Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pensamento da semana

por Teresa Ribeiro, em 16.06.19

A causa animal alimenta-se, em boa parte, do desapontamento face à raça humana.

 

Este pensamento acompanhou o DELITO durante toda a semana


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Luís Lavoura a 10.06.2019 às 09:50

Um bom pensamento.
Mas eu diria que não é somente isso. A causa animal deve-se a uma evolução da sociedade, em que os animais (domésticos) deixam de ser algo de utilitário (a vaca puxa o carro de bois, o cão guarda a casa, o gato caça ratos, o porco engorda para o Natal) para passarem a ser companhias, amigos. Numa sociedade rural, um animal inútil abate-se; por exemplo, se uma gata tem uma ninhada de gatinhos e nós não precisamos deles, pegamos nos gatinhos e atiramo-los a um poço para eles se afogarem. O sofrimento dos animais não conta, o que conta é a sua utilidade para nós.
Na sociedade urbana moderna, as pessoas não têm filhos, porque os filhos são muito caros, ao contrário daquilo que acontecia na sociedade rural tradicional. Para substituir os filhos que não tiveram, as pessoas arranjam cães para lhes fazer companhia. E tratam bem dos cães, tal como teriam tratado dos filhos. Não os querem fazer sofrer.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D