Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pensamento da Semana

por João Villalobos, em 27.01.18

 

Antes prefiro uma cabra sapadora do que uma ovelha doutora. 

 

Este pensamento acompanhou o DELITO durante toda a semana

Autoria e outros dados (tags, etc)


23 comentários

Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 21.01.2018 às 13:40

Sapadora ou doutora, desde que seja cabra, Tantum me faz.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.01.2018 às 15:55

Corte a palavra antes e fica um português correcto.
Imagem de perfil

De João Villalobos a 21.01.2018 às 15:59

Pensei nisso mesmo mas optei por deixar ficar, a bem do coloquialismo. São escolhas. Mas obrigado pelo reparo.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 22.01.2018 às 08:23

João , cuidado com as beatas!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.01.2018 às 00:48

Isso!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 21.01.2018 às 17:22

De facto, Miguel Freitas esclarece na edição de ontem do Expresso que quer também ovelhas sapadoras, e não somente cabras.
Sem imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 21.01.2018 às 19:25

Creio que tanto uma como outra fazem trabalho de sapa ...
Sem imagem de perfil

De Beatriz Santos a 22.01.2018 às 06:17

Cabras sapadoras...são apenas cabras, comem a eito, tudo que encontram. As ovelhas, sendo ou não doutoras, não têm o mesmo ímpeto destrutivo. Nem aparelho digestivo tão forte.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 22.01.2018 às 09:04

As ovelhas não têm o mesmo ímpeto destrutivo.

Isso não é verdade. As ovelhas, pelo contrário, são potencialmente mais destrutivas que as cabras - como comem as ervinhas muito rente ao solo, deixam o solo completamente nu e muito propenso à erosão. Que o digam os islandeses, cuja ilha está em grande parte irremediavelmente erodida devido ao pastoreio com ovelhas feito pelos seus antepassados.
Sem imagem de perfil

De Beatriz Santos a 22.01.2018 às 22:47

Anónimo, tive ovelhas e cabras. Mesmo sem conhecer o exemplo da Islândia e os danos do pastoreio por essas bandas, sei o que digo. As cabras não comem apenas a erva rasteira; comem tudo que seja arbusto e acedem a todo o lugar. Se reflorestarem e lá passe um rebanho de cabras enquanto as árvores forem novas, podem dizer-lhes adeus.
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 25.01.2018 às 09:14

Anónimo, não há comparação alguma. Se fossem cabras, na Islândia, há muito que nem pedra sobrava!!
Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 22.01.2018 às 11:43

As cabras têm a vantagem de comer vegetação mais rasca (por exemplo, lambem as folhas das silvas). Mas não comem tudo, deixam muita coisa que ainda pode arder. As ovelhas, pelo contrário, comem as ervas todas até deixar o solo completamente limpinho, sem uma folhinha sequer.
Sem imagem de perfil

De Vlad, o Emborcador a 22.01.2018 às 12:44

Mas as ovelhas cagam mais.
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 25.01.2018 às 09:20

Cabras selectivas, vejam só! (sim, Lavoura, se o terreno tiver a mato, com sucata à mistura é evidente que nem as cabras conseguem limpar tudo. Sobra sempre qualquer coisa para arder, nem que sejam as cabras. Experimente lá por ovelhas, no mesmo sítio.) As que conheço comem tudo, até ferro se as deixarem!! As ovelhas são o melhor corta relvas que conheço. A obrar não há como as cabras, ininterruptas na cagança!!
Sem imagem de perfil

De Beatriz Santos a 24.01.2018 às 22:33

Bom, vamos lá a ver sobre cabras e ovelhas que até parece que sejamos pastores:): as cabras comem mais os arbustos e dedicam-se menos ao método. Talvez entremear umas com outras. Primeiro passam as cabras e depois as ovelhas. E não digo em simultâneo que pode dar briga (as minhas coexistiam pacíficas).
E vamos pastoreá-las por aí que o pastoreio está em desuso e não há pastores que cheguem por esses montes de Deus:).
Sem imagem de perfil

De V. a 22.01.2018 às 22:23

meh
Sem imagem de perfil

De Sarin a 23.01.2018 às 19:38

Ambas as bichinhas são bem-vindas se pastarem em conjunto e respeitarem os balidos das outras.
O que há mais, infelizmente, é cabras a pastarem como se fossem vacas e ovelhas a debicarem no redil.
Sem imagem de perfil

De Sarin a 23.01.2018 às 19:41

Ou corte o verbo; a correcção manter-se-à.

Mas concordo: como está, é mais fiel aos falares.


Não sei é se o pensamento pretendia discussão tão literal...
Imagem de perfil

De Pedro Correia a 24.01.2018 às 12:29

Tens duas gralhas na palavra sapatona.
Sem imagem de perfil

De Justiniano a 25.01.2018 às 09:23

Sim, também já vi cabras a comerem sapatos!!
Sem imagem de perfil

De MIguel Santos a 25.01.2018 às 09:40

E eu prefiro uma cabra sapadora a uma vaca deputada

Comentar post


Pág. 1/2



O nosso livro





Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2014
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2013
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2012
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2011
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2010
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2009
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D