Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Presidenciais (33)

por Pedro Correia, em 22.01.16

Os adversários abriram a Marcelo Rebelo de Sousa uma auto-estrada rumo ao Palácio de Belém.

Primeiro os adversários internos: mesmo promovidos pela imprensa amiga, durante meses a fio, nenhum deles saiu da sombra.

Depois, os da "verdadeira direita", seja lá o que isso for: ei-los adormecidos à sombra da bananeira enquanto ruminam um ódio antigo ao candidato "bacteriologicamente impuro" em quem fatalmente votarão.

A seguir, o PS: a estratégia suicida dos socialistas foi o condimento que faltava para a vitória anunciada do ex-presidente do PSD nesta eleição presidencial.

E desta vez Marcelo nem precisou de mergulhar no Tejo. Seria mais fácil, aliás, vermos Sampaio da Nóvoa a praticar tal gesto.

Pouco mais lhe resta senão isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)


14 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.01.2016 às 20:12

Pois não, desta vez Marcelo não precisou de se atirar ao Tejo, desta vez utilizou outra estratégia, a do táxi. Ainda não reparou que Marcelo foge da direita como o Diabo da Cruz? Foge e quer muita distância e por incrível que pareça, aproxima-se o mais que pode, da esquerda. Marcelo já viu que é na esquerda que está a virtude e ele próprio, afirmou, ser a esquerda da direita, para não dizer que não queria nada com a direita, pois isso, não seria correcto, para os fundadores do PSD que em muito discordavam do anterior governo. Ironia do destino ou não, até Marcelo vê o quão mau, foi o governo de Passos Coelho e quer a maior distância possível. O PS não teve estratégia suicida porque o PS está mais interessado na governação e como tal, deu liberdade de voto, embora dissesse posteriormente que poderiam votar em ASN e MB. Há liberdade de voto no PS, o que leva muitos a votar no Marcelo das televisões, não do PSD ou CDS, simpático, afável e mostrando-se sem vaidade e igual, ao outro que está ali ao seu lado.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.01.2016 às 00:22

Há aí uma confusão qualquer. A campanha em que Marcelo guiou um táxi foi a de 1989, para a Câmara de Lisboa.
Eram outros tempos. O Muro de Berlim tinha caído um mês antes.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.01.2016 às 01:28

Se há alguma confusão, é sua. Marcelo utilizou táxi, não guiou táxi e você sabe-o bem, mas interessa-lhe desconversar como é seu hábito.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.01.2016 às 01:49

Em 1989 guiou táxi. Já não havia Muro de Berlim mas ainda existia União Soviética.
Sem imagem de perfil

De do norte e do pais a 22.01.2016 às 20:38

opinião: o ps apresentou 1 candidato para ir até ao fim e mais outra, a marisa (2), para passar os seus votos ao 1 assim que necessário. o pc em conluio apresentou outro (3) faz de conta. a belém é na realidade a segunda candidata da esquerda, porque 2 e 3 eram só para tentar forçar a 2a volta.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.01.2016 às 00:24

O seu comentário faz-me lembrar a voz de comando num GPS.
Sem imagem de perfil

De Reaça a 22.01.2016 às 22:17

A esquerda portuguesa é estúpida, esclerosada, tacanha, sem senso de humor, uma contradição completa.

Ao contrário, também uma contradição, a direita portuguesa é inteligente, fina, cheia de classe.

Sempre fomos uns Europeus ao contrário.

Nessa ordem de ideias, Marcelo, mesmo que não seja eleito, ficará para a história de Portugal, como o candidato de todos os portugueses, principalmente para os seus adversários.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.01.2016 às 00:30

Funde-se esquerda com direita. Torna-se esquerdeita.
Com fusões evitam-se confusões.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.01.2016 às 01:38

O Marcelo vai ser eleito porque fugiu da direita portuguesa inteligente, fina e cheia de classe. Como o Marcelo não se revê nessa direita, fugiu dela porque se a tivesse ao lado, perderia. Como ele dispensou todos os atributos dessa direita que não lhe diz nada, preferiu tombar para a esquerda. O próprio afirmou ser a esquerda da direita. Desta não esperava essa direita fina, inteligente e cheia de classe.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.01.2016 às 01:50

Você tem tendência para se repetir, anónimo. Já tinha dito isso no comentário anterior.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.01.2016 às 18:43

E...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.01.2016 às 19:25

E... desta vez não se repetiu. O resto é silêncio.
Sem imagem de perfil

De lucklucky a 23.01.2016 às 01:38

Eu certamente não votarei Marcelo. Uma pessoa impreparada que vive na torre de marfim do complexo Politico-Jornalista.
Ou seja fora de contacto com o mundo.

Para lá do caso de ser de Esquerda fingindo-se de Direita. Para isso é preferível o Nóvoa aí temos a Esquerda.


Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.01.2016 às 01:52

Faço-lhe notar que você está a violar a contenção imposta aos cidadãos no "dia de reflexão" pré-eleitoral.
Já passou da meia-noite, hora a que a carruagem da Cinderela vira abóbora.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D