Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Presidenciais (12)

por Pedro Correia, em 04.01.16

 images[1].jpg Marisa-Matias1[1].jpg

  

Debate Maria de Belém-Marisa Matias

 

Pode-se começar um debate a perder ainda antes de o opositor abrir a boca? Pode. Maria de Belém Roseira gastou os quatro minutos iniciais da sua intervenção, no frente-a-frente com Marisa Matias ontem à noite na TVI 24, a enumerar diversos pontos do seu percurso biográfico. Deixando pressupor o reconhecimento de que tem um défice de notoriedade junto dos portugueses. Algo insólito numa pessoa que foi deputada e exerceu duas vezes funções ministeriais, além de ter sido presidente do Partido Socialista.

Bastou à eurodeputada do Bloco de Esquerda uma simples frase de réplica para desmontar a lógica argumentativa da sua oponente: "A candidatura à Presidência da República não deve ser vista como um concurso de antiguidade."

Parece faltar um eixo central às intervenções públicas de Maria de Belém, que insiste em falar do seu currículo à falta de melhor tema. Um aspecto que ainda poderá corrigir em futuras intervenções. Marisa Matias, pelo contrário, vai direita ao assunto. Neste debate deixou bem clara a sua posição relativamente ao caso Banif, com palavras que todos entendem: "Eu jamais assinaria de cruz um orçamento que retira 3 mil milhões de euros aos portugueses, que uma vez mais vão pagar os desvarios do sistema financeiro." Para comunicar bem não é necessário esperar pelos cabelos brancos.

 

Vencedora: Marisa Matias

...............................................................

 

Frases do debate:

 

Belém  - «O que me separa de Marisa Matias é, fundamentalmente, a minha experiência de vida.»

Marisa - «Entristece-me ver políticos tão experientes a desistir do seu país.»

Belém  - «Eu sou uma feroz defensora do meu país.»

Marisa - «Temos maneiras diferentes de ver o Estado Social.»

 

...............................................................

 

O melhor:

- A eurodeputada bloquista lembrou que o executivo Sócrates - que Maria de Belém apoiou - decretou cortes nos abonos de família.

- Maria de Belém induziu que a sua oponente não conhece suficientemente bem a Constituição ao lembrar-lhe que a lei fundamental "impõe limites aos poderes do Presidente da República".

O pior:

- "Enorme experiência, sensibilidade, dedicação a causas": a ex-ministra da Saúde exagerou no auto-elogio.

- Marisa Matias rejeitou que a Presidência da República seja "uma espécie de prémio de carreira", recusando encarar o óbvio.

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 04.01.2016 às 18:08

Marisa Matias rejeitou que a Presidência da República seja "uma espécie de prémio de carreira", recusando encarar o óbvio.

Eu peço desculpa por ser tão burro, mas o que é que é "o óbvio" nesta frase, Pedro? É que, para mim, nada é óbvio.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.01.2016 às 18:51

Bom ano para si também, Luís Lavoura.
Sem imagem de perfil

De BELIAL a 04.01.2016 às 18:42

Roseira, tem quem a gabe até à morte.
Despudoradamente.
Enjoa.
Béu béu béu...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.01.2016 às 18:51

Já vi grandes paixões começarem por muito menos.
Sem imagem de perfil

De Ali Kath a 04.01.2016 às 19:50

dizia-me um jovem operário
'-queria que comesse a velha de frente?'
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 04.01.2016 às 21:27

Você anda a ler demasiados romances neo-realistas.
Sem imagem de perfil

De BELIAL a 05.01.2016 às 11:53

Sowinds teria outra sofisticação.

Sem proletarices. :-)
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 05.01.2016 às 21:20

Sai mais uma dose de caviar para a mesa do canto.

Comentar post



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D