Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Presidenciais (13)

por Pedro Correia, em 04.01.16

                   Henrique_Neto20[1].jpg Marcelo-Rebelo-de-Sousa-2-560x840[1].jpg

   

Debate Henrique Neto-Marcelo Rebelo de Sousa

 

Estes debates decidem-se muitas vezes em função das expectativas. Sendo assim, Henrique Neto pode dar-se por satisfeito pela sua prestação no frente-a-frente de ontem na SIC Notícias que marcou a estreia de Marcelo Rebelo de Sousa nesta série de confrontos a dois nos canais informativos.

Marcelo chegou ao estúdio com um sorriso rasgado e terminou o debate quase irritado com as sucessivas farpas que o empresário da Marinha Grande lhe dirigiu. Neto, em constante piscar de olho ao eleitorado de esquerda, deu até a entender que corre a Belém para evitar a eleição do antigo líder do PSD. Jogando ao ataque, acusou-o de trair os amigos, "fabricar factos políticos" e escrever cartas elogiosas a Marcello Caetano antes do 25 de Abril. "Eu vivi a oposição ao antigo regime. Quando estava a apanhar pancada na avenida principal de Aveiro, o senhor professor escrevia uma carta ao então presidente do Conselho a aconselhá-lo a ser mais duro e a dar mais pancada, provavelmente."

Condicionou Marcelo, que recordou ter viabilizado três orçamentos de António Guterres quando Neto era deputado do PS: "O actual Presidente da República e os barões do partido [PSD] estiveram nessa altura contra mim." O professor chegou até a puxar de credenciais antifascistas: "Tive ficha na PIDE e os meus artigos no Expresso eram cortados pela censura."

A diferença entre ambos, acentuou o candidato apoiado pelo PSD e pelo CDS, "é que o senhor está zangado e eu não: eu acredito nos portugueses". Neto, que começou o debate de cara muito séria, já então se dava ao luxo de sorrir.

 

Vencedor: Henrique Neto

...............................................................

 

Frases do debate:

 

Neto  - «Marcelo Rebelo de Sousa é parte do sistema. Mais talvez do que qualquer outra pessoa, teve um poder enorme neste país, que é o poder da televisão.»

Marcelo - «As pessoas conhecem-me. Sou escrutinado há 40 anos.»

Neto  - «Com as suas qualidades e a sua inteligência, o senhor podia ter mudado o destino do País.»

Marcelo - «Votem no candidato Henrique Neto, votem em qualquer um, mas votem.»

 

...............................................................

 

O melhor:

- Henrique Neto aproveitou para pescar votos em várias águas. A seu ver, "a televisão fabrica ministros e Presidentes da República que são, na prática, Berlusconis e José Sócrates."

- Posta em causa a sua isenção como comentador televisivo, o ex-presidente do PSD não hesitou em avivar memórias: "Saí de uma televisão por pressão de um governo do meu partido e [noutra ocasião] o líder do meu partido pediu a minha cabeça."

O pior:

- Marcelo exagerou nos elogios iniciais ao seu opositor, na aparente tentativa - afinal frustrada - de lhe amaciar o discurso.

- O empresário esqueceu-se de pôr algum travão na demagogia: "Eu vejo todos os dias pessoas da classe média, de mão estendida, a pedir envergonhadamente ajuda na rua."

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Sem imagem de perfil

De BELIAL a 04.01.2016 às 19:05

Estão bem um para o outro.

Duas raposas de rabo pelado.
Muitos anos a virar frangos.

Curiosamente não se falou na ota, essa ex-prioridade estratégica...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.01.2016 às 21:22

É da natureza das raposas virar frangos...
Sem imagem de perfil

De Ali Kath a 04.01.2016 às 19:43

por aqui ainda não se percebeu que ganha a falta de civismo e de incapacidade para entender que a eleição não é para presidente duma junta de freguesia
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.01.2016 às 21:25

Alá u há que bar
Sem imagem de perfil

De Reaça a 04.01.2016 às 19:57

Não ouvi, mas o discurso antifascista tem sempre prejudicado quem abusa dele.

O manhoso do Soares em campanha nunca fazia uso desse discurso.

Ganhou sempre.

Só perdeu com Cavaco, mas porque era já um velhadas.

O Neto já era!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.01.2016 às 21:26

Se eu fosse moderador destes debates atribuía a vitória ao que mandasse menos gafanhotos.
Sem imagem de perfil

De JS a 04.01.2016 às 22:23

Achei interessante comparar a produção de uma cadeira de um curso, 25.000 alunos, pagos pelo erário público e pelas propinas dos próprios, alunos que "passaram" por mim (não é que "aprederam" comigo), com a produção de empregos e riqueza pelo privado.
Brilhante.
Há coisas que um funcionário publico, mesmo que possuidor de uma inteligência assombrosa, nunca há-de perceber.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 05.01.2016 às 09:44

Tudo tem o seu mérito. Nem tanto ao mar nem tanto à terra.
Imagem de perfil

De Helena Sacadura Cabral a 04.01.2016 às 22:34

Agora são todos meninos de coro ou meninos mal comportados!
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 05.01.2016 às 09:40

Mas só o Arnaldo Matos é Menino Rabino que Pinta Paredes (MRPP).

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D