Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Presidenciais (15)

por Pedro Correia, em 23.01.21

mw-860.jpg

 

O DIA DOS ATRASADOS MENTAIS

Eis que chega o chamado "dia de reflexão". Em que as figuras tutelares do Estado nos tratam como atrasados mentais. Coitados de nós: precisamos de espremer as meninges durante 24 horas, em recatado silêncio, para ponderar em que quadradinho haveremos de inscrever um xis. 

Apetece mandá-las "reflectir" para o raio que as parta. E perguntar-lhes, já agora, se este dia importantíssimo também foi concedido aos mais de 240 mil eleitores que optaram por antecipar o voto presencial, exercendo o dever cívico no domingo passado. Sou capaz de apostar que não. Sendo assim, haverá motivo para invalidar tais votos não submetidos ao crivo prévio do "dia de reflexão"? 

Mandam as anacrónicas normas ainda em vigor que todas as acções de promoção das candidaturas estejam interditas nestas 24 horas de solene pasmaceira. Como se fosse possível apagar o que ficou escrito na vasta galáxia digital. E de novo pergunto: sendo assim, por que raio não vigorou isso também no dia 17 de Janeiro, quando dezenas de milhares de portugueses já votavam?

Enfim, perguntas retóricas. Sabendo à partida que não terão resposta. O que esperar afinal dum Tribunal Constitucional, duma Comissão Nacional de Eleições e dum Ministério da Administração Interna que autorizam, permitem e validam a presença nos boletins de voto dum candidato que nunca o foi?

Como se nada disto merecesse ser levado a sério. E se calhar não merece mesmo.


35 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.01.2021 às 02:23

Seria interessante, ao contrário do que escreveu Saramago, toda a gente votar no primeiro. Ah!ah!ah! só por ficção, evidentemente.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.01.2021 às 09:00

Capaz de ter mais "votos" do que ele próprio alguma vez já imaginou.
Com o alto patrocínio do Tribunal Constitucional, do Ministério da Administração Interna e da Comissão Nacional de Eleições.
Perfil Facebook

De Marques Aarão a 23.01.2021 às 09:28

Seria mortífero para os capatazes da palhaçada.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.01.2021 às 12:42

Pelo menos devia ir à 2ª volta...!
Anomava a malta!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.01.2021 às 07:16


Impressionante!
Rir é o melhor remédio!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.01.2021 às 08:59

Ir é o melhor remédio. Ás urnas.
Infelizmente, as urnas parecem atrair cada vez menos gente. Talvez por causa deste nome tão macabro.
Já era tempo de se inventar outra palavra.
Perfil Facebook

De Marques Aarão a 23.01.2021 às 09:30

Caixa dos segredos,
Perfil Facebook

De Marques Aarão a 23.01.2021 às 07:38

Valha-nos o milagre da não aparição de Marcelo, coisa rara depois de longos anos a não falhar um dia.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.01.2021 às 09:07

Ele hoje está a reflectir. Aliás, como todos nós.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.01.2021 às 08:09

Que murcóm... claro que foi concedido... É hoje... você não percebe nada...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.01.2021 às 09:07

Que se passa, anónimo? Desatas a roncar quando começas a reflectir?
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.01.2021 às 09:19

Você não tem sentido de humor nenhum. Já não se pode ser ironico
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.01.2021 às 08:59

Bom dia Pedro Correia.
Comungo da sua opinião, não merece ser levado muito a sério. E sim, que dizer destas instituições, particularmente do Tribunal Constitucional, onde se passeiam algumas figuras com ligações conhecidas e que, talvez por isso, por lá se arrastam determinados processos. No mínimo, para não ser mal educado, lamentável e execrável.
Tenha um bom fim de semana, cuidado, não escalde as meninges a meditar...eh...eh...ih...ihhh.... Saúde. Entre outros entreténs, e leituras, vou apurando as minhas artes de "chef". O meu "crumble" de maçã é de fazer inveja, modéstia à parte. A fotografia bem o mostra. E o sabor............
António Cabral
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.01.2021 às 09:11

Faz muito bem, caro António Cabral.
Eu daqui a um par de horas também vou dedicar-me aos tachos... da cozinha. A preparar um caril de grão. Ingredientes já prontos para a função.

Na cozinha reflecte-se melhor.

Haja saúde!
Imagem de perfil

De Vorph "ги́ря" Valknut a 23.01.2021 às 09:34

Sim, também já pensei em os mandar de volta para a mãezinha deles. Mas irei votar
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.01.2021 às 10:27

Muitos dos poucos que irão votar cederão à tentação de deixar o xis no "candidato" Baptista (a quem o "Expresso", sempre mais papista do que o Papa na militância fanática pelo "acordo" ortográfico", chama Batista, mesmo estando o nome BaPtista impresso assim, no boletim de voto).
Imagem de perfil

De Vorph "ги́ря" Valknut a 23.01.2021 às 11:26

Vou votar Mayan. Não por acreditar no credo "liberal" americano, mas por me parecer ser o mais correcto. Na postura, discurso (sobretudo pela sua oposição ao atentado humanitário que é a injecção de 6 mil milhões de euros na TAP) , tom, e passado.
Sem imagem de perfil

De AVS a 23.01.2021 às 10:23

Este boletim de Voto espelha de forma muito nítida a sociedade portuguesa. Os políticos e afins que por cá têm existido são fruto desta sociedade, não vieram de outro planeta. Sinto-me envergonhado de mim mesmo pois como Português que sou, a responsabilidade disto também é minha! Não passo de um Português manso, exactamente aquilo que múltiplas vezes vou chamando aos outros. Olhar-me ao espelho pode ser cruel!

António Santos
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.01.2021 às 10:46

Colar a esta gente o rótulo de incompetência parece-me pouco.
Se um "lapso" desta dimensão ocorresse numa empresa privada, o responsável era sumariamente exonerado de funções.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.01.2021 às 11:23

Depende da empresa privada!
Há para aí algumas multinacionais em Portugal que nem lhe passa pela cabeça as vigarices e as tretas de erros que eles fazem.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.01.2021 às 10:29

Nunca percebi esta raiva contra o dia de reflexão. Para mim é como o Melhoral, não faz bem, mas também não faz mal.
Acho que se pretendia evitar um crescendo nas campanhas eleitorais com comícios simultâneos, muita barulheira e possíveis confrontos. Claro que aplicado a umas eleições dormentes como estas não faz muito sentido. Nenhum candidato fez comício de encerramento. Foi por causa da pandemia, mas se os fizessem e não houvesse pandemia o maior não devia atingir 100 pessoas.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.01.2021 às 10:45

"Dia de reflexão" é um anacronismo que devia ter ficado enterrado lá no século XX, sem chegar ao século XXI.
Do tempo da televisão a preto e branco e da expressa proibição de canais privados de TV no texto constitucional.
«A televisão não pode ser objecto de propriedade privada», rezava o artigo 38.º, n.º 6, da Constituição original.
https://www.parlamento.pt/parlamento/documents/crp1976.pdf

Com o estado a tratar os cidadãos como atrasadinhos mentais.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.01.2021 às 10:36

A pressa das pessoas votarem antes, foi para apanharem ainda alguns velhotes vivos e os que ainda estavam em quarentena, estes , novos ou velhos , claro. Com esta mutação do vírus e com as mortes galopantes, foi somente isso que mereceu a atenção deles todos! Eles não têm culpa se não há médicos, nem camas!
Gente muito «conscienciosa!» .
Resolvi que vou votar no candidato que encabeça a lista. Sempre fica com mais uma assinatura e um voto!!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 23.01.2021 às 10:39

Parabéns. Nem precisou de gastar todo o "dia de reflexão" para assumir essa brilhante opção de voto.
Sem imagem de perfil

De Carlos Sousa a 23.01.2021 às 11:05

Se para votar qualquer boletim serve, devíamos levar de casa não só a caneta mas também o papel, que podia ser de embrulho reciclado. Sempre era mais ecológico e mais de acordo com os candidatos.
Sem imagem de perfil

De Carlos Sousa a 23.01.2021 às 15:12

Reflectindo bem se calhar é melhor substituir o papel de embrulho por papel higiénico. Quando acabarem as eleições sempre têm alguma utilidade.

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D