escola Pública. Mas também da publicidade e portanto do próprio sistema político- económico dominado pelas empresas, anunciantes, detentoras, simultaneamente, dos sistemas de comunicação. Ninguém se sente estúpido ou fracassado se puder comprar o último modelo de qualquer coisa. Nem que seja a crédito. ...a Liberdade confunde-se com a liberdade de ter, ou vir a ter.

O outro factor responsável pelo Estado a que chegámos resulta de termos deixado de morrer em casa.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 07.02.2018 às 19:51

V. esse teu discurso é anti-burguês, logo anticapitalista/mercado livre. E pelo ódio a determinados sectores étnicos -políticos, também anti-democrata. Nesse sentido aproximas-te , no discurso de luta , aos partidos de extrema esquerda (aliados da extrema direita, no combate ao sistema parlamentar ). Acreditas na renovação do Homem pelo poder persuasivo da educação/mito. Eu não...sou um pouco mais radical. Analisando a história por mais narrativas que construamos a nossa inclinação para o mal é impossível de aplacar. Penso que nos extinguiremos....oxalá
Sem imagem de perfil

De V. a 07.02.2018 às 23:58

Acredito que uma escola focada no conhecimento e na autonomia dos alunos — que os desvinculassem das sucessivas dependências que agora se acumulam em torno deles — seria propício a termos uma sociedade civil mais forte, pessoas mais participativas e melhor distribuição de riqueza longe das bolhas de favorecimentos e áreas de privilégios que determinados grupos profissionais e os partidos políticos construíram nos últimos 30 anos.

Nós não temos uma democracia. Temos uma partidocracia e temos uma anti-meritocracia. E agora temos formalmente uma ditadura parlamentar. É isso que temos. Não sei se sou anti-burguês ou não — essa ideia do "burguês" escapa-me um pouco. Até porque acredito um pouco na ideia bem burguesa de cidade-estado como mini-estado de mercadores povoado de diversidades oficinais e gente activa lá dentro (como tens na LX Factory e nos "hubs"). Acredito no valor da iniciativa privada (que necessita de estar fundamentada na ideia de que os "empresários" não são bestas esclavagistas, que têm interesses e preocupações que são as mesmas de quem trabalha para eles — e que os desníveis de remuneração e regalias seriam ultrapassados se por um lado as empresas tivessem mais liberdade e perdessem menos tempo a preencher papelada para os funcionários públicos pensarem que são necessários. Acredito sobretudo que o sistema está errado porque o sistema está montado a partir da ideia de prevaricação e não de postulados positivos e postulados de confiança. E isso são ideas que vêm do século XIX e do século XX. É por isso que o marxismo tem de ser ultrapassado — tal como o comunismo português que está ancorado ao espectro do Estado Novo e ao dia seguinte à nossa entrada na CEE. O resto é deixar andar, e o pessoal do Bloco pode ficar com o Teatro desde que não se meta nas outras artes onde eu me mexo que é para isto não fazer faísca.

Sobre a extinção... é mais do que certa... mas como dizia Umberto Eco, só se pode falar do Ser, do Não-Ser é difícil dizer qualquer coisa
Sem imagem de perfil

De Sarin a 09.02.2018 às 14:34

O Avante e o Jornal do Fundão?
Porque se fala do inconómico, do ai, do espesso, do privado, do echo and the bunnyman e de outros parecidos* devo dizer-lhe que se enganou na linha política.

Já sobre o correio da madrugada, bom, linha ideológica é distinta de linha política, certo? Cof, cof, o que interessa não é informar, é vender.


* cada vez mais parecidos nas fontes e no esmero da escrita
Sem imagem de perfil

De Lucklucky a 07.02.2018 às 17:16

!? Todas, são todas iguais, pois pertencem à mesma monocultura.

O Expresso não pensa o mesmo que o Publico que o DN, que a RTP, que a TVI que a SIC, que a RDP? Pensa.
O complexo político-jornalista pensa todo da mesma maneira por isso legitima e protege Fidel Castro dizendo que foi "Líder Cubano".
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 07.02.2018 às 17:34

"Redacções marxistas" é um termo pleonástico, Lucky?
Sem imagem de perfil

De Lucklucky a 08.02.2018 às 18:51

Pois. Para mim quase redundante,só raramente vem um raio de sol fora da cultura marxista.
Sem imagem de perfil

De Sarin a 10.02.2018 às 00:23

Não me diga que não foi líder cubano e sim testa-de-ferro!

Um líder pode chegar à liderança por muitas vias, pode exercer a liderança de muitas maneiras; amado ou odiado, será líder desde que responsável pelos destinos do seu país.

Mas se quer reescrever a história, conte lá o facto alternativo...

E sobre as legitimações deste ou daquele, acho que foi essa mesma imprensa que falou de um tal líder chileno quando ali o vizinho Garzón começou a inquietar o amigo da Dama de Ferro. Tchh, eu sei, há quem deteste ser recordado da existência de tal ditador - incluindo a imprensa, que deu tímidas notícias sobre os seus problemas... de saúde, porque da fortuna, dos assassínios e dos processos quase só ouviu falar quem perdeu amigos às suas mãos.
Imagem de perfil

De jpt a 08.02.2018 às 17:38

Discordo deste teu postal, e surpreende-me que alguém com a tua cultura o escreva, só mesmo por distracção. É óbvio que o homem está em estágio de pré-época, num complexo holandês ou suíço, a jogar com amadores, com cargas pesadas de treino físico e preparando esquemas tácticos para as duras competições que se antevêem ...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 08.02.2018 às 17:50

Estágios muito prolongados são maus conselheiros, meu caro. Veja-se o que sucedeu à selecção portuguesa em Saltillo no Mundial de 1986, de má memória.
Imagem de perfil

De jpt a 08.02.2018 às 17:57

Pois. Mas que o homem está nisso está ...

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D