Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Por estes rios acima (2)

por Pedro Correia, em 28.06.18

rio_alva[1].jpg

55e32eb0-dd9a-47cc-bed7-d3407f39aeaepa[1].jpg

   

 

RIO ALVA

 

Nascente: encosta sudoeste da Serra da Estrela

Foz: Rio Mondego, em Porto da Raiva, concelho de Penacova

Afluentes: Ribeira de Folques, Rio Alvoco

Extensão: cerca de 105 km

 

«Deixem passar o Rio Alva. Deixem-no / deixem-no passar. // Com suas pedras cantadas / de queda em queda.»

 

Mário Castrim, Conto Estrelas em Ti


38 comentários

Sem imagem de perfil

De Bea a 28.06.2018 às 13:31

Parabéns pelas imagens. Nas fotos surge muito bonitinho o rio Alva, mas suponho que também dará guarida a muito mosquito e outros insectos incómodos que não cabem nas fotos. Não há bela sem senão.
Sem imagem de perfil

De V. a 28.06.2018 às 21:19

Não há mosquitos nenhuns. Matei-os quase todos em 1995.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.06.2018 às 22:24

Eu matei os restantes em 2003.
Imagem de perfil

De Sarin a 29.06.2018 às 17:46

Cf perguntei ao V....
Sem imagem de perfil

De O Gajo a 28.06.2018 às 23:08

Já prescreveu
Imagem de perfil

De Sarin a 29.06.2018 às 17:52

Isso é para desinfestação de carraças e outros artrópodes...
Imagem de perfil

De Sarin a 29.06.2018 às 17:45

Não havia nada melhor para fazer em tais paragens??
Sem imagem de perfil

De V. a 29.06.2018 às 20:21

Haver havia, mas tivemos de abrir o caminho à força.
Imagem de perfil

De Sarin a 30.06.2018 às 01:29

Ai c'orror!!!
Sem imagem de perfil

De O Gajo a 29.06.2018 às 20:52

É pessoal triste....
Imagem de perfil

De Sarin a 30.06.2018 às 01:31

Trocaram oxitocina por queratina...
Sem imagem de perfil

De Bea a 29.06.2018 às 23:40

:)
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 28.06.2018 às 14:21

E que belo banho eu tomei no Alvoco, num pego fundo que ele tem pouco acima da Barriosa.
Sem imagem de perfil

De O Gajo a 28.06.2018 às 14:34

Parabéns por esta série. Fotografias de locais a visitar.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 28.06.2018 às 17:52

A fotografia de baixo parece-me ser das piscinas fluviais na aldeia de Avô.
Sem imagem de perfil

De O Gajo a 28.06.2018 às 21:20

Obrigado, Luís! Anda a Prozac?
Sem imagem de perfil

De V. a 28.06.2018 às 21:21

A de cima é em Côja, a segunda na Ponte das 3 Entradas. P3E prós amigos.
Sem imagem de perfil

De O Gajo a 28.06.2018 às 23:09

Sem imagem de perfil

De Justiniano a 29.06.2018 às 09:53

Exactamente, caro V.
O caro Pedro Correia podia ter inserido uma da Moura morta!!
Sem imagem de perfil

De V. a 29.06.2018 às 20:24

Na Moura Morta ardeu rigorosamente tudo em Novembro.
Imagem de perfil

De Sarin a 28.06.2018 às 15:03

[Pedro, vejo estes rios muito ladeados de poesia na margem esquerda e ainda mais à esquerda... se a novel série não fosse tão bonita, quase lhe chamaria parábola.]


Muito boa, a ideia da série. Rios e Poesia não nos faltam.
Sugeria apenas, se e quando possível, identificação dos pontos fotografados - algo que nos permita localizar onde se podem avistar tais paisagens.
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 28.06.2018 às 17:54

A segunda fotografia é, salvo erro, na aldeia de Avô.

No rio Águeda, a primeira fotografia é na cidade de Águeda (que há uns anos instalou uns belos espaços de lazer à beira-rio), a segunda será, creio, numa praia fluvial que fica lá muito perto, uns dois quilómetros a montante.
Imagem de perfil

De Sarin a 28.06.2018 às 19:41

Obrigada :)
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.06.2018 às 18:27

Aprendi a nadar no rio alva em Côja ( Concelho de Arganil). Na bela vila de Côja a caminho do Piódão. Memórias da infância.
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.06.2018 às 22:26

Côja: recomendo sempre visita urgente a quem ainda não conhece.
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 29.06.2018 às 10:00

A princesa do Alva, sempre recomendável!!
Esteve cercada pelo fogo, o ano passado. São ainda, e serão, evidentes as marcas do fogo!!
Um bem haja,
Sem imagem de perfil

De Maria Antonieta a 28.06.2018 às 20:38

Pode continuar com esta série, por esses rios acima, abaixo e por onde lhe aprouver, Mr. Correia! Vai muito bem lançado. Rios e poesia sempre se deram bem...e me agradaram.

Imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.06.2018 às 22:26

Vou continuar, Maria Antonieta. Vai prolongar-se pelo menos até ao fim de Julho. Todos os dias.
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 29.06.2018 às 10:04

Subscrevo, sem acrescentar uma vírgula mas acrescentando um bem haja!!
Sem imagem de perfil

De V. a 28.06.2018 às 21:24

Está é tudo queimado, agora. Agradeçam ao PS, aos seus muchachos na Prot. Civil e aos Bombeiros (que são mansos e não desobedecem).
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 28.06.2018 às 22:27

Nem quero pensar nisso. Não voltei lá nos últimos meses.
Sem imagem de perfil

De V. a 29.06.2018 às 00:56

Também não tive coragem de ir até lá mas de Poiares e Arganil para a frente pelo vale do Alva até Côja estava tudo miseravelmente queimado. Vê-se logo que ninguém o apagou, extinguiu-se sozinho quando chegou ao que tinha ardido no ano anterior. Uma vergonha — que também ninguém vai apagar.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.06.2018 às 07:14


Bela série: Se "o barco vai de saída" "por este rio acima" é "navegar navegar" ou "voar por cima das águas" porque "grande grande é a viagem".
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 29.06.2018 às 10:13

Doce e salgada...E a verdade é que eu te amo, ò pátria lusa, ò minha musa! O teu génio é português!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.06.2018 às 12:21

Grande hino a Lusitana
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 29.06.2018 às 12:26

Grande hino essa "Lusitana".
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 30.06.2018 às 06:01

... em vez de "A minha casinha"

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D