Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pensamento da semana

por Alexandre Guerra, em 07.04.19

Na política e no amor, quem se rege unicamente pela razão tem garantida a previsibilidade da monotonia dos seus actos, mas quem que se deixa guiar pelos instintos e paixões está destinado a grandes feitos e emoções.

 

Este pensamento acompanhou o DELITO durante toda a semana.


6 comentários

Imagem de perfil

De Vorph "Girevoy" Valknut a 31.03.2019 às 22:25

A história têm-nos mostrado que quem se deixa guiar pelas emoções, contidas em todas as ideologias "cientificas", comete as maiores barbaridades.
Perfil Facebook

De Manuel Ó Pereira a 01.04.2019 às 09:11

Basta relembrar a arrebatadora e luxuriosa paixão de António Guterres pela Educação para validar este pensamento. Mas atenção, paixão pode ser avassaladora mas não suficiente, se houver alguma disfunção pelo meio, pode mesmo acabar antes de ter começado: igualmente válido para o amor e a política.
Imagem de perfil

De Corvo a 01.04.2019 às 09:59

Na política permito-me algumas reservas. Tanto quanto me é dado saber não conheço nem nunca tive conhecimento de poder associado a sentimentos.
No amor sim! Não podia estar mais de acordo.
É como uma clepsidra: o coração enche-se na proporção da cabeça que se esvazia.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.04.2019 às 12:34

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.04.2019 às 20:33

Tanto o amor como a política têm componente irracional.Não há racionalidade que
evite,garantidamente,desastres.
Sem imagem de perfil

De Bea a 07.04.2019 às 11:10

Nem tudo ao mar, nem tudo à terra.

Comentar post



O nosso livro



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Links

Blogue da Semana

  •  
  • Afinidades

  •  
  • Lá fora cá dentro

  •  
  • Mais ligações

  •  
  • Informações úteis


    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D