Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Post-it

por Fernando Sousa, em 09.11.19

Gente boa, sobra por aí alguma lágrima, pequenina que seja, uma gotita, também pela sem-abrigo cujo filho foi encontrado numa lixeira? Só para saber. Não é para trocar nobrezas. Só para adivinhar em que grau de seca vamos chorando o mundo.  

Tags:


53 comentários

Imagem de perfil

De Zé Gato a 09.11.2019 às 12:30

Antes de a punir deveríamos tê-la ajudado... mas somos assim assobiamos para o lado perante o problema dos outros, mas somos os primeiros a apontar o dedo.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 09.11.2019 às 13:59

Muito bem, Zé Gato. Uma infelicidade a dividir um pouco por todos - menos, claro, pelo bebé.
Sem imagem de perfil

De kika a 09.11.2019 às 21:55

Em primeiro lugar o seu país.
Seria curiosa essa informação de quantos por lá choraram.
Está na hora das embaixadas e consulados
ajudarem os seus cidadãos. Também é para isso que servem .
Aqui também choram? espero que sim , mas também existem muitos
nacionais a viver na miséria sem que suscitem a mínima emoção.
O politicamente correcto é tóxico e forçosamente indigesto.
Não sou uma pessoa de bem , sou uma pecadora.
Se um país prefere dar a prioridade a estrangeiros ignorando a miséria dos
seus...ou o negócio é rentável ou somos governados por traidores .
Ps: na eventualidade de responder a este miserável comentário,
tenha a gentileza de ser educado.



Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 09.11.2019 às 22:15

Kika, a embaixada de Cabo Verde já está em campo e a recolher elementos para ajudar a sua nacional no que ela precisar. Sobre os que cá choram, sendo que a compaixão não se exprime só por lágrimas, recorde as palavras sensatas e humanas do Presidente Marcelo - citadas aliás pela representação cabo-verdiana. Enfim não percebi porque me pede educação pois aqui ela nunca me faltou fosse com quem fosse.
Sem imagem de perfil

De kika a 09.11.2019 às 22:31

Fernando Sousa , queira desculpar mas o " aviso " não lhe era dirigido.
O meu pedido foi para o Sr. Gato . 🙉 🙋
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 09.11.2019 às 23:27

Tudo bem. Esclarecido.
Sem imagem de perfil

De o cunhado do acutilante a 09.11.2019 às 12:46

Por um contentor de lixo, há centenas de entradas de prédios.
Nenhuma lágrima, obviamente.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 09.11.2019 às 14:01

Gostava de conhecer o seu lixo para o conhecer melhor a si. Mas já me deu uma ideia, pelo que não vou sujar as mãos.
Sem imagem de perfil

De o cunhado do acutilante a 09.11.2019 às 16:08

Há centenas de entradas de prédios, de casas, hospitais,cios e casas várias, passeios de ruas, parques e jardins públicos, enfim; milhares de locais onde se desembaraçar dele.
Mas compreendo onde quis chegar. Antes de condenar há que respeitar a infelicidade dos mais desprotegidos.
Contudo nem todos os sem-abrigo são infelizes. Pelo menos essa não era; ou não era sempre.
Duvido muito quando ao abrir as pernas para o fabricar derramasse lágrimas de infelicidade, ou pouca sorte.
E não só por uma vez.
Espero que agora já me conheça perfeitamente.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 09.11.2019 às 17:01

Sim, passei a conhecê-lo melhor. Muito melhor. E não vou perder nem mais um minuto consigo.
Sem imagem de perfil

De o cunhado do acutilante a 09.11.2019 às 17:26

É pena. Se se dispusesse a perder um pouco mais de tempo comigo ia conhecer-me em plenitude.
Assim respeito a carência de tempo que me dedica e vou esperar que algum autor/a do blogue se refira ao tema para dar-me um pouco mais a conhecer.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 09.11.2019 às 21:39

Olhe: já o percebi no básico, na linguagem e nos valores, dispenso sinceramente conhecê-lo em plenitude; seria deprimente. Fim da linha.
Perfil Facebook

De José Junqueira a 09.11.2019 às 13:13

Cujo filho ela deitou numa lixeira, quer você dizer!
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 09.11.2019 às 14:04

O que eu quis dizer foi exactamente o que disse. Quanto a si, não esconda as mãos, e as pedras, atrás das costas.
Sem imagem de perfil

De Anonimus a 09.11.2019 às 13:55

Ja foi engaiolada. Lá saber de motivos, condicionantes.
Menos mal, já tem tecto e três refeições quentes por dia.
Já os que foram arriar nos bombeiros, por lá andam.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 09.11.2019 às 14:06

Não respondo a anónimos.
Sem imagem de perfil

De Manuel Om a 09.11.2019 às 15:58

Há uma coisa que dá que pensar. Se um homem pratica actos violentos contra os filhos ou mulher, é considerado um mau carácter que merece punição. Se uma mulher pratica actos violentos contra filhos ou marido, é porque algo está errado com ela, precisa de ajuda, apoio psicológico etc. Então não há igualdade de género? E, portanto, não deveriam ser tratados da mesma maneiria?
Tenho meditado nisto mas não encontrei resposta satisfatória.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 09.11.2019 às 22:05

Manuel, a lei é igual para todos e quando não é devia ser. Os crimes, as suas particularidades e as suas circunstâncias é que não são, pelo que as penas também são diferentes. Não medite mais. É só isto.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.11.2019 às 17:08

Esta disponibilidade para ver 'coitadinhos' sempre que se infringem regras básicas de moral comum, é o lixo progressista que o pós-Abril semeou.
E quantos se revêm nessa tolerância amoral!
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 09.11.2019 às 21:49

Não respondo a anónimos.
Imagem de perfil

De cheia a 09.11.2019 às 17:10

Todos atiraram pedras, sem saber o que se passava. Infelizmente, tornou-se normal não ter trabalho, nem casa, dormir nas pedras da calçada.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 09.11.2019 às 19:30

Sem dúvida. E essas são só algumas das circunstâncias.
Sem imagem de perfil

De o cunhado do acutilante a 09.11.2019 às 21:05

Pois, não tinha nada disso, a infeliz-
Mas tinha as unhas extremamente bem-tratadas e coloridas de um vermelho muito bonito e reluzente que só um verniz de boa marca proporciona.
Com certeza, deve ter visto como eu na reportagem apresentada pela CM, nas mãos dela.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 09.11.2019 às 21:43

Por favor, poupe-me. Não vou por aí.
Imagem de perfil

De cheia a 09.11.2019 às 22:22

Ainda não vi nenhuma fotografia da Senhora. Mas, ao menos, já tinha alguma coisa.
Sem imagem de perfil

De António a 09.11.2019 às 20:44

Perguntar-me se tenho pena, sem conhecer a história, ou condená-la, sem conhecer a história, é pedir-me para julgá-la sem conhecer a história.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 09.11.2019 às 21:33

É um bom ponto de vista. Mas, repare, estamos a falar de compaixão. A humanidade pode, e quanto a mim deve, preceder a justiça. Tal como a caridade, caso acredite nela, a justiça distributiva. Quer uma quer outra chegam mais depressa.
Sem imagem de perfil

De Bea a 09.11.2019 às 22:04

Julgo que atirar um filho ao lixo é crime, venha de onde e por que motivo vier. Também julgo que existem atenuantes, mas continua a ser um acto criminoso. E ainda penso que o facto dessa mãe ter sido presa pode vir a elucidar o crime. É preciso aferir da sanidade mental da rapariga. Que é uma rapariga, tem apenas 22 anos.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 09.11.2019 às 22:17

Faço minhas praticamente uma a uma as suas palavras. O meu post foi nesse sentido. É isso que lá digo.
Sem imagem de perfil

De V. a 09.11.2019 às 23:33

Entretanto o PR —ou alguém por ele— já arranjou casa ao s-a que encontrou a criança no lixo. No fundo o verdadeiro herói desta história é a mãe.

So não digo que também eu gostava de encontrar uma criança no lixo para ter uma casa porque com a sorte que eu tenho aparecia-me o Costa em vez do Marcelo.
Imagem de perfil

De Fernando Sousa a 09.11.2019 às 23:37

Por favor, V. Que raio de comentário! Estamos diante de uma tragédia, não faça disto nem uma cena política nem uma graça sem jeito.
Sem imagem de perfil

De V. a 10.11.2019 às 00:36

Tem razão, foi excessivo.

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D