Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pensamento da Semana

por Maria Dulce Fernandes, em 15.12.19

Comer doze passas, brindar com vinho, iluminar os céus com fogo, bater com tachos, subir para uma cadeira e saltar com o pé direito, vestir cuecas azuis, ter dinheiro na mão e agitar acima da cabeça, deitar fora o que não presta, mergulhar no mar…
Estas são algumas das mais comuns tradições cumpridas na passagem para o Ano Novo.
É inegável que a última seja a mais seguida, pois mesmo quem não liga a estas coisas, acaba por ir na onda.

 

Este pensamento acompanhou o DELITO durante toda a semana


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Costa a 09.12.2019 às 00:35

Garantidamente o que o Novo Ano traz, tem trazido reiteradamente, é uma perfídia mais do fisco, materializando a descarada e hipócrita indignidade de quem nos (des)governa e o grande desígnio nacional de sugar da classe média tudo o que ela ainda tenha para dar. Até que ela deixe de existir (decerto outro grande e patriótico desígnio geringonçal, considerando a orientação ideológica que a sustenta). De tudo o que próximo ciclo de doze meses eventualmente traga, essa é a única certeza que alguém de bem pode ter.

Eu reduzo a passagem de ano ao pretexto para gastar uns valentes euros num bom champanhe, coisa de que por algum pudor (e outras prioridades orçamentais; fiscais, desde logo) me vou abstendo ao longo do ano, e sorvê-lo apenas porque sim (não, definitivamente, pelo ano que se inicia).

E às vezes as imposições profissionais nem isso me permitem. Caso em que poupo dinheiro...

Costa
Imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 09.12.2019 às 19:01

O Grinch-en-rose e a mania de roubar o Natal... e o Ano Novo... e o ano inteiro...
Eu é mais bolos. Mesmo. Faço uns coscorões com calda, receita do Gaviãzinho, com qualidade aprovada e comprovada. Mas se bem os faço, melhor os como. E toucinho do céu. E tarte de batata doce. E...
Ando há 10 anos a tentar perder os "ganhos do Natal".😊
Sem imagem de perfil

De Costa a 09.12.2019 às 19:47

Não diga (escreva) isso. Veja bem, eu não roubo o que seja. Digo (escrevo) por aqui o que penso. Suponho que, dentro dos limites da boa educação e do civilizacionalmente aceitável, tal é de certa forma um dos atributos fundamentais deste blogue. E note que, supondo-o, não me passa pela cabeça que haja de sua parte, ou da de qualquer outro autor do blogue, o dever de me aturar.

Ainda que a senhora me tenha, parece, na conta de um ser esverdeado e dificilmente suportável (não vi o filme, não conheço a história, não sei mais sobre ele) concordará que, verde e aborrecido que isso seja, infelizmente o que escrevi é a certeza (A Certeza) que poderemos ter; e independente das nossas vontades. Mas definitivamente não obrigo ninguém a valorá-lo como eu o faço (tal como não cesso de o apontar, ainda que isso enfade outros e me leve a adquirir uma aparência esverdeada a seus olhos). As coisas são como são e haverá seguramente quem ache muito bem que assim sejam. Aliás: há. Há, vota em coerência com isso e por estes tempos é maioritário. Por isso estamos onde estamos.

Este azedo arrazoado exposto (que fazer?, doces é que as coisas não são, preciosa que seja a mesa da Consoada; e creia que por este lado também há iguarias de tradição e também se celebra - ainda que nenhuma iguaria houvesse - o que, apesar dos homens, nela há a celebrar), cabe-nos, se acreditamos no que a data simboliza, procurar estar acima dessas vilezas. Cabe-nos sempre e mais ainda no Natal.

A passagem de ano, não o Natal, é que, perdoar-me-á, nos coloca, assim parece, em campos menos conciliáveis. Mas (tranquilize-me, peço-lhe) há-de ser preciso mais do que isso para me transformar num ser indesejável.

Festejar, tudo visto, por estes tempos, o quê? Ah, o pretexto para um bom champanhe!

Costa
Imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 09.12.2019 às 20:11

Caro Costa, porque carga de água iria eu compará-lo com o Grinch? Chapéus há muitos, Costas também. Verde só se for fo Sporting.
Boas Festas
Sem imagem de perfil

De Costa a 09.12.2019 às 20:39

Uffff! E há muitos Costas, há. E este nada têm a ver com o outro!

Boas festas
Costa
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.12.2019 às 11:35

Não sou rotineiro, mas, do que mais gosto, é da normalidade.
Detesto eventos.
Sejam eles religiosos ou profanos, tradicionais ou... festivais.
Por isso, em vez de boas festas, eu desejo a todos um muito bom dia!
Um de cada vez.

João de Brito
Imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 10.12.2019 às 11:55

Um bom, antes, um excelente dia para o Senhor também, João de Brito.
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 10.12.2019 às 12:28

A garrafa de champanhe (em rigor, de espumante) preparada e as doze passas ou pinhões alinhadas em cima da toalha, no cantinho da mesa. Em cada passa ou pinhão pessoas queridas e desejos, pensados ao longo do 31 para que nada falhe no momento. Acreditando sempre, ainda que o resto do ano possa vir a desacreditar, pouco importa.

Gosto do Fim de Ano e do Natal, com presépio, pinheiro, com uma coruja em vez da estrela, luzinhas coloridas a piscar, até da escolha dos presentes e mais do que tudo de uma mesa cheia e vivida à volta do bacalhau ou do peru.
Imagem de perfil

De Maria Dulce Fernandes a 10.12.2019 às 12:54

O Natal ainda tem sabor a família, tem calor e doce aroma e o brilho que as crianças lhe conferem. Tem vindo a empobrecer em presenças e afectos, mas faz tudo parte do grande plano cósmico.
Festas Felizes Isabel
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 10.12.2019 às 13:24

Boas Festas, Maria Dulce.

Comentar post



O nosso livro






Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D