Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pensamento da semana

por Teresa Ribeiro, em 16.06.19

A causa animal alimenta-se, em boa parte, do desapontamento face à raça humana.

 

Este pensamento acompanhou o DELITO durante toda a semana


43 comentários

Sem imagem de perfil

De Zeca a 10.06.2019 às 15:24

"Total fidelidade, devoção e ausência de crítica." Esta afirmação é totalmente gratuita e falsa. Os animais não têm o conceito de fidelidade nem de devoção. Os animais não filosofam. Por isso neles a ausência de crítica é total. Mas isso não é uma qualidade, é um defeito grave.
Os apreciadores dos animais adoptam, em geral, uma posição antropocêntrica sem a qual o que dizem nem teria sentido.
"Não acham curioso que a massa adepta do pan em particular e ecologistas em geral se concentrem nas zonas urbanas?" Não acho curioso, acho que outra coisa não seria de esperar. Não sabem o que é a agricultura nem a pecuária nem o que é o campo. Por isso dizem as barbaridades que dizem.
Imagem de perfil

De Corvo a 10.06.2019 às 20:28

Quem não tem o conceito de fidelidade nem de devoção, e até, de amor, somos nós, os humanos e não eles.
Eles levam a fidelidade e o amor para lá da morte, como eu conheci e vivi.
Eu amava muito a minha mulher, e o gatinho dela também. Embora por vezes a arranhasse.
Ela morreu e eu continuo vivo, mas desde a primeira hora que ela saiu de casa para não mais voltar, nunca mais, o gatinho, durante o mês que ainda viveu, se separou da porta por onde ela saíra.
Morreu aninhado numa saia dela, saia essa de que ele nunca se separou enquanto viveu.
Mas conheço muitos mais exemplos de fidelidade e amor desses seres, os tais ditos não inteligentes.
E só para que fique claro, não sei quem é o PAN, quem é, quem são, o que faz, o que diz, as linhas que segue ou preconiza. Não sei e é seguramente a última das minhas preocupações saber quem seja.
Sem imagem de perfil

De Zeca a 10.06.2019 às 21:15

Zeca: "Os apreciadores dos animais adoptam, em geral, uma posição antropocêntrica sem a qual o que dizem nem teria sentido."
E pronto, pomos os animais a sentir o que nós sentimos.
Imagem de perfil

De Vorph "Girevoy" Valknut a 11.06.2019 às 00:07

Ora aí está uma certeza que julgo não ser só minha. Somos animais. Aliás, para que não restem dúvidas:

Domínio: Eukaryota
Reino: Animalia
Sub-reino: Eumetazoa
Filo: Chordata
Subfilo: Vertebrata
Classe: Mammalia
Subclasse: Theria
Infraclasse: Eutheria
Ordem: Primates
Subordem: Haplorrhini
Infraordem: Simiiformes
Superfamília: Hominoidea
Família: Hominidae
Subfamília: Homininae
Tribo: Hominini
Subtribo: Hominina
Género: Homo
Espécie: H. sapiens
Subespécie: H. s. sapiens

Estado de conservação - LC.

E claro que quanto mais da familia Hominidae são , mais sentem o que sentimos. A diferença substancial entre nós e eles não está tanto no sentir mas na forma como expressamos, manipulamos/usamos o sentido. Aliás, prova disso é que até no não sentido arranjamos um qualquer sentido.

A Consciência é a nossa maior armadilha que nos faz acreditar serem os instintos, motivações pessoais, quando não sublimações angelicais.

Houvesse uma definição e diria ser o Homem o animal que mais habilmente se esconde dele mesmo. Homo occultatum.
Imagem de perfil

De Corvo a 11.06.2019 às 00:11

Talvez. Para uns.
E talvez não. Sentimentos são reconhecimento de fraqueza, para outros.
Insiro-me na classe dos primeiros. Ingenuamente, talvez, mas não importa.
Preferiria nunca ter nascido do que ter passado pela vida sem conhecer a essência que dá sentido e torna a vida numa intensa aventura; por vezes amarga, por vezes doce, a filigrana que dá cor à existência, isto é: sentimentos.
Imagem de perfil

De Vorph "Girevoy" Valknut a 16.06.2019 às 09:13

Os depreciadores dos animais adoptam, em geral, uma posição antropocêntrica sem a qual o que dizem nem teria sentido.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D